Connect with us

pugilista

Boxeador russo morre quatro dias após sofrer nocaute técnico

Maxim Dashev foi derrotado na última sexta (19) após jogar a toalha

Publicado

em



Na última sexta-feira (19), após 11º round, o pugilista russo Maxim Dadashev, 28, queria seguir na luta contra Subriel Matias. Seu técnico, no entanto, insistiu: “Você foi muito atingido, por favor, Max, me deixe fazer isso [jogar a toalha e por fim ao duelo]”.

O combate terminou com Dadashev derrotado por nocaute técnico. Fortemente golpeado durante os rounds, ele precisou de ajuda para deixar o ringue e foi levado ao Hospital Prince George, em Maryland. Quatro dias depois, nesta terça-feira (23), faleceu.

No hospital, o pugilista chegou a entrar em coma induzido e passou por uma cirurgia para retirar parte do osso de seu crânio, na tentativa de aliviar sua pressão cerebral.

A Federação Russa de Boxe confirmou em comunicado a sua morte “em decorrência das lesões” sofridas na disputa pela categoria super-leve, realizada no teatro MGM National Harbor, em Oxon Hill (Maryland, nos Estados Unidos).

Dadashev era visto como um nome promissor no esporte. Tinha, até a última sexta, 13 vitórias e 11 nocautes na carreira. Uma vitória na luta contra Matias lhe daria o direito a desafiar Josh Taylor, atual detentor do cinturão da categoria.

Sua esposa, Elizaveta Apushkina, que viajou até os Estados Unidos após seu marido ser hospitalizado, agradeceu a todos os que tomaram conta do pugilista. “Ele lutou até o final”, disse em comunicado emitido pelo hospital.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998