CONECTE CONOSCO

imigrantes

Brasileiros dominam mercado de motoboys em Portugal

Publicado em



Praticamente inexistente em Portugal há dois anos, a figura do motoboy é agora corriqueira em diversas cidades do país. A expansão do serviço tem um traço em comum: o mercado é dominado pelos brasileiros. Esta atividade profissional -chamada de estafeta pelos lusitanos- ganhou popularidade com a entrada no país dos aplicativos de delivery UberEats e Glovo em 2017.

Embora essas empresas não revelem a quantidade de brasileiros realizando entregas, entidades do setor estimam que eles passem dos 70%. A prevalência brasileira é tanta que o diário português Jornal de Notícias publicou uma reportagem afirmando que “os brasileiros são ‘a alma’ da UberEats” no país.

Educador infantil e músico, Rodrigo Peres, 42, está em Portugal há pouco menos de um ano e faz entregas na Glovo há dez meses. “Não vejo um emprego melhor. Se a pessoa tiver disposição para trabalhar, dá para tirar um dinheiro bom”, conta ele, que chega a fazer jornadas de 12 horas. “É cansativo, mas flexível. Não trabalho todos os dias. De vez em quanto, tiro uma folga para trabalhar nos meus projetos musicais”, diz.

O domínio brasileiro tem a ver com uma combinação de fatores que vão desde a facilidade em começar a fazer as entregas até uma nova onda de imigrantes recém-chegados -muitos deles com documentação irregular para trabalhar.
Embora os serviços exijam que os colaboradores apresentem autorização de residência, existem maneiras conhecidas de contornar esse requisito, como a colaboração com operadores terceirizados ou o uso do cadastro de outra pessoa.
Os brasileiros se beneficiam ainda de um acordo bilateral que permite, para os imigrantes regularizados, trocar a carteira de habilitação brasileira pela portuguesa sem necessidade de exames adicionais.

Relatos de jornadas extenuantes são comuns entre os entregadores, que trabalham em regime similar ao de um microempreendedor individual do Brasil. A maioria não tem descanso semanal mínimo, adicionais noturnos e de fim de semana e férias remuneradas.

A atividade também tem forte influência sazonal. Meses de chuva e frio rendem bem mais do que os de verão.
As condições de trabalho já provocam manifestações de entidades de proteção aos imigrantes e também de sindicatos de restaurantes.

Em março, o sindicato de Hotelaria do Norte de Portugal convocou uma reunião sobre o tema, destacando a ausência de proteção social aos estafetas. Segundo a entidade, “as condições de trabalho são muito ruins”.

Os entregadores sem autorização de residência legal no país se encontram em uma situação ainda mais vulnerável. Diante da impossibilidade de fazer o cadastro em nome próprio nos aplicativos, muitos recorrem ao “aluguel de perfis”. Nesse caso, eles pagam uma comissão que varia entre 35% e 45% aos donos do cadastro nas plataformas. É comum ver anúncios desse tipo nos grupos de brasileiros nas redes sociais.

A mestranda em sociologia Bruna Alvarenga, 32, levou um susto ao fazer um pedido pela UberEats em Lisboa e deparar com um motoboy bem diferente do que aquele que o aplicativo indicava. “É tenso receber na sua casa uma pessoa sem identificação. Se fosse no Brasil, eu teria surtado. Felizmente, em Portugal, normalmente não acontece nada”, compara ela.

Nascido em Goiás, Ricardo (que pediu para não ter o sobrenome divulgado), 20, chegou a Portugal há um ano e alugou por cerca de dois meses o perfil de um colega brasileiro regularizado.

O jovem conta que, após gastar 150 euros (R$ 650) com o aluguel da moto, mais 100 euros (R$ 434) de combustível e ainda a “comissão” para o dono do perfil, acabava ganhando menos do que 600 euros mensais (R$ 2.600), o salário mínimo português.

Ele considera que muitos motoboys acabam pagando para trabalhar e atribuiu a isso a alta rotatividade e a grande quantidade de anúncios de empresas terceirizadas em busca de entregadores.

De olho nas irregularidades, a polícia de Lisboa já realiza operações para verificar a identidade dos estafetas. Para driblar o aperto na fiscalização, muitos compartilham informações em grupos de WhatsApp.
A UberEats e a Glovo não se manifestaram.


Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante

revista

Bolsonaro é escolhido como um dos 100 mais influentes do mundo pela Time

Publicado em

© Adriano Machado/Reuters

A revista norte-americana Time incluiu o presidente Jair Bolsonaro entre as 100 pessoas mais influentes do mundo em 2019. A lista foi divulgada nesta quarta-feira (17).

No texto sobre a escolha, Bolsonaro é apresentado como “um personagem complexo”. “Ele representa uma forte quebra de uma década de corrupção de alto nível, e a melhor chance do Brasil em uma geração para realizar reformas econômicas que podem domar o aumento do déficit [fiscal]”, aponta a revista.

“O ex-militar também é garoto propaganda da masculinidade tóxica e [representa] uma intenção homofóbica e ultraconservadora de travar uma guerra cultural e, talvez, reverter o avanço do Brasil no combate às mudanças climáticas”, pondera o texto da revista.

Entre os líderes, a lista da Time inclui ao todo 26 nomes, como o do opositor venezuelano Juan Guaidó, a congressista americana Alexandria Ocasio-Cortez, nome em ascensão no Partido Democrata, e a premiê da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, que ganhou reconhecimento internacional pela forma como lidou com o massacre em mesquitas de seu país.

O presidente dos EUA, Donald Trump, o papa Francisco, o premiê israelense, Binyamin Netanyahu, e o ministro italiano, Matteo Salvini, também foram incluídos na relação de 2019.

A então presidente brasileira Dilma Rousseff foi incluída nas listas da Time de 2011 e 2012, seus primeiros anos de mandato. O ex-presidente Lula esteve entre os eleitos pela revista em 2004 e em 2010.

O ex-presidente Michel Temer foi citado em uma lista feita pela Time em 2017, como um dos cinco líderes mais impopulares do mundo, ao lado de nomes como o do ditador venezuelano Nicolás Maduro. Na música, a lista de 2019 cita as cantoras Taylor Swift, Lady Gaga e Ariana Grande, além do grupo sul-coreano de k-pop BTS.

Do cinema, entraram os atores Mahersala Ali (do filme “Green Book”), Yalitza Aparício (de “Roma”), Dwayne Johnson (conhecido como The Rock) e a veterana Glenn Close, entre outros.

No esporte, houve destaque para o atacante egípcio Mohamed Salah (do Liverpool), para o jogador de basquete LeBron James (Los Angeles Lakers) e para o golfista Tiger Woods.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Sobrevivente

Cão é resgatado no mar a 220 km da costa da Tailândia

Publicado em

Um cão foi resgatado nadando a mais de 220 quilômetros da costa da Tailândia. O resgate foi feito por uma equipe de uma plataforma de petróleo no Golfo da Tailândia na última sexta-feira (12).

Um dos trabalhadores, Vitisak Payalaw, disse que o cachorrinho foi visto nadando em direção à plataforma, que é da Chevron.

A tripulação conseguiu resgatá-lo amarrando uma corda no seu pescoço e puxando-o para cima.

Os trabalhadores acreditam que o cão deve ter caído de um barco pesqueiro. Ele ganhou o nome de Sobrevivente.

O cão desembarcou na segunda-feira no porto de Songkhla e passou por uma avaliação veterinária, que mostrou que ele está bem. Ele foi encaminhado a uma entidade de proteção de animais e deve ser adotado, segundo informa o G1.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

tragédia

Torre da catedral de Notre-Dame desmorona em grande incêndio

Publicado em

A torre da catedral de Notre-Dame, atingida por um vasto fogo, “acabou de desmoronar”, anunciou nesta segunda-feira Emmanuel Grégoire, vice-prefeito de Paris.

“A partir de agora, uma missão especial foi iniciada para tentar salvar todas as obras de arte que for possível”.

“A prioridade foi dada para garantir a área ao redor para proteger os turistas locais do risco de colapso”, acrescentou em entrevista a um canal de notícias, o BFMTV.

“Não restará nada da estrutura (do teto), que data do século XIX de um lado e do XIII do outro”, lamentou pouco antes André Finot, porta-voz da catedral.

O presidente Emmanuel Macron, que cancelou um importante discurso marcado para a noite desta segunda-feira em resposta aos “coletes amarelos”, irá para o pátio da Notre-Dame de Paris, anunciou a presidência francesa.

O Chefe de Estado havia acabado de gravar seu discurso televisionado, adiado para o momento sem nova data anunciada.

O primeiro-ministro Edouard Philippe também visitará o lugar, informou seu gabinete.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

FOGO

Catedral de Notre Dame, em Paris, é atingida por incêndio

Publicado em

Foto: Reprodução/Twiter

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um incêndio de grandes proporções atingiu nesta segunda (15) a catedral de Notre Dame, em Paris, na França. A área próxima ao local já foi interditada pelos bombeiros.

De acordo com uma testemunha ouvida pela agencia de notícias Reuters, fumaça podia ser vista saindo do topo do edifício.

A causa do incêndio ainda não está clara. Segunda a rede de televisão local France 2, a polícia trata o ocorrido como acidente.

A prefeita da cidade, Anne Hidalgo, se manifestou em sua conta pessoal no Twitter. “Um terrível incêndio está acontecendo na catedral de Notre Dame”, disse a política.

A catedral era um dos principais pontos políticos da cidade francesa, atraindo milhões todos os anos. O edifício estava passando por renovações, com andaimes e algumas estátuas sendo removidas nas últimas semanas para restauração.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa