Oi, o que você está procurando?

Futuro da antiga estação, água, mandato e debate: os destaques da política

Antiga estação

O futuro da antiga estação ferroviária de Araçatuba, localizada na Avenida dos Araçás, será discutido nesta quarta-feira (22), durante reunião extraordinária do Conselho Municipal de Políticas Culturais, às 17h30, no Museu de Artes Plásticas Araçatubense (Maap). A reunião é aberta ao público.

Pedidos

Desde a divulgação dos planos da administração municipal de demolir o espaço, em março deste ano, foram protocolados sete pedidos de tombamento na Prefeitura, via Atende Fácil ou Secretaria Municipal de Cultura.

Decisão

Cabe ao Conselho de Políticas Culturais, no entanto, decidir se o prédio deverá ser tombado e, consequentemente, preservado, ou se irá ao chão, como quer o secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Tadeu Consoni. Para ele, a antiga estação não tem valor histórico, opinião que diverge de arquitetos e historiadores.

Convocação

Conforme edital de convocação assinado pelo presidente do Conselho de Políticas Culturais, Caíque Teruel, para a reunião extraordinária desta quarta-feira, a pauta versará sobre “a apreciação e deliberação sobre a pertinência de pedidos de tombamento e avaliação técnica preliminar da Câmara Setorial do Patrimônio”.

Não à demolição

Recente pesquisa realizada pela empresa Educonsultoria apontou que a maioria dos araçatubenses é contra a demolição da antiga estação. O levantamento, realizado entre os dias 27 de abril e 1º de maio, revelou que 76,19% dos entrevistados são contrários à destruição do prédio.

Água

A Câmara Municipal de Araçatuba sedia, nesta quarta-feira (22), uma audiência pública para discutir os problemas da água na cidade. Será a partir das 19h, com a presença de representantes da concessionária Samar, da agência reguladora Daea e do Legislativo. A participação popular também é esperada.

Mirandópolis

Por cinco votos a quatro, a Câmara Municipal de Mirandópolis decidiu manter o mandato da prefeita Regina Mustafa (PV). Era necessário mais um voto para que ela fosse cassada. A chefe do Executivo era acusada de superfaturar a obra da reforma da praça principal. A sessão que manteve o mandato da prefeita foi realizada nesta segunda-feira (20).

Justiça

Apesar de ter se livrado da cassação pela Câmara, o mesmo não ocorre em relação à Justiça. O Tribunal Superior Eleitoral determinou a realização de novas eleições no município e a cassação da chapa de Regina Mustafa e seu vice, José Antônio Rodrigues (SD), eleitos em 2016.

Irregularidades

O motivo foram irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), em parceria entre o município e um instituto para a construção de casas populares durante o mandato de prefeito de Rodrigues.

Quem assume

Com a saída da prefeita e do vice, quem assume o Executivo é o presidente da Câmara, Carlos Weverton Ortega Sanches (MDB), que ficará no cargo até a realização de novas eleições. Resta saber quando a decisão judicial, de fato, será cumprida.

Debate

O programa Fala Tudo, da Band FM 96,9, receberá os vereadores Lucas Zanatta (PV) e Professor Cláudio nesta quinta-feira (23), para um debate sobre os salários de assessores parlamentares, número de cadeiras na Câmara, representatividade e gastos. A atração jornalística vai ao ar às 18h e tem apresentação da jornalista Alessandra Nogueira.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
37