CONECTE CONOSCO

educação

Olimpíada Brasileira de Astronomia terá participação de 800 mil alunos

Publicado em



Está tudo pronto para que cerca de 800 mil estudantes brasileiros do ensino fundamental e médio participem da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A prova será aplicada na próxima sexta-feira (17) em todo o território nacional e, para este ano, conta com quase 18 mil escolas cadastradas.

Dividida em quatro níveis (três para alunos do fundamental e uma para o ensino médio), a Olimpíada terá uma prova com dez perguntas: sete de astronomia e três de astronáutica. Segundo os organizadores, há uma alta incidência de questões abrangendo raciocínio lógico.

“As provas foram disponibilizadas para os professores das escolas parceiras [no caso da Olimpíada, são as escolas que se inscrevem e aplicam as provas para seus alunos interessados em concorrer]. Da nossa parte está tudo pronto para a aplicação no dia 17. O gabarito sairá no dia 18”, disse à Agência Brasil o coordenador da OBA, professor e astrônomo João Canalle, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O professor explicou que os alunos do 6° ao 9° ano fundamental são os que mais participam da Olimpíada. “Em média, a nota deles fica entre 7 e 8 pontos [em uma escala que vai até 10]. Trata-se de uma faixa etária com bastante curiosidade sobre astronomia. Por isso chegam a pressionar os professores e escolas para se inscreverem”.

Competições internacionais

Cerca de 10 milhões de estudantes já participaram das olimpíadas e astronomia e astronáutica no Brasil, ao longo dos 20 anos de existência da OBA. Os estudantes mais bem classificados representarão o Brasil nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2020.

Tendo por base o público que participou das olimpíadas anteriores, Canalle explica que os alunos que costumam participar da competição se diferenciam, quando comparados aos demais, além de terem maiores chances de serem selecionados para universidades no exterior.

“Tivemos casos de estudantes que conseguiram bolsas em universidades estrangeiras após terem seus currículos enriquecidos com as medalhas obtidas em edições anteriores”. Foi, por exemplo, o caso da deputada federal recentemente eleita por São Paulo, Tabata Amaral (PDT), de 24 anos que, a partir do resultado obtido na olimpíada, classificou-se para conquistar títulos internacionais de astronomia e, posteriormente, foi estudar em Harvard, nos Estados Unidos.

Além de ter sido medalhista na olimpíada de 2016, Miriam Harumi Koga, 19 anos, de Guarulhos (SP), foi o grande destaque da edição de 2017 da Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica, onde conquistou a medalha de ouro. O destaque obtido nessas competições resultou em sua aprovação para duas universidades nos Estados Unidos, onde hoje reside e trabalha.

“Notamos que alunos que ganham medalha nas olimpíadas tendem a ganhar outras medalhas, além de terem mais chances de serem convidados para as olimpíadas internacionais”.

Segundo Canalle, o Brasil é o país que mais tem se destacado nas Olimpíada Latino-Americana de Astronomia. “Sempre somos o país mais bem classificado em todas as provas. Para se ter uma ideia, nas últimas 3 edições obtivemos 4 das 5 medalhas de ouro”.

Preparação

Nas competições que incluem a Europa e a Ásia, a concorrência é bem mais forte. “Há entre eles países com muito mais tradição, como Índia e China. Nos 11 anos de competições obtivemos algumas pratas, mas nunca uma medalha de ouro”.

Segundo Canalle, o fator que mais explica a diferença de resultados é o tempo de preparação dos competidores. “Enquanto alguns países treinam seus competidores por 3 ou 4 anos, nós temos entre junho [mês em que é feita a seleção dos representantes brasileiros] e outubro, quando acontece a olimpíada internacional”.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira e da Agência Espacial Brasileira. Há, ainda no âmbito da competição, um outro evento que tem empolgado os estudantes: a Mostra Brasileira de Foguetes, a MOBFOG.

“No ano passado tivemos 120 mil alunos construindo e lançando seus foguetes. A expectativa é de que, este ano, haja 150 mil estudantes construindo e lançando seus foguetes cada vez mais longe”, disse o astrônomo.

O regulamento para participação e as instruções para as escolas interessadas em se cadastrar nas competições estão disponíveis no site da OBA.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte: Agência Brasil
Anunciante

MÚSICA

Banda Raimundos se apresenta no Sesc Birigui nesta sexta

Publicado em

Quem nunca cantou “Mulher de Fases” com os amigos? Ou em um karaokê? Clássico, né? Então prepare-se, pois está chegando o dia de curtir esse som ao vivo, aqui no Sesc Birigui. Sexta, dia 19, às 20h, a banda Raimundos se apresenta na Quadra Poliesportiva, com uma turnê que comemora os 25 anos do lançamento do primeiro álbum do grupo.

O repertório conta com músicas do início da carreira e grandes sucessos da banda, além da presença de um dos fundadores do Raimundos, o baterista da formação original Fred Raimundo. Sua última apresentação com o grupo foi na gravação do álbum Acústico, em 2016.

A banda nasceu em Brasília, em 1987. O nome foi escolhido por influência de uma das bandas de rock favoritas entre os integrantes, os Ramones. O grupo tem 8 discos lançados e mais de 5 milhões de cópias vendidas.

Algumas das músicas se tornaram hinos consagrados do rock nacional, como Marujo, Be a Bá e Selim. Os ingressos podem ser adquiridos no Portal Sesc e na Bilheteria Sesc, diretamente no Sesc Birigui. Os valores vão de R$9,00 a R$30,00.

Link para comprar os ingressos online: bit.ly/ingressos_raimundos

SERVIÇO

Show Raimundos

Dia 19/7, sexta, às 20h

Quadra poliesportiva

Não recomendado para menores de 14 anos

Ingressos entre R$9,00 e R$30,00

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

entretenimento

James Bond: atriz será o novo agente 007 em filme da franquia

Publicado em

A atriz Lashana Lynch, vista recentemente em Capitã Marvel (2019), será a agente secreta 007 no novo filme de James Bond, o 25º da franquia, segundo o site The Daily Mail. O personagem Bond, ainda interpretado por Daniel Craig, estará de férias no Caribe e Nomi (Lynch) assumirá o posto de 007. Em produção e sem título definido, o longa deve estrear nos cinemas em abril de 2020.

Britânica de 31 anos e descendente de jamaicanos, Lynch começou a carreira em meados da década de 2000. Antes de ficar conhecida em Capitã Marvel, atuou em séries como Bulletproof (2018), Still Star-Crossed (2017), produzida por Shonda Rhimes, e Crims (2015). No cinema, trabalhou em Brotherhood (2016), Entre Amigas (2013) e Fast Girls (2012).

Com direção de Cary Joji Fukunaga (das séries True Detective e Maniac), Bond 25 tem no elenco nomes como Rami Malek, vilão do filme, Ralph Fiennes, Naomie Harris, Léa Seydoux, Jeffrey Wright e Ana de Armas. O cineasta divide o roteiro com Phoebe Waller-Bridge, criadora e atriz da série Fleabag, e Scott Z. Burns, parceiro de Steven Soderbergh e coautor de O Ultimato Bourne (2007).

Além de Bond 25, Craig encarnou o agente secreto em 007: Cassino Royale (2006), filme que redefiniu o personagem para os tempos atuais, 007 – Quantum of Solace (2008), 007 – Operação Skyfall (2012) e 007 Contra Spectre (2016). Juntos, os títulos acumularam US$ 3,173 bilhões nas bilheterias mundiais.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

“Caldeirão Ypê”

Mais de 1 milhão de brasileiros cadastrados em promoção da Ypê têm dados expostos

Publicado em

Dados de mais de 1,2 milhão de brasileiros cadastrados no site de uma promoção da Ypê, marca de produtos de limpeza, chamada “Caldeirão Ypê”, ficaram expostos em decorrência da falha em uma API (interface de programação de aplicações), segundo o Tecmundo. O problema fez com que nomes completos, RG, CPF, ID de participação, data de nascimento, sexo, cidade, email, senha, telefone, data de cadastro, endereço IP, navegador utilizado e sistema operacional do computador/celular, dos cadastrados ficassem expostos.

De acordo com a reportagem, uma fonte anônima relatou o problema na sexta-feira (05) , citando que essa era sua última esperança, já que ele chegou a alertar a Ypê algumas vezes, mas a empresa não adotou nenhuma providência. No mesmo dia a comunicação da Ypê declarou que o problema já tinha sido detectada e corrigido. No entanto, “foi possível acessar os dados sem qualquer dificuldade”, destaca a matéria.

Somente na quarta-feira (10), o acesso aos dados foi bloqueado. A Ypê ressalta que mantém uma política de segurança da informação para o cumprimento de todas as normas legais a que está sujeita, bem como controles relativos à privacidade de dados”.

Problemas como este podem originar diversos novos caso de phishing. Com uma base de dados tão ampla e completa como esta, que inclui até RG e CPF, atacantes poderiam desenvolver novas campanhas com mensagens falsas, oferecendo alguma premiação falsa para ludibriar a vítima.

Os brasileiros são sempre listados como presas fáceis para esse tipo de golpe. De acordo com a Kaspersky o Brasil é o país mais afetado por esse vetor de ataque. Ofertas de emprego estão entre os temas mais comuns utilizados nesse processo para tentar enganar as pessoas.

“A análise detalhada está no novo relatório Spam e phishing no primeiro trimestre de 2019 e mostra que os destinatários dos spams receberam uma oferta tentadora de emprego de uma grande empresa. A mensagem convidava a vítima a entrar em um sistema gratuito de busca de vagas e solicitava a instalação de um aplicativo para dar acesso ao banco de dados de empregos”, explica a Kaspersky.

A promoção da Ypê já foi encerrada. Ao acessar o site a seguinte mensagem é exibida: “A Promoção Caldeirão Ypê terminou. Conheça mais sobre a gente em ype.ind.br”.

Caso você tenha se cadastrado, procure a Ypê para saber se os seus dados estão entre os que ficaram expostos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
89