CONECTE CONOSCO

Demonstração de fé

Marcha para Jesus 2019 reúne milhares de fiéis em São Paulo

Governador João Doria participa da Marcha; presidente Jair Bolsonaro deve participar à tarde.

Publicado em



A 27ª edição da Marcha para Jesus, evento gospel liderado pela Igreja Renascer em Cristo, reúne milhares de pessoas nesta quinta-feira (20) em São Paulo. O evento combina caminhada, shows e apresentações de pastores evangélicos. Os organizadores esperam 2 milhões de pessoas.

De acordo com os organizadores, a marcha também contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro. O governador João Doria (PSDB) subiu ao palco de um dos trios elétricos ao lado da mulher, Bia Doria, por volta de 12h.

Ao lado do pastor Estevam Hernandes e Sônia Hernandes, da Igreja Renascer, uma das organizadoras da Marcha, Doria discursou para milhares de fiéis que participam do evento religioso.

“Este é o caminho da paz, essa é a marcha da paz, da harmonia, daqueles que amam São Paulo, o Brasil, amam sua família”, disse Doria.

A caminhada começou primeiro com as crianças, a Marcha Kids, às 9h30. Às 10h, os fiéis iniciaram a Marcha saindo da região da Luz, no Centro, com destino à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira (FEB), perto do Campo de Marte, na Zona Norte.

Durante a longa caminhada os fiéis acompanham trios elétricos com pastores e bandas gospel. Ao longo percurso não faltam vencedores ambulantes: um dos itens mais populares era a bandeira de Israel, usada por alguns fiéis como manto.

Mais de 28 atrações

Estão previstos shows de mais de 28 artistas, entre pastores evangélicos e cantores gospel. As apresentações acontecerão em um palco montado no final do percurso. A presença do presidente Jair Bolsonaro está prevista para às 15h. Será a primeira vez que um presidente da República participa da marcha.

A Marcha Para Jesus é um evento liderado pela Igreja Renascer em Cristo, presidida pelo apóstolo Estevam Hernandes. Além da Renascer, participam pastores e fiéis de outras igrejas populares, como a Assembleia de Deus e a Universal do Reino de

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

Política

Brasil reconhece senadora que se proclamou presidente da Bolívia

Chanceler Ernesto Araújo disse à Folha de S.Paulo que "a Constituição boliviana está sendo seguida" e que Jeanine Áñez tem legitimidade

Publicado em

O Brasil reconheceu a autoproclamação da segunda vice-presidente do Senado boliviano, Jeanine Áñez, como presidente do país andino. O reconhecimento foi confirmado pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

“Foi declarada vaga a presidência, e ela [Añez] assumiu a presidência do Senado, que também estava vaga. E assume constitucionalmente a presidência. Então essa é a nossa percepção, de que a Constituição boliviana está sendo seguida”, afirmou o chanceler. “Interinamente, claro, acho que é importante o compromisso de convocar eleições”, complementou Araújo.

Añez se declarou presidente da Bolívia nesta terça-feira (12/11/2019), durante uma sessão do Senado para discutir a sucessão de Evo Morales, que renunciou. Na ocasião, não houve discussão porque não teve quórum para decidir a situação.

Ainda assim, a parlamentar, que é a autoridade mais alta da mesa diretora da Casa a não ter renunciado, se declarou presidente interina. “Assumo de imediato a presidência e me comprometo a assumir todas as medidas necessárias para pacificar o país”, disse a senadora.

Entenda

Evo Morales renunciou à Presidência da Bolívia no domingo (10/11/2019), sob violentos protestos após um relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) apontar que houve fraude nas eleições gerais realizadas em 20 de outubro.

Na ocasião, Evo Morales foi eleito em primeiro turno para um quarto mandato, mas denúncias de fraudes na votação aumentaram a tensão no país, além de constantes protestos violentos. Devido a essa situação, o presidente perdeu o apoio dos militares, que pediram a saída dele do cargo.

O ex-presidente estava no comando da Bolívia desde 2006. Ao visar às eleições deste ano, sua candidatura foi contestada. O argumento da oposição era de que a falta de limite de mandatos viola a garantia constitucional de que qualquer cidadão tem o direito de se candidatar.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

RIO DE JANEIRO

Ladrão participa de assalto a posto de gasolina, infarta e morre

Publicado em

Google imagens / ilustrativa

Um homem de 41 anos sofreu um infarto e morreu após participar de um assalto, na noite dessa segunda-feira (11/11/2019), em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. De acordo com informações da Globo News, três criminosos assaltaram um posto de gasolina da cidade.

Câmeras de segurança mostram o momento em que um carro preto chega no local. Dois homens descem do carro e roubam R$ 1.500 caixa do posto.

O terceiro permaneceu no veículo esperando o momento da fuga, no banco do motorista. Porém, ele passou mal e não resistiu. Quando os comparsas chegaram, viram a situação e fugiram, deixando o carro com o corpo do comparsa no posto de gasolina.

Fulminante

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o homem sofreu um infarto fulminante. A Polícia Civil investiga o caso e o delegado responsável, Wellington Vieira, afirmou que estão tentando entrar em contato com os familiares do assaltante.

“Nós temos duas boas pistas: o ladrão que morreu e o carro que ficou no local, que pertencia a ele. A partir daí, a polícia está trabalhando para localizar os outros dois”, informou Vieira

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998