CONECTE CONOSCO

POLÍTICA

MBL e Vem Pra Rua organizam atos pró-Moro no domingo

Atuantes durante o impeachment de Dilma, grupos afirmam que manifestações não significam apoio a governo.

Publicado em



Ausentes nas recentes manifestações em defesa do presidente Jair Bolsonaro (PSL), no fim de maio, os grupos Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre (MBL) convocaram para o domingo (30/06/2019) atos em todo o país em defesa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

O ministro tem sido alvo de críticas depois de o site The Intercept Brasil publicar mensagens atribuídas a ele, na época em que era juiz, e a integrantes da força-tarefa da Lava Jato. Essas conversas, segundo o site, indicariam uma suposta interferência de Moro no andamento das investigações da operação. A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a invasão do celular do ministro e de procuradores.

Os dois grupos, que lideraram os movimentos de rua pelo impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, afirmam que optaram por adotar uma agenda que não inclui a defesa do governo Bolsonaro. Além do apoio a Moro, eles defendem o pacote anticrime enviado pelo ministro ao Congresso — cuja tramitação tem enfrentado resistência de parlamentares — e a reforma da Previdência.

Os movimentos querem mobilizar o mesmo público entusiasta da Lava Jato que foi às ruas contra o PT e as denúncias de corrupção que atingiram o partido em 2015. “Os primeiros atos (em favor do governo) surgiram de uma rede coordenada que prega pautas com as quais não concordamos. O MBL não é pró-Bolsonaro e mantém uma linha independente. A decisão de participar agora foi uma reação à invasão do celular do Sergio Moro”, disse Renato Battista, um dos coordenadores do Movimento Brasil Livre.

Segundo ele, surgiu agora “uma necessidade” de defender a Lava Jato. Sobre a suposta mensagem na qual Moro teria chamado os integrantes do MBL de “tontos”, Battista afirmou que o episódio foi levado por eles “na brincadeira”. “Muitos querem jogar o MBL contra a Lava Jato”, disse.

O grupo de Kim Kataguiri (deputado federal) e Fernando Holliday (vereador de São Paulo) vai receber no carro de som políticos que despontaram no MBL e que hoje são filiados ao DEM.

Proposta

Porta-voz do Vem Pra Rua, Adelaide Oliveira reforçou o discurso de independência em relação ao presidente Bolsonaro e fez uma defesa enfática do ex-juiz da Lava Jato. “O hackeamento do telefone dele foi um crime. O conteúdo revelado até agora, segundo juristas, não é comprometedor”, afirmou Adelaide.

Questionada sobre a ausência do grupo nos atos mais recentes, a porta-voz disse que as manifestações pró-Bolsonaro estavam “excessivamente personalistas”. “Não apoiamos governo nenhum, mas ideias.”

Já o movimento Nas Ruas, que também esteve na linha de frente em 2015, apoia Bolsonaro e estará na manifestação de domingo em defesa de Moro. Desta vez, porém, o presidente não estará na pauta. “Não vejo necessidade de defender o Bolsonaro agora”, disse a deputada Carla Zambeli (PSL-SP), fundadora do Nas Ruas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

fatalidade

“Gugu está vivo e em observação”, diz assessoria do apresentador

Apesar de não ter confirmação oficial, famosos usaram as redes sociais para lamentar a morte do colega; nesta sexta-feira (22), será divulgado um boletim médico

Publicado em

A assessoria do apresentador Gugu Liberato divulgou uma nota, na noite desta quinta-feira (21), dizendo que o jornalista está na UTI e vivo, e que as informações que circulam sobre sua “suposta morte” são inverídicas.

Gugu sofreu um acidente em sua mansão, em Orlando, nesta quarta-feira (20) e precisou ser hospitalizado. Ele caiu do telhado de sua casa, de uma altura de quatro metros, e bateu a cabeça na quina de um móvel.

Por volta das 19h30 desta quinta-feira, familiares chegaram a Orlando e irão conversar pessoalmente com a equipe médica.  Nesta sexta-feira (22), o hospital deverá divulgar um boletim médico, mas primeiramente à família.

Veículos chegaram a divulgar a morte do apresentador. O jornalista Reinaldo Azevedo, da Band News, chegou a lamentar o falecimento de Gugu, durante a abertura de seu programa, O É da Coisa. Em seu blog, o também apresentador Amaury Jr, afirmou que o quadro de Gugu era irreversível.

Alguns famosos se pautaram em informações repassadas por Amaury Jr. e Reinaldo Azevedo, da Band News, e já estão lamentando a morte de Gugu. Cabe lembrar que ainda não se tem a confirmação oficial da morte.

“Acabei de receber a notícia. Meu coração está apertado. É difícil acreditar. Gugu foi um apresentador que marcou gerações. Sua morte foi um susto para todos nós. A comunicação brasileira perde hoje um dos seus maiores representantes. Somos todos pó! Vá em paz, Gugu!”, escreveu o autor Walcyr Carrasco, no Instagram.

O apresentador da Record Rodrigo Faro escreveu, em seu perfil no Instagram: “Não pode ser meu Deus…Alguém diz que essa notícia não é verdadeira…😭Por favor…”

Confira o comunicado oficial da assessoria de imprensa de Gugu:
“Nesta quarta-feira, 20, o apresentador Gugu Liberato sofreu um acidente (uma queda) em sua casa em Orlando e encontra-se internado em observação.

Gugu está na Unidade de Terapia Intensiva e vivo, sendo acompanhado pela equipe médica local. As informações que circulam sobre uma suposta morte do apresentador são inverídicas.”

De acordo com os procedimentos do hospital, somente amanhã, sexta-feira, um boletim médico será divulgado primeiramente à família.

Voltaremos a informá-los. Contamos com a compreensão de todos.”

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

loteria

Problemas operacionais adiam sorteio da Lotofácil para hoje

Publicado em

A Caixa Econômico Federal informou, por meio de nota, que “problemas operacionais” adiaram para esta quinta-feira (21) o sorteio da Lotofácil, que ocorreria na noite de ontem (20).

Segundo a Caixa, o sorteio das 15 dezenas do concurso 1893 vai ocorrer a partir das 20h, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público.

O prêmio estimado para quem acertar sozinho as 15 dezenas é R$ 2 milhões. A Lotofácil prêmia também a quem acertar 14, 13, 12 e 11 dezenas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998