Connect with us

maria da penha

Mulher é agredida pelo companheiro, chama a PM, mas depois se arrepende

Publicado

em



Uma dona de casa de 36 anos foi agredida com chutes e socos, sofreu tentativa de enforcamento e, mesmo após chamar a polícia, já na delegacia, disse que não queria fazer representação criminal contra o autor, seu companheiro, um mecânico de 27 anos, e se recusou a passar por exame no IML (Instituto Médico Legal).

O caso aconteceu em Araçatuba, no início da manhã deste sábado (11). A PM foi acionada para ir até uma residência no Jardim América, onde havia ocorrido uma briga de casal. Ao chegar ao local, os PMs encontraram a vítima na casa de uma vizinha.

Ela declarou que, durante a noite, encontrou seu marido em um posto de combustíveis, e eles retornaram para casa, sendo que no caminho, ela disse ter sido agredida com socos e chutes. Ao chegar em casa, o companheiro a jogou na cama e deu um soco em sua boca, causando ferimento. Ele ainda tentou enforcar a mulher.

A vítima disse aos policiais que queria vê-lo preso. O homem foi localizado dormindo, em sua cama. O casal foi levado ao plantão policial e o mecânico ficou preso em flagrante, acusado pelos crimes de lesão corporal e violência doméstica. A mulher disse que não iria mais representar contra o marido e se negou a fazer exame no IML.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998