CONECTE CONOSCO

Vazamentos

Intercept divulga primeiro áudio de Deltan para procuradores da Lava Jato; ouça

Publicado em

O procurador Deltan Dallagnol (Foto: José Cruz/Agência Brasil)


(FOLHAPRESS) Um mês após a primeira reportagem sobre mensagens atribuídas ao ex-juiz Sergio Moro e a membros da Lava Jato, o site The Intercept Brasil divulgou nesta terça (9) o primeiro áudio das conversas, obtido de fonte anônima a partir de dados do aplicativo Telegram.

No arquivo de som divulgado pelo Intercept, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa, afirma que a proibição de entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Folha de S.Paulo, no ano passado, era “uma notícia boa”.

Desde que vieram à tona as mensagens publicadas pelo Intercept desde 9 de junho, tanto Deltan como Moro têm repetido que sempre agiram conforme a lei e que não podem garantir a veracidade dos diálogos divulgados.

Em 28 de setembro do ano passado, antes das eleições, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski autorizou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, a entrevistar Lula na prisão. No fim do mesmo dia, a decisão foi suspensa pelo ministro Luiz Fux.

Na ocasião, ele também decidiu que, se a entrevista já tivesse sido realizada, sua divulgação seria censurada. A decisão de Fux só foi revogada em abril deste ano pelo presidente do tribunal, Dias Toffoli.

Logo após a determinação de Fux, Deltan enviou em um grupo de procuradores: “URGENTE. É SEGREDO. Sobre a entrevista. Quem quer saber ouve o áudio”.

No arquivo, ele dizia: “Caros, o Fux deu uma liminar suspendendo a decisão do Lewandowski que autorizava a entrevista dizendo que vai ter que esperar a decisão do plenário”, disse Deltan em um grupo de procuradores.

“Agora não vamos alardear isso aí, não vamos falar para ninguém. Vamos manter, ficar quieto, para evitar a divulgação o quanto for possível. Porque quanto antes divulgar isso, antes vai ter recurso do outro lado, antes isso aí vai para o plenário”, acrescentou.

“O pessoal pediu para a gente não comentar publicamente e deixar que a notícia surja por outros canais pra evitar precipitar recurso de quem tem uma posição contrária a nossa. Mas a notícia é boa para terminar bem a semana depois de tantas coisas ruins e terminar bem o final de semana. Abraços, falou!”

A mensagem foi enviada após um dia de intensa troca de mensagens dos procuradores sobre o episódio. Após a liberação de Lewandowski, a procuradora Laura Tessler disse que era “revoltante”.

“Lá vai o cara fazer palanque na cadeia. Um verdadeiro circo. E depois de Mônica Bergamo, pela isonomia, devem vir tantos outros jornalistas… e a gente aqui fica só fazendo papel de palhaço com um Supremo desse…”.

Os procuradores passaram a discutir sobre a possibilidade de impedir a entrevista ou formas de diluir a entrevista entre vários veículos.

“Plano a: tentar recurso no próprio stf, possibilidade Zero. Plano b: abrir para todos fazerem a entrevista no mesmo dia. Vai ser uma zona mas diminui a chance da entrevista ser direcionada”, afirmou o procurador Januário Paludo no grupo.

Ouça o áudio:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

PARANÁ

Homem explode quintal de casa ao tentar matar baratas com veneno, gasolina e fogo

Caso aconteceu em Enéas Marques, no sudoeste do Paraná. 'Fiquei pasmo e tremendo por causa do susto', afirmou o morador. Ninguém ficou ferido.

Publicado em

Foto: Cesar Schmitz/Arquivo pessoal

Um homem explodiu o quintal de casa ao tentar matar baratas com gasolina, veneno em spray e fogo, em Enéas Marques, no sudoeste do Paraná. As câmeras de monitoramento da casa registraram o acidente. Veja o vídeo acima.

As imagens mostram o gramado do quintal explodindo após o homem jogar fósforos em uma fossa de onde estavam saindo as baratas.

“Fiquei pasmo e tremendo por causa do susto”, disse o caminhoneiro Cesar Schmitz. Segundo Schmitz, ele jogou veneno em spray no local para tentar matar as baratas. Quando o produto acabou, ele jogou gasolina “Coloquei um pouco de gasolina e comecei a riscar o fósforo”, contou.

Ele afirmou que acredita que o gás metano do veneno em spray com o fogo causou a explosão. O homem e os cachorros, que também estavam no quintal, não se machucaram.

Riscos

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a gasolina e o gás spray são produtos altamente inflamáveis e, por isso, nunca devem ficar próximos ou ter contato com o fogo.

“Podem causar explosão e incêndio de grandes proporções se for utilizado dentro de casa. Além do perigo à vida de quem está próximo”, destacou a tenente Ana Hansen.
Outras embalagens também contam com produtos inflamáveis e oferecem riscos, como spray de cabelo, tintas e desodorantes, segundo os bombeiros.

Hansen orienta ainda que essas substâncias sejam manipuladas com cuidado e que fiquem longe de crianças. Schmitz disse que não imaginava que um acidente como este poderia acontecer.

“Na hora você não pensa e acabou acontecendo. Pode acontecer com qualquer um. Se eu sonhasse que aquilo era perigoso eu jamais ia fazer”, contou.
Com a explosão, segundo o caminhoneiro, os canos de um dos banheiros da casa também estouraram.

O caso aconteceu na sexta-feira (18). Conforme Schmitz, ele conseguiu terminar de limpar tudo apenas nesta segunda-feira (21).

Schmitz explicou que enviou o vídeo para um amigo, mas não imaginava que o caso ia viralizar na internet.

“Achei uma loucura, mas achei boa a viralização do vídeo porque pode servir de alerta. Eu nunca imaginei que ia dar essa explosão”, revelou.

O caminhoneiro disse ainda, em tom descontraído, que finalmente todas as baratas morreram.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

POLÍTICA

Deputados protocolam nova lista para Waldir liderar PSL na Câmara

Publicado em

A ala ligada ao presidente do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE), protocolou na Secretaria Geral da Mesa (SGM) uma nova lista para que o deputado Delegado Waldir (GO) retome a liderança do partido na Câmara dos Deputados.

A apresentação do novo requerimento foi uma reação à validação, pela SGM, do nome do deputado Eduardo Bolsonaro (SP), para que o filho do presidente Jair Bolsonaro assumisse o comando da legenda na Casa. O documento que oficializou Eduardo como líder do PSL na Câmara tinha 29 assinaturas, mas somente 28 foram consideradas.

A nova lista protocolada pelo grupo ligado a Bivar tem 28 assinaturas. Para que a Casa valide uma lista, ela deve ter a assinatura da maioria absoluta (metade mais um) dos integrantes do partido. Atualmente o PSL tem 53 deputados.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
79