CONECTE CONOSCO

POLÍTICA

Presidente chinês acena ao Brasil ao lado de Mourão

Os dois países “precisam se ver como parceiros”, afirma o presidente chinês, Xi Jinping, que, embora não fosse obrigado pelo protocolo, decidiu receber o vice-presidente brasileiro na visita que se encerrou nesta sexta

Publicado em

O vice Mourão e presidente da China, Xi Jinping. ADNILTON FARIAS/VPR


Com um aperto de mãos, o vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, e o presidente chinês, Xi Jinping, reconduziram as relações entre os dois países à normalidade. Uma normalidade de que ambos os países necessitam, havendo ou não comentários incendiários do presidente Jair Bolsonaro, que na campanha acusou o gigante asiático de querer “comprar” seu país. O Brasil, porque a China é o seu parceiro comercial mais importante. A China, porque em sua incipiente guerra fria com os Estados Unidos, que tem cada vez mais frentes abertas, precisa cercar-se de bons aliados.

Em uma recepção no imponente Palácio do Povo, em Pequim, que o Governo chinês reserva para os grandes encontros, Xi disse a Mourão que “os dois lados devem continuar se vendo como parceiros e oportunidades para o seu próprio desenvolvimento. Devem respeitar-se, apoiar-se, ter confiança um no outro e construir as relações China-Brasil como um modelo de solidariedade e cooperação entre os países em desenvolvimento”.

A China quis se empenhar ao máximo na recepção a Mourão, um homem visto neste país como a ponte entre a ala dura do Governo Bolsonaro e os empresários, ansiosos por expandir os laços com Pequim, um representante da moderação contra o populismo do presidente brasileiro.

O protocolo não obrigava Xi a receber um vice-presidente. Mas o chefe de Estado chinês queria fazer esse gesto de aproximação numa visita comparável, no campo diplomático, ao retorno do filho pródigo, quando as relações mergulharam em seu pior momento em quatro décadas, após a eleição de Bolsonaro em outubro. Além de Xi, Mourão também se reuniu com o vice-presidente, Wang Qishan, e os principais líderes chineses durante seis dias de visita à potência asiática.

Na quarta-feira, em um discurso para empresários de ambos os países em um hotel em Pequim, Mourão disse que Brasília considera os laços com a China “estratégicos” e lhes concede prioridade. Após sua visita –ressaltou– os vínculos entram “em uma posição ainda mais promissora”.

Na última década, a China se tornou o principal parceiro comercial brasileiro, com um volume de intercâmbio de 98,9 bilhões de dólares no ano passado (395,6 bilhões de reais). Nos últimos quinze anos, a China investiu cerca de 70 bilhões de dólares no Brasil (280 bilhões de reais), segundo dados do Ministério da Economia brasileiro. A maior parte foi direcionada aos setores de energia e infraestrutura.

Mas, diante da incerteza desencadeada pelos comentários do então candidato presidencial Bolsonaro, de que “a China está comprando o Brasil”, o investimento direto chinês caiu de 11,3 bilhões de dólares em 2017 para 2,8 bilhões em 2018.

Mourão afirmou em seu discurso em Pequim que, além dos campos tradicionais – soja, petróleo–, o Brasil tentará direcionar os investimentos chineses a “setores de interesse”, como a inovação, a ciência e a tecnologia.

Ele não quis entrar nos assuntos mais delicados da relação bilateral –essas decisões corresponderão a Bolsonaro, que planeja viajar para Pequim por volta de agosto e dar as boas-vindas a Xi durante a visita do presidente chinês em novembro para participar da cúpula dos BRICS.

Entre as questões, por um lado, se o Brasil optará por ceder aos desejos dos Estados Unidos e tomar medidas para limitar o papel da gigante tecnológica chinesa Huawei nas redes 5G do país. E, por outro, se o Brasil quer aderir formalmente, por meio de um memorando de entendimento, à iniciativa chinesa Nova Rota da Seda, a rede de infraestrutura com a qual Pequim quer se conectar com o restante do mundo. Até agora, Brasília resistiu a dar um passo que outros líderes latino-americanos já deram. Sua integração formal representaria um enorme gesto em direção a Pequim.

Por ora, o Brasil começou a enviar sinais amigáveis ao gigante asiático. Nesta semana, o Governo em Brasília anunciou que retirará sua denúncia na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra as políticas comerciais chinesas sobre o açúcar. Também expressou seu apoio ao candidato chinês para liderar a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Qu Dongyu.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

INUSITADO

Pinguins ‘assaltam’ restaurante de sushi na Nova Zelândia, e polícia é chamada

Reincidentes, animais retornaram ao local mesmo após serem devolvidos ao mar pela polícia.

Publicado em

Pinguins da Nova Zelândia "assaltam" restaurante de sushi pela segunda vez — Foto: Reprodução/TVNZ

Policiais da Nova Zelândia receberam um chamado inusitado vindo de um restaurante de sushi nesta quarta-feira (17). Dois pinguins invadiram pela segunda vez o estabelecimento especializado em comida japonesa.

Nesta época do ano, os animais da espécie pinguim-azul (Eudyptula minor) saem em busca de lugares para se reproduzir e construir seus ninhos.

“Eles estão próximos da área de desova e pensaram que este seria um espaço seguro”, explicou à agência Associated Press (AP) Jack Mace, gerente de operações do Departamento de Conservação neozelandês.
O conservacionista disse que os pássaros teriam encontrado uma toca confortável no porão da loja e que a escolha do local não foi condicionada aos pedaços de peixe cru vendidos no andar de cima.

Páginas policiais

O curioso caso foi considerado pela polícia de Wellington como “vadiagem”, afinal os animais eram reincidentes e insistiram em se aninhar no restaurante mesmo depois de capturados e escoltados de volta ao oceano.

Os agentes foram notificados de um pinguim à solta na cidade, que foi encontrado e liberado no mar. Em seguida, a polícia foi avisada de dois clientes não solicitados no restaurante Sushi Bi, que está ao lado de uma movimentada estação de trem.

Um dos proprietários da loja disse não fazer ideia que os animais subaquáticos se interessariam pelo seu produto: “Eu estava em pânico, não sabia o que fazer”, contou Long Lin.

O empresário relatou que estava arrumando o estoque quando foi surpreendido por um barulho próximo ao tanque de água. Era o casal fugitivo.

Ele chamou as autoridades e se machucou tentando evitar que os animais escapassem. “Foi um pouco selvagem”, disse Long Lin.

Os guardas retiraram as aves de baixo do freezer da loja e as levaram em uma caixa especial até o porto, que fica a cerca de 200 metros da loja. Os pinguins não foram vistos desde então.

A população dos pinguins-azuis se recuperou em Wellington graças aos esforços na remoção de predadores e com esforços de conservação que incluem a construção de ninhos artificiais.

Pinguins da Nova Zelândia assaltam loja de sushi — Foto: Shawnee Kim/AP

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

tragédia

Estudante brasileiro que fazia intercâmbio é encontrado morto na China

Leonardo Cláudio da Rosa foi encontrado morto na cidade de Chongqing

Publicado em

O estudante brasileiro Leonardo Cláudio da Rosa foi encontrado morto na cidade de Chongqing, na China, informaram nesta segunda-feira, 15, o Itamaraty e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O jovem cursava Letras na instituição gaúcha e realizava um intercâmbio em uma universidade do país asiático. A causa da morte de Rosa ainda não foi confirmada, mas há a suspeita de que ele tenha sido assassinado.

“As informações iniciais, provenientes de colegas de intercâmbio de Leonardo na China, indicam que foi vítima de crime, embora a direção não possa confirmar”, informou, em sua página no Facebook, a direção do Instituto de Letras da UFRGS.

A universidade informou que a Secretaria de Relações Internacionais (Relinter) e os órgãos superiores da instituição acompanham o caso junto com a família de Rosa, o Ministério das Relações Exteriores e a Embaixada brasileira na China, a fim de providenciar o translado do corpo e investigar as circunstâncias da morte do estudante.

“A direção do IL (Instituto de Letras) expressa aqui sua profunda consternação e tristeza e envia, em nome da comunidade da Letras, seus sentimentos de solidariedade à família de Leonardo”, lamentou a UFRGS. “Faremos o que estiver a nosso alcance para que as autoridades brasileiras busquem junto ao governo chinês o esclarecimento cabal dessa incompreensível tragédia.”

O Itamaraty informou, em nota, que desde que foi acionada a Embaixada brasileira em Pequim está em constante contato com as autoridades policiais locais para obter informações adicionais sobre a ocorrência.

“O Itamaraty também está em contato com os familiares do Sr. da Rosa, com vistas a orientá-los quanto aos trâmites burocráticos para o traslado do corpo”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Espanha

Deu ruim! Traficante tenta esconder cocaína embaixo da peruca

Publicado em

Um traficante colombiano foi preso, nesta terça-feira (16), no aeroporto de Barcelona, Espanha, com meio quilo de cocaína.

No entanto, o que chamou atenção da polícia foi como o criminoso tentou esconder a droga: embaixo da peruca. Os oficiais começaram a desconfiar do homem quando viram que o cabelo estava numa altura fora do normal.

“A peruca era muito estranha, mas os agentes são bem treinados e se fixaram principalmente na atitude do homem. O que chamou atenção foi o nervosismo dele ao passar pelo controle de segurança”, disse um dos agentes ao jornal La Vanguardia. O traficante, que não teve o nome revelado, foi levado para uma sala.

Ao tirar a peruca, revelou-se a droga. Segundo a Policía Nacional, eram aproximadamente 503g de cocaína, que valem cerca de R$ 127 mil. O homem não explicou a origem do entorpecente e foi levado para a prisão.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
89