CONECTE CONOSCO

confusão

Thammy Miranda é processada por calote em banco

O Bradesco decidiu entrar com uma ação por conta de uma dívida feita em 2011.

Publicado em

© Reprodução / RedeTV!


Thammy Miranda acabou se envolvendo em uma confusão e está sendo processada por um banco por conta de uma dívida de empréstimo. Segundo a colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, o Bradesco decidiu entrar com uma ação contra Thammy por conta de uma dívida feita em 2011.

De acordo com as informações do processo, que tramita no Foro Central Civil de São Paulo, sob o número 1066095-98.2014.8.26.0100, Thammy teria feito um empréstimo de de R$ 13 mil e não conseguiu sanar a dívida que, hoje, subiu para quase R$ 40 mil por conta de juros e outras taxas bancárias.

O banco alega que tentou localiza-la para comunicar sobre o processo mas não conseguiu encontrar Thammy. Depois, os advogados pediram bloqueio judicial nas contas bancárias dela, mas não deu certo. Recentemente, como não foi citada formalmente, solicitaram o aviso por edital.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

Caso BNDES

Empréstimo de avião foi ‘transparente’ e ‘pago até o fim’, diz Luciano Huck

Publicado em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O apresentador Luciano Huck diz que o empréstimo que fez junto ao BNDES para comprar um avião foi “transparente, pago até o fim, sem atraso”.

Na segunda, o banco divulgou uma lista de centenas de empresas que fizeram operações semelhantes. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, há uma semana, que ela seria publicada.

Por meio da empresa Brisair, empresa da qual é sócio junto com Angélica Huck, o apresentador pegou R$ 17,7 milhões com o BNDES em 2013 por meio do Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos).

“A empresa Brisair, da qual sou sócio, comprou um avião produzido pela Embraer. Para tanto, fizemos um empréstimo transparente, pago até o fim, sem atraso. Tudo como manda a lei”, afirma Huck em texto enviado à reportagem.

“O BNDES/Finame é um tipo de financiamento bancário concebido para favorecer a indústria nacional, abrindo-lhe condições de competir em pé de igualdade com produtores estrangeiros. Milhares de operações financeiras como esta foram realizadas, com único objetivo de estimular a produção, a aquisição e a comercialização de bens, máquinas e equipamentos produzidos no Brasil”, segue o apresentador.

“A compra e o financiamento da aeronave foi feita por meio de um contrato absolutamente legal, sem vício, vantagem ou privilégio”, finaliza ele.

Por MÔNICA BERGAMO

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Famosos

Claudia Leitte dá à luz Bela, sua terceira filha, nos EUA

Publicado em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Claudia Leitte, 39, deu à luz, nesta terça-feira (20), sua terceira filha, Bela. O parto aconteceu nos Estados Unidos, como a artista já tinha anunciado, e ambas passam bem, segundo sua assessoria de imprensa.

“Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações! Seja bem-vinda, minha estrela, minha #Bela!”, escreveu a cantora em sua conta no Instagram, relembrando uma passagem bíblica.

Claudia Leitte é casada com o empresário Marcio Pedreira e os dois já têm dois filhos: Davi, 10 e Rafael, 7. “Toda família vive nesse momento a emoção e felicidade do nascimento de Bela e agradece o carinho dos fãs, amigos e do público em geral que sempre admirou e acompanhou a cantora”, afirmou a assessoria da cantora.

A artista já tinha falado sobre a decisão dar à luz em outro país e disse que aconteceu de forma natural: “Eu tenho agenda fora e a gente se adaptou. Nós vivemos vida de circense”, brincou. Na ocasião, ela afirmou que sempre pensou em ter dois filhos, mas não descartou completamente uma nova gravidez no futuro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

TECNOLOGIA

Chineses revelam patinete que pode voltar sozinho a estações

Veículo semiautônomo foi desenvolvido pela Segway-Ninebot e deve chegar às ruas em 2020.

Publicado em

O presidente da Ninebot, Wang Ye, apresentou o patinete KickScooter T60, em Pequim, na última sexta-feira 916) — Foto: Florence Lo/Reuters

Para resolver um dos maiores problemas dos patinetes elétricos compartilhados, que ficam largados pelas ruas depois de seu uso, a Segway-Ninebot revelou, na China, um conceito que pode voltar às estações de recarregamento sozinho.

Chamado de KickScooter T60, o modelo deve chegar ao mercado em 2020 e também traz outro diferencial: o patinete tem duas rodas na dianteira, o que ajudaria a evitar quedas.

“O ponto crítico para as operadoras de patinetes é encontrar um jeito de manter os patinetes a um custo menor”, disse Gao Lufeng, diretor executivo da Segway-Ninebot.

No modo de operação atual, as empresas precisam fazer a coleta dos patinetes manualmente. Uber e Lyft, as gigantes de aplicativos de viagens de carros, estariam entre as interessadas no modelo semiautônomo, informou a agência Reuters.

Segway-Ninebot

Formada pela união em 2015 da Ninebot da China e da Segway, pioneira em transporte nos Estados Unidos, a empresa se tornou a maior fornecedora de empresas de compartilhamento de patinetes como Bird e Lime.

“Acredito que os patinetes substituirão as bicicletas como a principal solução para a mobilidade”, disse Gao. “É da natureza humana para economizar energia quando se viaja.”

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81