CONECTE CONOSCO

tráfico internacional

Militar da Aeronáutica é preso por suspeita de transportar droga na Espanha

Publicado em



(UOL/FOLHAPRESS) – Um militar da Aeronáutica brasileira foi detido nesta terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha, por suspeita de transportar drogas. A informação é do Ministério da Defesa, em nota.

A pasta diz que os fatos estão sendo apurados e que foi determinada a instauração de Inquérito Policial Militar (IPM). Segundo a Agência Brasil, o militar, que não teve o nome divulgado, estava em um voo da FAB (Força Aérea Brasileira).

O ministério e o Comando da Aeronáutica disseram repudiar atos dessa natureza e que darão prioridade para a elucidação do caso, com aplicação de “regulamentos cabíveis”.

A reportagem solicitou mais detalhes sobre o caso à assessoria de comunicação social do ministério, que não respondeu às questões feitas. Não foi informado se o militar estava na Espanha a trabalho.

BOLSONARO
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) mudou a rota de viagem na noite de terça. Ele decolaria de Brasília rumo a Sevilha para, na sequência, seguir viagem rumo ao Japão, onde participa de reunião do G-20.

Mas no fim da noite, a agenda oficial do presidente no site do Planalto passou a mostrar Lisboa como local de escala. A assessoria do presidente não explicou o motivo da mudança.

No Twitter, Bolsonaro disse que foi informado da detenção e determinou ao ministro da Defesa, general de Exército Fernando Azevedo e Silva, “imediata colaboração com a Polícia Espanhola na pronta elucidação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar”.

Bolsonaro disse ainda que as Forças Armadas têm em seu contingente “cerca de 300 mil homens e mulheres formados nos íntegros princípios da ética e da moralidade” e que, caso o envolvimento do militar venha a ser comprovado, que ele seja “julgado e condenado na forma da lei”.

HISTÓRICO
Esta não é a primeira vez que militares brasileiros são presos em circunstâncias parecidas. Em 2011, um coronel da reserva foi penalizado com a perda do posto e da patente pelo STM (Superior Tribunal Militar) pelo tráfico de cocaína em aviões da FAB (Força Aérea Brasileira).

Antes, ele já havia sido condenado pela Justiça Federal a 17 anos de prisão. Outros dois oficiais da Aeronáutica envolvidos no caso foram condenados a 16 anos de reclusão, cada um.

Segundo os autos, o coronel integrava uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas para a Europa, mediante a utilização de aeronaves da FAB. O militar foi preso, em flagrante, no dia 19 de abril de 1999, com 32 kg de cocaína, escondidos em malas de viagem, com destino a Las Palmas, Ilhas Canárias.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

sentença

Brasileiro é condenado à prisão perpétua no Reino Unido por matar ex

Publicado em

O brasileiro Ricardo Godinho foi condenado à prisão perpétua no Reino Unido acusado de matar a ex-mulher, Aliny Mendes. Segundo a BBC, ele deverá ficar, no mínimo, 27 anos preso. Após este período, a pena poderá ser alterada.

O crime aconteceu no dia 8 de fevereiro deste ano, quando Aliny ia buscar de ônibus os filhos na escola. Ela estava acompanhada da filha menor, de 3 anos. Ricardo a seguiu de carro, brigou com ela e a matou na frente da criança com diversas facadas.

Segundo a promotora do caso, Claire Gallagher, Ricardo realmente “tinha a intenção de matar a esposa”, apesar de alegar “que tinha perdido o controle depois de uma briga”. Ele confessou apenas que cometeu um homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

A família de Aliny disse em comunicado que ela “era uma mulher linda, inteligente, feliz e carinhosa que era amada por tantas pessoas, tanto no Reino Unido quanto em seu país de origem, o Brasil”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

POLÍTICA

Filho de Trump nega possibilidade de assumir embaixada em Brasília, diz jornal

Publicado em

Eric Trump, filho do presidente americano Donald Trump, negou o boato de que possa assumir o cargo de embaixador dos Estados Unidos no Brasil. A informação foi passada por Kimberly Benza, assistente do executivo, ao jornal O Globo.

Atualmente, Eric é vice-presidene executivo da Trump Organization, conglomerado construído por Donald Trump em décadas passadas.

A informação sobre uma possível indicação de Eric Trump à embaixada em Brasília surgiu horas depois do presidente Jair Bolsonaro declarar que indicaria o filho Eduardo para a embaixada brasileira em Washington.

“Eric dirige a Trump Organization e está comprometido com o negócio. Apesar de o Brasil ser um país incrível, isso nada mais é do que um boato”, disse uma porta-voz ao jornal O Globo.

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro, é deputado e tem atuado como articular das relações internacionais do pai desde antes da posse, em janeiro.

Ele esteve presente em viagens de Bolsonaro a países como Israel, Estados Unidos e Argentina. Em dezembro do ano passado, ele organizou a Cúpula Conservadora das Américas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

tragédia

Incêndio criminoso deixa 33 mortos no Japão

Publicado em

O Corpo de Bombeiros de Kyoto confirmou que 33 pessoas morreram e que 36 ficaram feridas em razão de um ataque criminoso suspeito em um estúdio de animação em Kyoto.

Segundo a polícia, um homem espalhou o que aparentava ser gasolina dentro do estúdio Kyoto Animation e incendiou o prédio pouco depois das 10h30 de hoje (18). Foram necessárias aproximadamente cinco horas para combater as chamas.

As autoridades policiais informaram que cerca de 70 pessoas, empregados do estúdio em sua maioria, estavam no local quando o fogo teve início.

A polícia disse acreditar que o suspeito é um homem de 41 anos, de acordo com a carteira de motorista que ele portava. O suspeito foi detido e está sendo tratado em um hospital devido a ferimentos. Ao ser transportado para o hospital, o homem teria admitido que espalhou o líquido no estúdio de animação antes de colocar fogo no local.

Fontes investigativas mencionaram testemunhas segundo as quais o suspeito mandou que as pessoas morressem enquanto iniciava o incêndio.

As fontes disseram que vários objetos pontiagudos semelhantes a facas foram encontrados no local, mas elas não souberam informar se o material pertencia ao homem.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
87