CONECTE CONOSCO

POLÍTICA

Bancos encontram menos de R$ 15 mil em contas de Temer

A Justiça havia determinado o bloqueio de até R$ 32,6 milhões das contas bancárias do ex-presidente, preso nessa quinta-feira (09/05)

Publicado em

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles


A Justiça havia determinado um bloqueio de até R$ 32,6 milhões das contas bancárias do ex-presidente Michel Temer (MDB), preso novamente nessa quinta-feira (09/05/2019). Porém, foram encontrados menos de R$ 15 mil nas contas do emebedista. As informações são do blog da jornalista Andréia Sadi.

Este foi o segundo pedido de bloqueio de bens de Temer pela Justiça Federal, feito pelo juiz Marcus Vinicius Reis Bastos. No primeiro, do juiz Marcelo Bretas, em março, a ordem de bloqueio foi de R$ 62 milhões.

Segundo entrevista dada ao blog, a defesa do ex-presidente garantiu que este valor foi encontrado porque não havia mais dinheiro.

“Quando Marcelo Bretas decretou o bloqueio das contas, encontraram um total de 8,2 milhões. O decreto de bloqueio do juiz de Brasília não poderia mesmo encontrar aquela importância, que já estava indisponível, inclusive para novas ordens de bloqueios”, diz a defesa.

Entenda

Por 2 votos a 1, o TRF-2 determinou nessa quarta-feira (08/05/2019) a volta do ex-presidente Michel Temer (MDB) e do coronel João Baptista Lima Filho, amigo pessoal do emedebista, à cadeia.

A 1ª Turma Especializada do tribunal, formada pelos desembargadores Abel Gomes, Paulo Espírito Santo e Ivan Athié, decidiu também pela manutenção do habeas corpus concedido ao ex-ministro Moreira Franco (MDB) e a mais cinco acusados.

Eduardo Canelós, advogado de defesa de Temer, disse que considera a decisão uma injustiça sem fundamento: “Não há risco à ordem pública. Embora respeitando, considero uma injustiça. Submeter o ex-presidente a uma prisão injusta é desnecessário”, declarou.

Canelós afirmou ter apresentado o pedido para que o emedebista “não passasse por uma humilhação adicional” sendo detido pela Polícia Federal. Dessa forma, o defensor pediu que o ex-presidente se apresente espontaneamente. “Nós pedimos e foi deferido que ele tenha a possibilidade de se apresentar”, completou o advogado.

O ex-presidente, o coronel Lima, aliado de Temer, e o ex-ministro Moreira Franco foram presos em março, por causa de inquéritos referentes a desmembramentos da Lava Jato, na operação chamada Descontaminação.

A investigação teve como base as delações do empresário José Antunes Sobrinho, ligado à Engevix, e do operador do MDB Lúcio Funaro. Sobrinho citou acordo sobre “pagamentos indevidos que somam R$ 1,1 milhão, em 2014, solicitados por João Baptista Lima Filho e pelo ministro Moreira Franco, com anuência do então presidente, no contexto do contrato da AF Consult Brasil com a Eletronuclear”.

Nessa quinta-feira (09/05/2019), a defesa entrou com pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O documento deve ser votado na próxima terça-feira (13/05/2019).


Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante

veja os números

Mega-Sena sai e paga R$ 12 milhões a um único apostador

Publicado em

O concurso 2153 da Mega-Sena foi realizado na noite desta quarta-feira (22), em São Paulo. Uma única aposta acertou as seis dezenas e irá levar para casa o prêmio de R$ 12 milhões. O próximo sorteio será no sábado (25).

Os números sorteados foram: 08 – 13 – 28 – 31 – 32 – 33.

Segundo a Caixa Econômica Federal, 127 apostas fizeram a Quina, ficando com prêmio no valor de R$ 18.610,89 cada.

Outros 6356 sortudos cravaram a Quadra e receberão R$ 531,23.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

loteria

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 12 milhões

Publicado em

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (22) prêmio estimado de R$ 12 milhões. As seis dezenas do concurso 2.153 começam a ser sorteadas, partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

O valor do prêmio principal está acumulado, pois nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.152 (26-29-36-49-50-59) realizado no último sábado (18).

Os apostadores poderão fazer seus jogos até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

MINAS GERAIS

“Voltei ao inferno”, disse homem ao abrir fogo em igreja de Paracatu

De acordo com a Polícia Militar do município mineiro, Rudson Aragão Guimarães teria dito ainda que tinha uma missão a cumprir

Publicado em

O homem, de 39 anos, que matou a ex-namorada e outras três pessoas em uma igreja evangélica na cidade de Paracatu, a 234 quilômetros do Distrito Federal, no interior de Minas Gerais, disse ao entrar no templo que “teria voltado ao inferno e tinha uma missão a cumprir.”

O crime ocorreu na noite dessa terça-feira (21/05/2019). O autor, identificado como Rudson Aragão Guimarães, ex-militar da Aeronáutica, foi baleado em ação da Polícia Militar e está internado em estado grave em um hospital da região.

De acordo com o major da PM Flávio Santiago, o autor do ataque foi até a casa da mãe dele, onde estava a ex-namorada, identificada como Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos. No local, deu uma facada no pescoço da ex-companheira. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Em seguida, disse o PM, o suspeito foi até a Igreja Batista Shalom, no bairro Bela Vista, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre .36, uma arma de cano curto, atirou na cabeça de um senhor que estava no local.

A intenção do suspeito era matar o pastor que, segundo a polícia, era o atual marido da ex-namorada de Rudson.

Na sequência, o homem recarregou a arma e atirou na cabeça de uma senhora. A PM chegou ao local e, ao perceber a presença dos militares que tentavam negociar, o suspeito disparou mais uma vez e acertou outra mulher que estava na igreja.

A corporação, então, revidou e atirou no homem, que, até a última atualização deste texto, passava por cirurgia. “Se a PM não chegasse, o ataque poderia ter sido muito pior”, relatou o major.

A polícia também informou que algumas pessoas tentaram invadir o hospital para linchar o homem, mas a multidão foi contida. As vítimas mortas na tragédia são Heloisa Vieira Andrade (ex-namorada de Rudson), Rosangela Albernaz, 50 anos, Marilene Marins de Melo Neves, 52, e Antônio Rama (pai do pastor), 67.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

MASSACRE

Veja quem são as vítimas do ataque em Paracatu

Homem matou ex-namorada com golpe de canivete em casa e depois atirou contra três pessoas em uma igreja evangélica.

Publicado em

Um morador de Paracatu, no Noroeste de Minas, matou a ex-namorada com golpe de canivete em casa e depois atirou contra três pessoas em uma igreja evangélica na noite desta segunda-feira (21). Após o crime, o assassino de 39 anos foi baleado pela Polícia Militar e está internado em estado grave.

Veja quem são as vítimas

Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos

Ela era ex-namorada do assassino do crime e morreu ao ser esfaqueada no pescoço. Ela trabalhava como coaching, dava treinamentos em empresas e palestras. A vítima estava na casa dos familiares do criminoso quando foi morta.

Antônio Rama, 67 anos
O idoso era aposentado, membro da igreja e pai do pastor Evandro Rama, que celebrava o culto na hora do crime. Segundo a Polícia Militar, o homem entrou na Igreja Batista Shalom procurando pelo pastor e atirou contra o pai dele por vingança.

Rosangela Albernaz, 50 anos
Membro da Igreja Batista Shalom e proprietária de uma lanchonete que fica a um quarteirão da igreja. Segundo a PM, a vítima tinha duas filhas e estava na reunião junto com o marido durante o crime. Ele conseguiu fugir da igreja e chamou a polícia.

Marilene Marins de Melo Neves, 38 anos
Membro da Igreja Batista Shalom e trabalhava como serviços gerais na Escola Municipal Coraci Meireles e da Creche Domingas de Oliveira, onde também auxiliava na cantina. Ela era casada e tinha filhos e um neto.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa