CONECTE CONOSCO

ASSISTA

Justiça decreta prisão preventiva de homem acusado de estuprar menina de 10 anos em Araçatuba

Publicado em



O homem de 55 anos detido neste domingo acusado de abusar sexualmente de uma menina de 10 anos teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na tarde desta segunda-feira e será transferido agora a tarde para a cadeia de Penápolis. O pedido foi feito pela Polícia Civil que abriu inquérito para investigar o caso, que veio à tona neste domingo após denúncia feita pela madrasta da vítima.

O acusado é um catador de materiais recicláveis que mora no bairro São José. A reportagem do Regional Press apurou que a menina não é neta da companheira do acusado, como chegou a ser noticiado. A mulher dele apenas ajudaria a cuidar da criança, já que a mãe da menina está detida. A garotinha, segundo familiares do acusado, chegou a ficar durante quatro meses sob os cuidados da companheira do catador de materiais recicláveis.

O caso veio à tona depois que a garotinha revelou à madrasta, neste domingo, que desde quando tinha sete anos teria começado a ser abusada pelo acusado.

A reportagem apurou que a mãe da menina está presa. Atualmente a garotinha está morando com o pai. A pessoa que acionou a PM ao saber do caso passou o endereço do acusado.

Policiais militares foram até o local e encontraram o homem, que ao ser questionado confirmou os abusos.
A madrasta ainda relatou que certa vez levou a menina ao médico, que estranhou o fato de uma criança ter corrimento e dores na genitália. O repórter Sílvio Romero, do Araçatuba Acontece, site parceiro do Regional Press, entrevistou o acusado. Assista o vídeo:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

Platina (SP)

Homem morre após cair em tubulação de destilaria na região de Assis

Vítima de 56 anos não era funcionário da empresa e não teria visto o buraco, segundo a Polícia Civil. Caso foi registrado como morte acidental suspeita.

Publicado em

Foto: Redes Sociais

Um homem de 56 anos morreu nesta segunda-feira (24) após cair em um buraco de aproximadamente três metros de profundidade em uma destilaria de Platina (SP).

Segundo informações da Polícia Civil, o motorista Hélio José Correa não era funcionário da destilaria e estava no local para recolher bagaços de cana para outra empresa.

Ainda segundo a polícia, a vítima não teria visto o buraco, que estava sinalizado, e caiu. O acidente só foi notado quando colegas de trabalho deram falta pelo motorista.

O Corpo de Bombeiros de Assis chegou a ser acionado, mas o motorista foi resgatado sem vida. O caso foi registrado na delegacia de Platina como morte acidental suspeita.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

REGIÃO

Polícia Civil faz operação contra a pedofilia em Ilha Solteira

Um homem acabou preso por armazenar material pornográfico infantil e por tentativa de estupro. Celulares e computadores foram apreendidos.

Publicado em

Celulares e computadores foram apreendidos pela Polícia Civil — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil fez na manhã desta segunda-feira (24) uma operação contra a pedofilia em Ilha Solteira (SP). Dois homens suspeitos de assediar menores prestaram depoimento para a polícia e, um deles, acabou sendo preso.

De acordo com a delegada da Polícia Civil Carolina Tucunduva da Silva, ambos mantinham contato por meio do WhatsApp e por redes sociais com crianças e adolescentes em Ilha Solteira e cidades próximas. As conversas tinham cunho sexual.

A polícia cumpriu na manhã mandados de busca e apreensão na casa dos dois suspeitos, onde foram apreendidos celulares e computadores.

Durante a análise dos aparelhos, a polícia encontrou material com conteúdo de pornografia infantil em um dos computadores.

O dono, um homem de 37 anos, foi preso em flagrante e um inquérito por estupro de vulnerável foi instaurado. Ele passará por uma audiência de custódia nos próximos dias.

“Ele conversava com as crianças e as convidava para ir para casa dele. Ao todo, foram duas denúncias. Em uma delas, a criança não compareceu na residência do investigado. Logo em seguida, outra criança foi até a casa dele e a gente conseguiu provas de que ela teria sido molestada sexualmente”, explica.

O segundo suspeito foi detido, prestou depoimento e foi liberado em seguida. A decisão foi tomada porque a perícia não encontrou nenhum material pornográfico nos aparelhos eletrônicos apreendidos.

“Ele teve uma conversa com um adolescente que envolveu fotos íntimas e a marcação de um encontro. No entanto, não descobrimos se ele chegou a encontrar a vítima. Portanto, não podemos instaurar no mesmo sentido”, afirma a delegada.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

POLÍCIA

Flordelis não está colaborando com investigações, diz MP do Rio

A polícia não descarta a participação da deputada federal na morte do marido, o pastor Anderson do Carmo

Publicado em

BINHO DUTRA/DIVULGAÇÃO

O promotor Sérgio Lopes Pereira, responsável pelo caso do assassinato do pastor Anderson do Carmo, informou que a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) e a família não estão colaborando com o andamento das investigações. A afirmação foi feita durante entrevista ao Fantástico, da TV Globo, nesse domingo (23/06/2019).

“Se mata um ente querido, você quer saber quem foi e a forma de saber é colaborando com as investigações. Nós não estamos vendo isso por parte da família, infelizmente”, disse o representante do Ministério Público do Rio de Janeiro. Assim como a delegada Bárbara Lomba, que investiga o caso, o promotor reforçou que todos que estavam na casa no momento do crime são suspeitos.

Flordelis é esperada na manhã desta segunda-feira (24/06/2019) na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). A viúva foi convocada para prestar um novo depoimento sobre a morte do marido. De acordo com a assessoria da deputada, Flordelis aceitou o convite nos termos formulados pela polícia, pois tem o interesse de colaborar com as investigações.

Na reportagem, o advogado Fabiano Leitão Migueis, que representa a deputada, rebateu a afirmação do promotor. “Ela quer colaborar. Está ansiosa para que esse resultado venha logo, que isso seja esclarecido. Ela foi clara para mim: doa a quem doer, mesmo que o responsável ou os responsáveis sejam um ente querido dela”, revelou.

Investigações
A participação de Flordelis na morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, não está descartada pelos investigadores. A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSGI) apura essa possibilidade, assim como ainda tenta desvendar a motivação para o crime.

Um dos filhos da parlamentar afirmou aos investigadores que a mãe e as três irmãs podem estar envolvidas na morte do pai, assassinado a tiros. O rapaz, que não teve a identidade revelada, afirmou também que uma das três irmãs suspeitas ofereceu R$ 10 mil ao irmão Lucas dos Santos para matar Anderson do Carmo.

“Não está esclarecida se a execução aconteceu daquela forma que foi narrada, se são só essas pessoas envolvidas. Então, muita coisa ainda está indefinida. São muitas motivações possíveis, pode ser mais de uma. E não está comprovada a relação extraconjugal”, explicou a delegada Lomba.

A investigadora destacou, durante atendimento à imprensa, que não foram encontrados os celulares da vítima, Anderson do Carmo, nem de Flávio dos Santos, um dos dois filhos do casal presos na segunda-feira passada (17/06/2019), acusado de ser um dos mandantes do assassinato. “Certamente havia informações importantíssimas”, enfatizou. Bárbara também ressaltou que, a princípio, o celular de Flordelis não será investigado.

Crime
O pastor Anderson do Carmo, marido da cantora e deputada federal Flordelis (PSD-RJ), foi morto na madrugada do último dia 16, em Niterói, no Rio de Janeiro. Os dois são pais de 55 filhos, sendo quatro biológicos. Eles moravam na comunidade do Jacarezinho quando adotaram, de uma vez, 37 crianças — todas sobreviventes de uma chacina ocorrida na estação Central do Brasil.

Na última segunda-feira (17/06/2019), a polícia prendeu dois filhos do casal, Lucas dos Santos e Flávio Rodrigues de Souza. Segundo informações da polícia, os assassinos doparam o cachorro da família para chegar à residência.

Pastora evangélica e cantora gospel, Flordelis recebeu 196.959 votos no primeiro mandato, sendo a quinta mais votada no Rio de Janeiro, com 2,55% dos votos válidos no estado. Ela já havia sido candidata em 2004 a vereadora em São Gonçalo (RJ), pelo então PMDB.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
87