CONECTE CONOSCO

CENAS FORTES

Jovem maranhense que sofria de depressão transmite o próprio suicídio ao vivo pelo Facebook

Ele estava trancado no quarto de casa e chegou a comunicar familiares e amigos que cometeria o suicídio.

Publicado em

reprodução/ Facebook


Um jovem identificado como Paulo Henrique Fontinelle, 19 anos, tirou a própria vida na tarde deste domingo (16), no povoado Olho D’Água dos Martins em Imperatriz (MA).

Paulo transmitiu a tragédia ao vivo pelo Facebook. Ele estava trancado no quarto de casa e chegou a comunicar familiares e amigos que cometeria o suicídio. Desesperados foram até o local para tentar impedir a tragédia, mas não conseguiram, Paulo se matou com um tiro na cabeça.

Mostrando bastante transtorno, ele chegou a dar um tiro para cima, logo depois se ajoelhou apontando a arma em direção a cabeça e efetuou o disparo fatal.

Não era a primeira vez que o jovem de Imperatriz tentava contra a sua própria vida, em outra oportunidade o mesmo havia sido convencido por amigos a abortar o ato.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Portal do Firme
Anunciante

POLÍTICA

Bolsonaro pelo Twitter: “Estranhamos silêncio da ONU e de ONGs”

Declaração é sobre manchas de petróleo que atingiram 156 praias dos nove estados do Nordeste, segundo o Ibama

Publicado em

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) questionou no Twitter, na manhã deste sábado (12/10/2019), a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e de ONGs a respeito das manchas de óleo que atingiram o litoral Nordeste.

Na publicação, Bolsonaro compartilhou um vídeo em que o jornalista Boris Casoy afirma que falta mobilização pelas praias em comparação à repercussão das queimadas na Amazônia.

“Estranhamos o silêncio da ONU e das ONGs, sempre tão vigilantes com o meio ambiente”, escreveu.

De acordo com a mais recente atualização de dados com base em monitoramento feito pelo Ibama, divulgada nessa sexta-feira (11/10/2019), foram atingidas 156 localidades em 71 cidades dos nove estados da região.

Ainda não se sabe o que causou o derramamento de petróleo, mas o presidente já afirmou que o material pode ser originário de um país que já está “no radar” do governo. O chefe do Executivo não quis divulgar o nome, mas afirmou que acredita se tratar de uma ação criminosa.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, adiantou que o óleo é compatível com a produção venezuelana.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

DISTRITO FEDERAL

Homem que matou ladrão em posto se apresentará à polícia na segunda

O autor dos disparos, Carlos Aberto de Sousa, 54, seria caçador profissional e estava de passagem no estabelecimento, segundo o advogado

Publicado em

O homem que reagiu a um assalto em posto de gasolina na madrugada desta sexta-feira (11/10/2019) e matou um dos ladrões vai se apresentar à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) nesta segunda-feira (14/10/2019).

Carlos Alberto de Sousa, 54 anos, seria caçador profissional e estaria viajando para Luziânia com intuito de caçar javaporcos, quando parou para abastecer, e cinco suspeitos desembarcaram de um carro roubado e pediram os celulares, diz o advogado dele. A 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), que investiga o caso, no entanto, não confirma a versão.

De acordo com o advogado Adilson Valetim, quando Carlos chegou ao estabelecimento, um outro veículo estava sendo abastecido. Enquanto aguardava, ele resolveu se sentar e comer um lanche. “Foi aí que percebeu a chegada de um carro com várias pessoas. Ele não reagiu de primeira: pediram o celular, e ele entregou”, relata.

Durante o assalto, no entanto, Carlos supôs que os ladrões teriam visto o a pistola .380 que ele portava. “Se vissem a arma o matariam. Nesse momento que ocorreu a reação. O que morreu tomou um tiro no rosto, e outros dois ainda foram atingidos”, conta. Segundo o defensor, a arma possui licença para ser usada.

“O delegado ainda quer ouvir a versão do meu cliente. A partir disso, será instaurado inquérito, e vamos esperar a posição do Ministério Público. Caso haja denúncia, vamos sustentar a tese da legítima defesa”, explica Valentim.

O delegado Josué Ribeiro, da 12ª DP, não confirmou a versão. Procurado pela reportagem, pregou cautela e disse ser preciso conversar com Carlos Alberto antes de se pronunciar. Informações como a procedência da arma e o real motivo de o suposto caçador estar no posto ainda precisam ser investigadas, de acordo com Josué.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
79