Oi, o que você está procurando?

Viagem

Bolsonaro anuncia a criação de escritório comercial em Jerusalém

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente Jair Bolsonaro anunciou neste domingo (31) a abertura de um escritório de representação comercial em Jerusalém “centrado em ciência, tecnologia e inovação”.

A notícia foi divulgada durante a visita de Jair Bolsonaro a Israel, onde o presidente desembarcou neste domingo (31).

“Eu espero, e eu gostaria de acreditar, que esse [escritório] é o primeiro passo para a abertura de uma embaixada em Jerusalém, quando for o tempo”, disse o premiê israelense Binyamin Netanyahu, segundo a agência Reuters.

“O Brasil decidiu criar um escritório em Jerusalém para promover o comércio, investimento e inovação, como parte da sua embaixada em Israel”, confirmou o Ministério das Relações Exteriores.

“Obrigada por abrir um escritório em Jerusalém”, disse Yisrael Katz, ministro dos Transportes e chanceler interino de Israel em um post nas redes sociais que inclui uma fotografia dando um aperto de mão Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, também parte da comitiva de Bolsonaro.

Ernesto Araújo também afirmou, também segundo a agência Reuters, que o escritório vai servir como “parte da sua embaixada em Israel”.

Durante a campanha presidencial, Bolsonaro assumiu o compromisso de transferir a embaixada de Tel Aviv e reconhecer Jerusalém como a capital de Israel -seguindo caminho liderado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, que mudou a embaixada para esta cidade.

A decisão, porém, contraria a tradição diplomática brasileira de seguir a orientação das Nações Unidas e esperar uma resolução do conflito entre israelenses e palestinos para definir o status da cidade que ambos os povos clamam como sua capital.

Além disso, a resolução também ameaça a venda de carne aos países islâmicos, que representam um grande mercado ao produto brasileiro.

Durante a visita a Israel, Bolsonaro chamou Binyamin Netanyahu de irmão e disse, em hebraico, que ama Israel.

O presidente também agradeceu a ajuda israelense em Brumadinho e afirmou que seu governo “está firmemente decidido em fortalecer a parceria Brasil-Israel: “A amizade entre os nossos povos é histórica.

Tivemos um momento de afastamento, mas Deus sabe o que faz”, declarou, se referindo aos anos de governo PT, quando houve distanciamento diplomático.

Ele também lembrou, em vídeo publicado nas redes sociais, que “a cooperação nas áreas de segurança e defesa também interessam muito ao Brasil”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!