CONECTE CONOSCO

POLÍTICA

Bolsonaro: “Cada ninho de rato que toco fogo, mais inimigos coleciono”

Presidente fez um post nas redes sociais para criticar sucateamento da frota de aviões da Fundação Nacional do Índio (Funai)

Publicado em



O presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou, nesta segunda-feira (08/07/2019), os problemas identificados na Fundação Nacional do Índio (Funai). Para o chefe do Executivo, as nove aeronaves encontradas sucateadas, que deveriam garantir atendimento médico para a população indígena, mostram que o órgão cuidava de tudo, “menos do índio”.

“A FUNAI, como regra, ‘cuidava’ de tudo, menos do índio. Cada ninho de ratos que toco fogo, mais inimigos coleciono. Acredito no Brasil porque confio em você, cidadão de bem”, escreveu o mandatário da República no Twitter. O presidente também publicou um vídeo de um minuto em que explica o caso ao lado da ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

“Imagine que essa medalha [da Copa América] valha R$ 1 mil”, diz Bolsonaro, ao aproximar o objeto da tela. “Que tal você guardá-la para mim, cobrando um aluguel de R$ 700 mil por ano, pagos com dinheiro público. É um bom negócio para nós dois ou não é?”, questionou o titular do Palácio do Planalto.

Das aeronaves sob a responsabilidade da Funai, três estão em estado irrecuperável, uma acidentada e o restante inoperante, conforme levantamento feito pelo próprio órgão. O documento alerta para a situação de descaso e abandono da frota, com risco até de incêndio no caso das que estão estacionadas em gramado no aeroporto internacional de Brasília.

De acordo com o presidente da Funai, Fernando Melo, só o aluguel atrasado com o estacionamento das aeronaves em Brasília já chega a R$ 3 milhões — o triplo do valor estimado com o leilão de aviões nas próximas semanas (R$ 1 milhão).

“Isto aqui é um descaso que deixaram para a Funai e o retrato da vergonha que era o órgão no passado. Vou ter de pagar, aqui de aluguel, milhões”, comenta Damares Alves no vídeo. “Tem gente morrendo por falta de assistência médica e essa aeronave poderia estar lá no Ministério da Saúde com a saúde indígena e está aqui, abandonada desde 2012”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

Paraná

Caminhonete com mais de 30 pessoas cai em ribanceira; 5 morrem

Publicado em

Uma caminhonete com cerca de 31 pessoas caiu em uma ribanceira de aproximadamente 80 metros às margens da PR-092, entre Cerro Azul e Doutor Ulysses, na Região Metropolitana de Curitiba, no fim da tarde deste domingo (13), de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Cinco pessoas morreram e 26 ficaram feridas, sendo 10 em estado grave, conforme informação da PRE divulgada às 22h deste domingo. Quatro vítimas morreram no local e uma no hospital. Entre elas, segundo a polícia, estão o motorista e um pastor.

De acordo com a polícia, o trecho da rodovia onde aconteceu o acidente, na altura do km 124, não tem asfalto – e é de difícil acesso. Conforme a PRE, o grupo de pessoas de Cerro Azul retornava de um culto evangélico, em Doutor Ulysses.

A polícia informou que a forma como as pessoas estavam sendo transportadas, na carroceria de uma caminhonete, é irregular.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

RIO DE JANEIRO

Família morta em acidente na Dutra ia mostrar filha de 29 dias a parentes

Colisão na Rodovia Presidente Dutra deixou cinco pessoas da mesma família mortas. Motorista de carreta que invadiu a pista também morreu

Publicado em

Um acidente neste sábado (12/10/2019) na Rodovia Presidente Dutra (RJ), na altura de Resende, resultou na morte de cinco pessoas da mesma família, incluindo uma bebê de apenas 29 dias. Simone da Silva Vilhaça Dias, 37 anos, e Felipe Dias da Silva, 32 anos, estavam em viagem para apresentar a filha recém-nascida a parentes. No momento da colisão, os três faziam um passeio com a mãe de Felipe, Rosilane Dias Cornelio Meier, e o marido dela, o suíço Max Meier.

O carro da família foi atingido por uma carreta que invadiu a pista contrária. Anderson Marcelo, condutor do carro fora de controle, também morreu. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ele teve uma amostra de sangue recolhida para verificar se dirigia sob influência de álcool.

Simone e Felipe moravam na cidade do Rio de Janeiro e estavam em sua primeira viagem após o nascimento da filha. Publicações das redes sociais da mulher sugerem uma família feliz. “Alice veio para alegrar ainda mais a nossa família, com uma saúde perfeita”, escreveu no Facebook.

Filha de motorista pede empatia
Após o acidente, a fillha de Anderson defendeu o pai e pediu respeito à dor da família. “Meu pai tem 3 filhos, tem uma família, eu sinto muito pela família das outras pessoas e eu só queria que o resto tivesse um pouco de empatia, porque meu pai também é vítima”, disse.

O acidente foi registrado às 13h40, na altura do quilômetro 293, e chegou a provocar 7,5 quilômetros de congestionamento.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81