CONECTE CONOSCO

serviço

Feriado deve movimentar 1,6 milhão de veículos nas rodovias de SP

Movimento deve aumentar a partir das 13h de quinta-feira (18) até 22h; na sexta-feira (19), tráfego fica intenso a partir das 6h até 14h

Publicado em



As rodovias paulistas sob concessão devem ter tráfego mais intenso a partir das 13 horas de quinta-feira (18), devido ao feriado de Sexta-Feira Santa (dia 19). A estimativa é de que 1,6 milhão de veículos deixem a Grande São Paulo com destino ao Interior e Litoral Paulista.

O maior movimento na saída para o feriado deve ocorrer nessa quinta-feira a partir das 13h até as 22h. Na sexta-feira (19), o movimento deve começar a se intensificar a partir das 6h e permanecer carregado até as 14h. As concessionárias irão reforçar as equipes de atendimento aos usuários devido ao aumento da demanda prevista para o feriado.

Para viajar com conforto e segurança, alguns cuidados são importantes e começam antes mesmo de sair de casa. Verificar os freios, amortecedores, luzes, óleo e pneus, inclusive a calibragem, são condições básicas para pegar a estrada. Os níveis da água do radiador e do limpador de para-brisa também devem ser checados.

É importante manter a documentação do veículo e do motorista em dia. Além disso, o condutor não deve esquecer os equipamentos obrigatórios como macaco, chave de roda, triângulo para sinalização e estepe. É essencial que o motorista descanse no dia anterior à viagem e consuma alimentos leves para evitar a sonolência. Os viajantes também devem avaliar a melhor rota e, sempre que possível, evitar os horários de pico.

É importante, também, ter anotado num papel ou gravado no celular o telefone 0800 de atendimento das concessionárias responsáveis pelas rodovias que for utilizar.

Infraestrutura reforçada

Em todas as rodovias concedidas haverá reforço no monitoramento, operação e manutenção dos equipamentos, como call box, câmeras de TV, painéis de mensagem, veículos de apoio e equipes técnicas.

Também está previsto aumento no número de guinchos, ambulâncias e veículos operacionais em geral, além da implantação da operação “papa-fila” nos pedágios para agilizar a passagem nas cabines de cobrança manual, quando necessário.

Os sites das concessionárias terão disponíveis, em tempo real, as condições de tráfego do trecho administrado da rodovia. O trabalho é desenvolvido também em parceria com a Polícia Militar Rodoviária.

ANCHIETA-IMIGRANTES

A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), prevê que entre 180 mil e 290 mil veículos sigam para a o Litoral entre quinta-feira (18) e domingo (21).

A concessionária espera aumento de fluxo no SAI sentido Litoral na quinta-feira, quando será implantada a Operação Descida (7×3) a partir das 16h, com previsão de permanência até 1h de sexta-feira (19). A operação deve ser retomada no própria sexta-feira das 6h às 12h.

Durante a operação, os veículos que seguem sentido Litoral podem usar as pistas sul e norte da Rodovia Anchieta (SP-150) e a pista sul da Rodovia dos Imigrantes (SP-160). A subida da serra será feita pela pista norte da Imigrantes.

Para o retorno do fim de semana prolongado, o tráfego deve se intensificar no domingo (21) a partir das 10h, quando está prevista a implantação da Operação Subida (2×8).

Nessa operação, a subida será feita pelas duas pistas da Imigrantes e pela pista norte da Anchieta. A descida da serra será somente pela pista sul da Anchieta. A previsão é de que a operação permaneça até meia-noite.

Cabe destacar que a inversão de sentido das rodovias do SAI ocorre apenas no trecho de Serra, entre o km 40 e o km 55 da Anchieta e entre o km 40 e 57 da Imigrantes.

AYRTON SENNA

Para quem vai viajar para a região do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Rio de Janeiro, a Rodovia Ayrton Senna (SP-070) deve ter movimento intenso entre as 15h e 18h de quinta-feira (18) e entre 6h e 12h de sexta-feira (19).

Cerca de 208 mil veículos devem deixar a Região Metropolitana de São Paulo pela Ayrton Senna/Carvalho Pinto. Para o retorno do fim de semana prolongado, a previsão é de tráfego intenso entre as 11h e 20h de domingo (21).

TAMOIOS

A previsão é de que o pico de tráfego se concentre entre 14h e 20h de quinta-feira (18) e entre 6h e 14h de sexta-feira (19) na Rodovia dos Tamoios (SP-099). A Concessionária Tamoios estima que 155 mil veículos passem pela rodovia no fim de semana prolongado do feriado.

Na quinta-feira será iniciada a operação especial do feriado, com previsão de implantação de faixa adicional no Trecho de Serra (do km 67 ao km 81) a partir das 13h para atender o aumento da demanda. As obras de duplicação da rodovia serão interrompidas na quinta-feira a partir das 12h.

Para o retorno do feriado, a pista de subida volta a sua configuração normal, com duas faixas, e a de descida fica com uma faixa. A previsão, para a volta, é de intensificação do tráfego entre 12h e 22h de domingo e das 7h às 12h de segunda-feira.

ANHANGUERA-BANDEIRANTES

Os motoristas que forem viajar para o Interior pelas rodoviasAnhanguera (SP-330) e Bandeirantes (SP-348) devem evitar o período entre 15h e 20 de quinta-feira (18) e 9h e 14h de sexta-feira (19), horários em que a concessionária AutoBAn estima que haverá tráfego mais intenso.

No fim de semana prolongado, devem passar pelas rodovias 690 mil veículos. No retorno do feriado o pico de tráfego é previsto para o período entre as 12h e 21h de domingo.

Na sexta-feira e no domingo das 14h às 22h, os caminhões com destino à cidade de São Paulo pela Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) devem utilizar a Anhanguera (SP-330) no trecho entre o km 48 e o km 23, entre Jundiaí e São Paulo. O acesso a SP-330 deve ser feito pela saída 48 da Bandeirantes. O desvio será implantado para melhorar a distribuição do tráfego e, assim, otimizar a fluidez em ambas as rodovias.

CASTELLO-RAPOSO

Segundo estimativa da concessionária ViaOeste, que administra o Sistema Castello-Raposo, na saída de São Paulo, o motorista deverá enfrentar tráfego intenso na quinta-feira (18) entre 13h e 22h e na sexta-feira (19), das 10h às 14h.

A estimativa da concessionária é de que 508 mil veículos trafeguem nas rodovias Castello Branco (SP-280) e Raposo Tavares (SP-270)no fim de semana prolongado. Para o retorno do feriado, a previsão é de tráfego intenso no domingo (21), das 12h às 23h.

BOLETINS DE ÁUDIO

No Twitter da Artesp (@artespsp) os motoristas encontrarão o serviço da Agência com boletins sobre as condições de trânsito nas rodovias. Eventuais desvios, acidentes, interdições e situações que demandem atenção especial serão noticiadas pelo Twitter da Artesp.

Além disso, o conteúdo dos boletins também é livre para download e veiculação em rádios ou outros veículos de imprensa. Os dados são fornecidos pelo Centro de Controle de Informações (CCI) da Artesp, que controla e fiscaliza as concessionárias de rodovias do Estado a partir das imagens das câmeras de monitoramento e de diversos sensores instalados na malha viária.

Em feriados e em situações de emergência, a Agência intensifica o monitoramento das operações e da prestação de serviços das concessionárias.

EMERGÊNCIAS

É importante ter em mãos os telefones de atendimento das operadoras das rodovias e da Polícia Militar Rodoviária para eventuais emergências. O serviço de ajuda ao usuário, prestado pelas concessionárias de rodovias, é gratuito e está disponível 24 horas todos os dias nos 8,4 mil quilômetros de rodovias concedidas paulistas.

O atendimento auxilia desde uma simples troca de pneu até a remoção de vítimas de acidentes e prestação de primeiros socorros.

Abaixo, os contatos de emergência da Artesp, DER, DERSA, Polícia Rodoviária e das concessionárias que administram a malha rodoviária paulista:

AUTOBAN                            0800.055.55.50

AUTOVIAS                            0800.707.9000

CART                                     0800.773.0090

CENTROVIAS                      0800.17.89.98

COLINAS                              0800.703.5080

ECOPISTAS                          0800.777.0070

ECOVIAS                              0800.19.78.78

ENTREVIAS                          0800 3000 333

INTERVIAS                           0800.707.1414

RENOVIAS                           0800.055.96.96

RODOANEL OESTE            0800.773.6699

RODOVIAS DO TIETÊ          0800.770.3322

ROTA DAS BANDEIRAS      0800.770.8070

SPMAR                                  0800.774.8877

SPVIAS                                  0800.703.5030

TEBE                                      0800.55.11.67

TRIÂNGULO DO SOL           0800.701.1609

TAMOIOS                              0800.545.0000

VIAOESTE                             0800.701.5555

VIARONDON                        0800.729.9300

VIAPAULISTA                        0800.001.1255

ARTESP                                 0800.727.83.77

DER                                       0800.055.55.10

DERSA                                   0800.7266.300

POLÍCIA MILITAR RODOVIÁRIA SP (11) 3327-2727

Viagens de ônibus

Quem for viajar com os ônibus do transporte intermunicipal deve ficar atento à segurança e nunca contratar empresas clandestinas. A fiscalização nas rodovias será intensificada para coibir os irregulares. O serviço clandestino expõe os passageiros a vários riscos, uma vez que o veículo não é vistoriado para esse fim e não há garantia de que o motorista seja devidamente habilitado.

A Artesp fiscaliza as questões mecânicas e de conforto da frota cadastrada. Os passageiros que encontrarem irregularidades podem entrar em contato com a Ouvidoria da Artesp (fone 0800.727.83.77 ou email ouvidoria@artesp.sp.gov.br).

Nas viagens rodoviárias, o passageiro deve manter-se sentado e com cinto de segurança. Também é importante não carregar objetos pontiagudos ou cortantes. As bagagens de mão devem ser acomodadas no porta-embrulhos e as maiores, no bagageiro.

Deixe sua opinião

Fonte: portal SP
Anunciante

Artigo

Jogos: Uma ferramenta eficaz para o ensino da Matemática

Publicado em

A matemática é vista pela maioria dos alunos como uma matéria de difícil compreensão. Nesse caso a busca de metodologia de ensino significativa é de extrema importância para aumentar a motivação na aprendizagem, desenvolver a autoconfiança e despertar o interesse do aluno pela disciplina.

Através dos jogos pedagógicos eles percebem que errar faz parte da apropriação de conhecimento, oque incentiva o mesmo a pensar nas consequências de suas atitudes, facilitando a construção de seus próprios conceitos.

As crianças possuem uma grande capacidade de raciocinar, colocar em prática sua capacidade de resolver situações problemas, caracterizando objetos e buscando uma linha de resolução baseada em esclarecimentos próprios.

Tais jogos contribuem com a proposta de desenvolvimento social, pois existem aqueles alunos que têm vergonha de perguntar sobre determinado conteúdo, de expressar dúvidas, cometer erros, etc.

Um dos aspectos significativos é o trabalho em grupo buscando a cooperação mútua, a participação em equipe, obtendo como resultado a socialização entre os alunos e a apropriação das regras, encontrando diversas estratégias para solucionar situações problemas apresentadas.

A proposta de utilizar os como jogos uma das formas de metodologia de ensino, está relacionada com a utilização de materiais concretos ao desenvolvimento cognitivo da criança.

Ela usará de seus conhecimentos, experiências para participar, argumentar, propor soluções na busca de chegar aos resultados esperados pelo educador.

Ensinar matemática não é somente transferir conhecimento, mas compartilhar conquistas, criar estratégias, para que o aluno construa seus conhecimentos em um
processo ativo de estabelecimento de relações e atribuições de significados.

Respeitando as inúmeras respostas, desde que não fujam do propósito. Por isso é necessário que os jogos pedagógicos façam parte da cultura escolar, para que a aprendizagem ocorra de forma prazerosa e interessante.

Por: Vanessa A. Vicente, professora do 3° Ano do Colégio CETEA de Araçatuba

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

atividade

Produtores rurais de Santópolis do Aguapeí participam de curso de instalações elétricas

Ação ocorre por meio de parceria entre o SIRAN e a FAESP/SENAR-SP, com apoio da Casa da Agricultura e da prefeitura, visa melhorar o aproveitamento do produto e a qualidade dos alimentos

Publicado em

Divulgação

Fios, lâmpadas, interruptores e conectores tomaram as mesas de uma das salas da Casa da Agricultura de Santópolis do Aguapeí (SP).

Sobre elas, 14 produtores rurais manusearam atentamente os materiais, entre os dias 21 e 24 deste mês, durante o curso Instalações Elétricas (Baixa Tensão), promovido pelo SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste), em parceria com a FAESP/SENAR-SP (Federação da Agricultura do Estado de São Paulo/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), e apoio da Casa da Agricultura e da prefeitura.

Realizada pela primeira vez na cidade, a ação contou com dois dias de aulas teóricas e outros dois de atividades práticas.

De acordo com o instrutor Dantes Sirineu dos Santos, diversas situações foram abordadas, como noções básicas sobre eletricidade, instalações elétricas, materiais utilizados, ferramentas e instrumentos necessários e técnicas de instalações.

“No curso a gente ensina como efetuar serviços de instalações elétricas em baixa tensão de forma correta e segura nas propriedades rurais. Damos detalhes sobre os materiais adequados, a montagem padrão, qual tipo de cabo no relógio, disjuntor, até o quadro de distribuição. Fazemos também simulação do levantamento de carga etc. Queremos capacitá-los para instalações corretas do início ao fim do processo”, explica Santos.

No campo

Dono de um sítio em Santópolis, onde planta mandioca, o produtor rural Valter Kimura foi um dos participantes do curso. “A gente usa muita energia elétrica na propriedade, como na caixa d’água, nos sensores, na luz.

Por isso, eu vim ganhar conhecimento para que eu mesmo possa fazer a manutenção. A gente acaba gastando muito chamando um eletricista e nem sempre acha o profissional na hora que a gente precisa”, disse Kimura.

Com linguagens simples, os cursos priorizam a prática, aliando conhecimentos técnicos ao trabalho diário dos produtores e trabalhadores rurais. Os cursos oferecidos pelo SIRAN e FAESP/SENAR-SP atendem às necessidades do homem do campo.

Os temas são definidos pela equipe de profissionais das entidades (alinhados com as demandas levantadas pelas Casas da Agricultura), que organizam o curso buscando sempre o desenvolvimento do homem que atua no meio rural.

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Franca

Justiça condena equipe médica por homicídio culposo no interior de SP

Paciente passou por oito médicos antes de falecer

Publicado em

Imagem Ilustrativa

A 9ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou uma equipe médica de pronto socorro municipal em Franca, interior de São Paulo, pela morte de um paciente que sofreu choque séptico por apendicite aguda supurada.

Oito médicos envolvidos tiveram a pena de detenção substituída por duas restritivas de direitos, consistentes em prestação de serviços à comunidade pelo período de dois anos e dois meses e prestação pecuniária no valor de 15 salários mínimos.

Consta nos autos que a vítima deu entrada na Santa Casa de Franca com dor abdominal, calafrio, náusea, vômito e febre, sendo liberada após exames com a condição de que voltasse para buscar o resultado.

Apesar de os exames apontarem infecção ou inflamação, um segundo médico apenas prescreveu medicamento e liberou o paciente, que retornou ao pronto socorro no dia seguinte com o estado de saúde agravado.

Um terceiro médico solicitou mais exames e também o liberou, atitude que se repetiu por outras seis vezes, até que, cinco dias após a primeira entrada no PS, a vítima foi diagnosticada com choque séptico de origem abdominal, causado por uma apendicite não tratada.

Apesar de ter sido submetido a um procedimento cirúrgico para a retirada do apêndice, o paciente sofreu parada cardiorrespiratória e chegou a óbito em decorrência de um “choque séptico por apendicite aguda supurada”.

“Resta clara a negligência de todos réus que, tendo em vista o atendimento precário oferecido à vítima, causaram a morte desta”, afirmou o relator da apelação, desembargador Sérgio Coelho.

“Ora, os médicos tinham o dever legal de realizar, no mínimo, um detalhado exame físico no ofendido a partir do primeiro momento em que ele foi atendido no pronto atendimento, já que apresentava diversos sintomas, como náuseas, vômitos, febre e dor no abdômen, os quais indicavam diagnóstico precoce e eficaz de apendicite. Ao invés disso, se limitaram a prescrever remédios paliativos, inclusive antibióticos, que, inclusive, podem ter servido para mascarar os sintomas da vítima”, completou o magistrado.

O julgamento foi unânime. Completaram a turma julgadora os desembargadores Grassi Neto e Alcides Malossi Junior.

Processo nº 0003840-37.2008.8.26.0196

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Interior de SP

Estudante que atirou ovo em Bolsonaro faz acordo na Justiça pagará multa

Promotoria de Ribeirão Preto não apresentará denúncia

Publicado em

No âmbito de audiência preliminar e audiência de justificação realizadas em Ribeirão Preto, o Ministério Público concordou com proposta de transação penal apresentada por Alana Gabriele de Oliveira Arruda, que responde por injúria e desacato.

Ela foi responsabilizada por, em 2016, ter resistido à prisão e dado um tapa no rosto de um policial que a continha durante uma manifestação que ocupava via pública e impedia o trânsito de veículos, ocasião em que agentes de segurança relataram terem sido hostilizados e atingidos por pedras.

Já em 2017, Alana ofendeu com palavras de baixo calão e atingiu com um ovo o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro.

No processo por desacato, foi feita proposta de transação penal de prestação de serviços à comunidade por três meses, aceita pela autora dos fatos.

Contudo, diante do descumprimento da medida, nova audiência foi designada, ocasião em que a defesa de Alana requereu a substituição da medida de prestação de serviços em prestação pecuniária. Ela se comprometeu a pagar o valor de R$ 332,60.

Conforme o MPSP, já no processo decorrente do ataque contra Bolsonaro, Alana assumiu o compromisso de pagar o valor atualizado de R$ 499, em duas parcelas.

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa