CONECTE CONOSCO

futebol

Palmeiras vence e sai na frente do Inter na Copa do Brasil

Publicado em

Zé Rafael, do Palmeiras, comemora seu gol contra o Inter, durante partida de ida, válida pelas quartas da Copa do Brasil (Site do Palmeiras)


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Palmeiras saiu na frente do Internacional na disputa por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Nesta quarta (10), no Allianz Parque, o time de Felipão venceu os gaúchos por 1 a 0, com gol de Zé Rafael, e levará a vantagem para o confronto da volta das quartas, marcado para a próxima quarta-feira (17), no Beira-Rio.

Em uma partida bastante truncada e disputada, o Palmeiras teve as melhores oportunidades e poderia até ter feito mais gols se não tivesse desperdiçado tantos contra-ataques. Deyverson, particularmente, errou bastante na hora do passe final.

Antes de se reencontrarem pela Copa do Brasil, os dois times jogam no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. O Palmeiras entra em campo no sábado (13) para enfrentar o São Paulo, no Morumbi, enquanto o Inter visita o Athletico-PR no domingo (14), na Arena da Baixada.

CRONOLOGIA DO JOGO

A partida começou pegada, com marcação forte dos dois times. O Palmeiras teve mais volume até abrir o placar aos 19 minutos, em cabeçada de Zé Rafael, aproveitando cruzamento certeiro de Bruno Henrique.
No segundo tempo, o Inter foi mais para cima, mas o time da casa se segurou bem na defesa e perdeu várias chances de ampliar no contra-ataque.

O MELHOR: BRUNO HENRIQUE

O volante do Palmeiras foi essencial para travar o meio-campo do Inter e, ao lado de Felipe Melo, circulou muito bem a bola para abafar os momentos em que os colorados ensaiavam uma pressão.

Também foi decisivo na frente ao acertar cruzamento primoroso na cabeça de Zé Rafael para tirar o zero do placar. Quase deixou o dele no segundo tempo, mas foi travado na hora do chute dentro da área.

O PIOR: DEYVERSON

Normalmente uma peça importante do funcionamento ofensivo do Palmeiras, desta vez o centroavante jogou mal. Além de perder várias disputas no alto para Rodrigo Moledo, o que costuma ser seu ponto forte para desafogar o time alviverde, ele errou muitos passes em contra-ataques que poderiam resultar em chances claras de gol para o time da casa.

Uma furada no segundo tempo, quando teve a chance de deixar Dudu em boa condição, deixou Felipão particularmente nervoso. Depois, ele chegou até a pedir desculpas à torcida ao errar outro passe.

GUERRERO FAZ JOGO APAGADO

Diante de uma dupla de zaga que está há mais de 1.000 minutos sem sofrer gols atuando junta, Guerrero teve noite apagada. Destaque da Copa América pelo Peru, o centroavante sofreu com a pouca criatividade do Inter e pegou poucas bolas em boas condições.

Nas que chegaram, porém, ele levou a pior na disputa com os zagueiros do Palmeiras e com Felipe Melo, que também vigiou o peruano de perto. Disperso, Guerrero perdeu várias bolas e mostrou até irritação consigo mesmo. Saiu muito vaiado no fim do jogo.

O JOGO DO PALMEIRAS

O Palmeiras não fugiu ao seu estilo: marcou com muita aplicação e vigor, praticamente anulando as jogadas de ataque coloradas, e quando roubou a bola, atacou de modo direto, com muita velocidade. Depois de abrir o placar na bola parada, em cabeçada de Zé Rafael, o time teve chances de criar mais nos contra-ataques, mas errou nas tomadas de decisão, especialmente de Deyverson. Também houve mais oportunidades em lances ensaiados de faltas e escanteios, mas Dudu e Luan erraram o alvo.

O JOGO DO INTER

O Internacional veio para a partida com um meio-campo bastante forte fisicamente, com três volantes centrais mais Patrick, volante de origem, aberto pela esquerda. O time gaúcho dificultou a criação do Palmeiras, mas faltou criatividade na hora de atacar. Quando adentrava a intermediária ofensiva, faltava o passe mais qualificado para Guerrero, que praticamente não pegou na bola em posições perigosas. A melhor chance na primeira etapa foi um chute de longe de Nico López, facilmente defendido por Weverton.

IRRITAÇÃO COM O ÁRBITRO

A atuação de Wilton Pereira Sampaio irritou os dois lados. Parando o jogo a todo momento a cada contato e conversando demais com os jogadores, o árbitro gerou reclamações tanto do Palmeiras como do Inter. Felipe Melo, por exemplo, se revoltou com o cartão amarelo que recebeu após dividida com Nico López. Os jogadores das duas equipes criavam rodinhas em volta do juiz a cada lance apitado, contribuindo para o clima quente da partida.

INTER SE ABRE NO SEGUNDO TEMPO

Perdendo no intervalo por 1 a 0, o técnico Odair Hellmann apostou em abrir o time para a segunda etapa: saiu o volante Nonato para a entrada do veterano D’Alessandro. Com um meio-campo mais leve e tentando sair mais para o jogo, o time colorado passou a ceder ainda mais espaços no contra-ataque. Dudu teve duas boas chances após carregar a bola, mas errou a pontaria tanto de esquerda quanto de direita. Atrás, o Palmeiras segurou bem a tentativa de pressão do Colorado.

WILLIAN VOLTA E É OVACIONADO

Mais de sete meses após se lesionar dando o passe do gol do título brasileiro do Palmeiras em novembro de 2018, o atacante Willian voltou a jogar uma partida oficial pelo clube. Ele entrou já aos 42 minutos do segundo tempo na vaga de Zé Rafael e foi ovacionado pela torcida no Allianz Parque.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

futebol

Sem Neymar, PSG apenas empata contra time da segunda divisão alemã

Publicado em

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Sem Neymar, o Paris Saint-Germain não se esforçou e consequentemente não venceu em seu segundo amistoso de pré-temporada.

Em ritmo de treino, a equipe francesa apenas empatou com o Nuremberg, da segunda divisão alemã, em 1 a 1, neste sábado (20), no Max-Morlock-Stadion, na própria cidade de Nuremberg, na Alemanha. O gol do PSG foi marcado por Pablo Sarabia, contratado do Sevilla nesta janela de transferências.

O PSG não se mostrou disposto a pressionar o Nuremberg com o mesmo afinco de quatro dias atrás, quando atropelou o Dynamo Dresden, também da segunda divisão alemã, por 6 a 1.

Além de Neymar, que faltou na primeira semana de treinos de pré-temporada do PSG, também vem sendo ausência nos amistosos o uruguaio Cavani, que segue de férias por conta de sua participação na Copa América.

Após acertar duas bolas na trave com Mbappé, o PSG enfim abriu o placar apenas aos 41 minutos do primeiro tempo. O garoto de 20 anos de idade fez linda jogada individual pela esquerda, passou a bola entre as pernas do marcador e cruzou na medida para o recém-contratado Sarabia marcar de cabeça.

No segundo tempo, os franceses adotaram ritmo ainda mais lento, e o goleiro Areola levou dois grandes sustos ainda nos primeiros minutos.

Quando o técnico Thomas Tuchel trocou praticamente todos os seus jogadores, o PSG levou o gol de empate: o zagueiro Diallo tocou a bola com a mão na área e cometeu pênalti. O Nuremberg converteu com batida firme do também defensor Valentini aos 26 minutos, dando números finais ao amistoso.

Com relação a Neymar, cabe lembrar que o atacante se reapresentou com atraso ao PSG, na última segunda-feira (15), e não foi relacionado por Tuchel para os amistosos desta semana na Alemanha.

Por outro lado, apesar de insistir em sair do clube francês, o brasileiro aceitou viajar com a equipe, na próxima terça, à China, onde seguirá a pré-temporada com a delegação azul e vermelha.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

FUTEBOL

São Paulo tem acordo amarrado e descarta risco de perder Volpi

Publicado em

(UOL/FOLHAPRESS) – O São Paulo está satisfeito com Tiago Volpi até o momento e vê a torcida já se movimentar pedindo a permanência do goleiro após o fim desta temporada. Em dezembro, o empréstimo do Querétaro, do México, termina, assim como o prazo para o clube tricolor exercer a opção de compra pelo arqueiro. E a diretoria se mostra confiante de que, caso opte por investir em no atleta, conseguirá segurá-lo sem maiores problemas.

Como o UOL Esporte contou em abril, o preço fixado para o São Paulo comprar Volpi do Querétaro é de 5 milhões de dólares (na cotação atual, R$ 18,7 milhões). Para evitar que o fluxo de caixa impedisse a compra dentro do prazo, com esse valor reduzido, o clube do Morumbi já acertou com os mexicanos que o pagamento da eventual compra seria parcelado.

Sem isso, haveria o risco de um pedido de pagamento à vista diante da valorização do goleiro, o que poderia tornar o negócio inviável caso o São Paulo não pudesse reunir uma quantia alta de uma vez.

Outra forma de tornar o cenário mais seguro foi deixar tudo amarrado com Volpi para um contrato definitivo. Ou seja, o goleiro já sabe quanto vai ganhar, os bônus que pode receber e os outros direitos que passaria a ter após ser comprado pelos são-paulinos. Isso tudo sem precisar romper o vínculo trabalhista atual para a confecção de um novo acordo.

Seria uma continuação do contrato atual, o que deixa o São Paulo seguro juridicamente para manter Volpi. Essa estratégia cautelosa foi importante ainda no momento do empréstimo, quando outros clubes buscavam o arqueiro – o Flamengo era um deles. O atleta sentiu confiança no projeto oferecido e decidiu aceitar o plano a longo prazo.

O goleiro se tornou líder no elenco, tanto pela postura fora de campo como pela melhora nos momentos mais difíceis da temporada. Seu crescimento começou justamente após a queda na Copa Libertadores da América, teve um pico com a semifinal do Campeonato Paulista contra o Palmeiras e se manteve em alta no Campeonato Brasileiro.

No último sábado, ficou em evidência por um lance atrapalhado que resultou no empate do Palmeiras no Morumbi, mas chamou a responsabilidade. Após dar um susto na comissão técnica devido a dores na coxa direita, deve estar pronto para enfrentar a Chapecoense às 20h de segunda-feira, no Morumbi.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

FUTEBOL

Real Madruga estreia na Liga Paulista de Futsal

Publicado em

De olho no Campeonato Paulista que se realizará ainda neste segundo semestre, o Real Madruga Araçatuba estreia na Liga Paulista de Futsal. A competição possui 12 equipes dividias em 4 grupos. O Real Madruga está no grupo B junto com Assis e Marília, adversário desta sexta-feira as 20h, dentro de casa no ginásio de esportes da Emeb Henny Ferraz Homem, no Bairro Ipanema.

A equipe vem reforçada pelo pivô Piter que voltou a equipe após passar por Carlos Barbosa e outras equipes do Sul do País. Do resto, o time é o mesmo que disputou o Paulista no primeiro semestre.

Apesar de já ter estado no elenco, a expectativa do técnico Leandro Luz é poder contar ainda com o pivô Japa que não atuou no Paulista devido a problemas particulares. A reunião para o campeonato paulista será no dia 30 na sede da Federação Paulista.

A equipe tem treinado em dois períodos, fato que não acontece costumeiramente em razão de ainda alguns atletas cursarem faculdade. As férias colaboram com o time que treina todos os dias em dois períodos.

A entrada é franca nesta sexta e todos estão convidados. O Madruga tem o patrocínio Master da Samar e o apoio da Santa Casa Saúde.

A partida será transmitida ao vivo pela página da equipe no facebook.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
87