Oi, o que você está procurando?

Assista a entrevista

Projeto anticrime de Sérgio Moro é comentado por promotor de Justiça que passou pelo Gaeco de Araçatuba

Um dos pontos abordados é a elaboração de "banco genético" de condenados

Na edição do Estúdio MPSP publicada nesta quarta-feira (6/3), o convidado foi o promotor de Justiça Marcelo Sorrentino, assessor do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAO Crim). O promotor já atuou em Araçatuba, onde foi um dos responsáveis pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

O tema principal da entrevista foi o pacote anticrime elaborado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e enviado para o Congresso Nacional.

Sorrentino dissertou sobre um dos pontos do projeto, que trata da elaboração de um “banco genético” das pessoas que cumprem pena nos estabelecimentos prisionais e a posição do MPSP acerca do tema.

Ele aproveitou para comentar tratativas realizadas nesse campo entre o CAO Crim e o Núcleo de Biologia e Bioquímica do Instituto de Criminalística de São Paulo, assim como com a Secretaria de Administração Penitenciária. Segundo ele, isso possibilitou a coleta de aproximadamente 400 perfis genéticos de sentenciados.

Para o promotor, o Ministério da Justiça está querendo efetivar uma previsão legal que já existe desde 2012 e não está sendo cumprida a contento até agora.

Semanalmente, o Estúdio MP traz entrevistas com membros do Ministério Público de São Paulo. Nos programas, são abordados iniciativas e detalhes sobre a atuação da instituição. Esta e as demais edições do programa podem ser vistas na seção de vídeos do portal do MPSP e no canal da instituição no YouTube.

Assista a entrevista:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!