CONECTE CONOSCO

investigação

Facção criminosa com atuação em presídios é alvo de operação da PF

Publicado em



Uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios em todo o país é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) deflagrada desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (10), nos estados de Roraima, São Paulo e do Paraná.

As investigações da Operação Hipaspistas dão sequência aos trabalhos da Operação Érebo realizada no fim de novembro do ano passado, quando a PF identificou e mapeou uma estrutura da facção em Roraima, responsáveis pelos ataques que ocorreram em Roraima entre 29 e 31 de julho de 2018.

Mais de 150 policiais federais cumprem desde cedo 35 mandados de prisão preventiva e 28 de busca e apreensão, em endereços nas cidades de Boa Vista, Rorainópolis, Caracaraí e Mucajaí, no estado de Roraima; em Santos, no estado de São Paulo; e em Londrina e Ponta Grossa, no Paraná.

Os mandados foram expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organizações Criminosas da Justiça estadual de Roraima. A operação contou com o apoio do Departamento Penitenciário Nacional, da Divisão de Inteligência e Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania de Roraima e do Ministério Público Estadual.

Segundo a PF, as ações de desta quarta-feira foram têm objetivo de impedir que a facção volte a se estruturar em Roraima, com a indicação de novos líderes. O trabalho de inteligência permitiu reunir provas que fundamentou os pedidos de prisões cumpridas durante a operação.

De acordo com a PF, o nome da operação, Hipaspistas, “remete às unidades de elite do exército macedônico que foram decisivas na batalha de Gaugamela (331 a.c.). Mesmo em desvantagem numérica de 5:1 a favor do exército de Dario III, as forças do imperador Alexandre derrotaram o exército opositor centrando sua estratégia na liderança persa”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Agência Brasil
Anunciante

Urgente

Dise de Araçatuba apreende 88 pinos de cocaína escondidos em panela de pressão

Publicado em

Uma ação da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), na tarde desta segunda-feira (21), resultou na prisão de um homem de 36 anos e na apreensão de 88 pinos de cocaína, em Araçatuba.

A droga estava escondida em uma panela de pressão e foi encontrada pelos investigadores durante cumprimento de mandado de busca expedido pela Justiça.

A abordagem aconteceu na Rua Valdevino Vitro, bairro Beatriz, periferia da cidade, após indícios de envolvimento do morador com a venda de entorpecentes. Inicialmente, o acusado Saulo França da Silva negou que tivesse droga na casa.

Mas, durante a revista, os policiais acharam os pinos na penela de pressão, no fundo da residência. Além da cocaína, os investigadores recolheram R$ 30 em dinheiro e centenas de pinos plásticos vazios.

O morador foi levado para o plantão policial e autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Ele será apresentado, na manhã desta terça-feira (22), para audiência de custódia no Fórum de Araçatuba.

Se condenado, poderá pegar até 15 anos de prisão. Segundo a polícia, o indiciado registra antecedente criminal por homicídio.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

flagrante

Lavrador é detido acusado de furtar celular de rapaz durante rodeio

Publicado em

Um lavrador de 30 anos foi detido, na noite de domingo (20), acusado de furtar um celular de um rapaz, de 26, durante rodeio ocorrido em Queiroz no sábado (19).

Ele confessou o crime após a Polícia Militar descobrir, por meio do rastreamento, que o aparelho estava em Luiziânia.

Conforme o boletim de ocorrência, após informações, os PMs foram até a residência de um jovem, de 20 anos, que teria sido visto com o aparelho. Questionado, ele negou o crime. No local estava o acusado, que confessou o furto.

Ele relatou que quebrou o chip e que tinha repassado o aparelho para uma pessoa em Tupã. O lavrador foi encaminhado ao plantão policial de Penápolis onde, após ser ouvido, liberado. O caso será apurado pela Polícia Civil. (Por: Ivan Ambrósio: Jornal Interior)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
80