Fique Ligado!

Oi, o que você está procurando?

POLÍTICA

Cláudio critica Saúde e pede puxão de orelha na secretária

Puxão de orelha

A secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente, foi, mais uma vez, alvo de críticas na Câmara Municipal. Desta vez, a queixa é do vereador professor Cláudio (PMN), que pediu ao líder do governo na Casa, Dr. Jaime (PTB), que peça ao prefeito Dilador Borges (PSDB) que puxe a orelha de Carmem. O motivo? Ela não estaria respondendo às mensagens do vereador. “Ela visualiza, mas nunca responde”, disse Cláudio.

A secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente

Puxão de orelha 2

Professor Cláudio, que pertence à bancada do prefeito, já criticou a saúde municipal outras vezes. Sua principal queixa é a falta de pediatras e ginecologistas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Sem médicos na Atenção Básica, a população acaba migrando para o atendimento de urgência e emergência, sobrecarregando o pronto-socorro municipal.

Puxão de orelha 3

O vereador do PMN disse considerar uma falta de respeito com o prefeito e com a Câmara o comportamento da secretária de Saúde. “É falta de respeito com o prefeito, que a nomeou, e com o vereador, que pede informações pra ela. Fala pra ela respeitar mais esta Casa e responder ao vereador”, disse Cláudio, ao líder do governo.

Puxão de orelha 3

Dr. Jaime disse ser razoável que a secretária responda, pois os vereadores enfrentam na rua os questionamentos da população. Ele disse que levará a questão ao prefeito Dilador e ao secretário de Governo, Manoel Afonso Filho.

Demora

Anunciante

Outra crítica à Saúde durante a sessão da Câmara desta segunda-feira (10) partiu do vereador Denilson Pichitelli (PSL). Ele questionou a demora em finalizar a licitação para a contratação da nova empresa que irá gerenciar os serviços da Atenção Básica no município.

Demora 2

A Prefeitura chegou a abrir o processo em fevereiro, mas suspendeu a chamada pública por falta de informações no edital. Depois, no mês de abril, foi a vez do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) determinar a suspensão da licitação por considerar que uma das exigências previstas no edital poderia influenciar negativamente a competividade do processo seletivo.

Demora 3

Enquanto o processo não se desenrola, a Associação Saúde da Família (ASF), que presta serviços ao município desde 2014, teve o contrato prorrogado até que se finalize o processo licitatório. “Se essa empresa vai ficar mais 180 dias prestando serviços ao município, por que a administração municipal não exige o que prevê o edital”, questionou Pichitelli, ao comentar a falta de médicos nas UBSs.

 

Pichitelli deve entrar com ação na Justiça para cobrar horas extras dos motoristas da saúde

Horas extras

Pichitelli disse, durante a sessão desta segunda, que irá se reunir nesta terça-feira (11) com os motoristas da saúde que viajam para outras localidades e têm horas extras acumuladas que não foram pagas pelo município nem transformadas em folgas. “Tem motorista com mais de 900 horas extras para receber”, disse.

Horas extras 2

Anunciante

O vereador, que é presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba e Região (Sisema), disse que o direito dos motoristas não está sendo respeitado e estuda uma ação para cobrar as horas extras na Justiça.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H



Anunciante
Anunciante
Anunciante