Oi, o que você está procurando?

ANDRADINA (SP)

Jogadores ficam na rua após secretário fechar estádio por cargo negado

Jogadores do Andradina, que disputa a última divisão do futebol profissional de SP, ficaram na rua esperando portões do estádio municipal serem abertos pela polícia para time treinar

Um imbróglio envolvendo o Andradina e a prefeitura da cidade deixou o time sem local para treinar. O secretário de esportes de Andradina, Manoel Messias de Almeida, exigiu participação na diretoria do clube, que negou o pedido e teve que buscar outro local para o time treinador de olho na estreia do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – equivalente ao quarto e último nível do futebol profissional de São Paulo.

O presidente do Andradina, Sidinei Giron, explicou ao TEM Notícias, da TV TEM, que existia uma parceria entre o clube e a prefeitura desde o ano passado para o uso do estádio municipal Evandro Brembatti Calvoso. Mas, no último mês, o governo municipal pediu para participar das decisões do clube, algo descartado pela diretoria do clube. Como forma de retaliação, o secretário de esportes da cidade teria fechado o campo para qualquer atividade.

– Na verdade isso começou quando o secretário municipal de esporte, Manoel Messias de Souza, exigiu a participação dele na diretoria do clube. Eles têm que cuidar da saúde, educação, dengue e do clube cuidamos nós. A partir deste momento, ele avisou que não teria mais futebol e passou ter essa série de retaliações. Inclusive, nós treinamos em campos que são verdadeiros pastos – explica Sidinei, presidente do Andradina.

O time foi à Justiça e conseguiu uma liminar chamando reforço policial para auxiliar na abertura do estádio. Depois de uma conversa entre a prefeitura, o Andradina e os policiais, os portões foram abertas para que o clube pudesse retomar os treinos no local.

O que diz o secretário de esportes?

O secretário de esporte, Manoel Messias de Souza, alega que o fechamento do estádio é uma medida para evitar o desgaste do estádio, que recebe treinos do Andradina em dois períodos. Segundo ele, o excesso de atividades no local tem prejudicado a qualidade do gramado. Além disso, diz que a liminar conseguida pelo clube pode ser derrubada.

– Vamos respeitar essa liminar colocada, lembrando que isso pode cair a qualquer momento. Nossa intenção é estabelecer o bom senso para podemos tocar sem maiores dificuldades. É interesse do governo que o futebol profissional esteja de volta em respeito aos torcedores e a cidade de Andradina – explica o secretário.

A estreia do Andradina no Campeonato Paulista da Segunda Divisão – equivalente ao quarto e último nível do futebol profissional de São Paulo -, será contra o Tupã, neste sábado, às 15h, no estádio Evandro Brembatti Calvoso, em Andradina.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!