Fique ligado!

ANDRADINA (SP)

Mulher agredida e enforcada na Delegacia da Mulher pede medida protetiva contra o ex

Publicado

em



A mulher de 40 anos que foi agredida pelo ex-companheiro dentro da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em Andradina (SP), registrou boletim de ocorrência e pediu a abertura de uma medida protetiva contra o agressor.

O caso foi registrado na manhã de terça-feira (14), na região central do município. Câmeras de segurança registraram o momento em que o jovem de 21 anos entra no local, senta ao lado da mulher e a enforca.

De acordo com a delegada da DDM, Michelly Miliorini, essa é a primeira vez que ela presencia uma agressão dentro da delegacia.

“Nunca tinha acontecido comigo. É um absurdo o homem bater em uma mulher, mas mais ainda é ele invadir uma delegacia. A vítima pediu medida protetiva porque estava com medo”, diz a delegada.

Segundo a Polícia Civil, a vítima morava há três meses com o suspeito, mas nas últimas semanas vinha sofrendo agressões, ofensas e até ameaças de morte, quando resolveu terminar o relacionamento.

“Ela contou que no dia tinha ido até uma farmácia. Ao sair do local, viu que o suspeito estava a aguardando. Por estar assustada, ela começou a andar a pé com o objetivo de fugir, mas ele a perseguiu e começou ofendê-la. Ao se aproximar da delegacia, a vítima disse que entraria e foi o que fez”, afirma a delegada.

Ainda segundo a polícia, o jovem teria tentado impedi-la de entrar no local, mas a vítima conseguiu ir até a delegacia. Ao chegar na recepção, ele se sentou ao lado dela.

“Ao ser questionada por ele se faria aquilo mesmo, a vítima respondeu que só queria paz. Então, ele segurou o pescoço dela e respondeu que ‘ela iria ver a paz que tanto queria’. Foi quando o suspeito levantou a mão para dar um tapa no rosto dela, mas ela gritou por socorro e as policiais chegaram ao local”, relata Michelly Miliorini.

Depois de tentar fugir, mas acabar sendo detido por uma investigadora, o suspeito foi preso em flagrante e teve a prisão preventiva decretada durante audiência de custódia. O jovem segue à disposição da Justiça em uma cadeia da região.

“Eu estava na minha sala e fui chamada. Quando cheguei, pedi para ele que se acalmasse para entender o que estava acontecendo. Ele alegou que tinha levado a vítima ao local para ela prestar depoimento. Depois, quando perguntamos para a vítima, ela nos contou o que de fato ocorreu e chegamos à conclusão de que ele estava mentindo”, afirma a delegada.

Agressão

Nas imagens (Veja acima) é possível ver a mulher e o suspeito entrando no local. Ele deixa a bicicleta encostada no portão e segue a vítima, que entra e se senta.

O suspeito fica ao lado e começa a puxar o cabelo e enforcar a mulher. Logo depois, ele levanta, segura no braço dela e puxa com força. Enquanto os dois discutem em pé, o suspeito levanta o braço para dar um tapa no rosto dela, mas desiste.

Uma policial e a delegada, que escutaram a confusão, aparecem na imagem e retiram a vítima do local. O suspeito tenta fugir, mas é empurrado em cima de um sofá e acaba sendo imobilizado e preso.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
G1 / TV TEM
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998