Oi, o que você está procurando?

Terrorismo

Ataque a mesquitas na Nova Zelândia deixa dezenas de mortos

Um dos atiradores filmou o momento em que matava pessoas dentro dos templos religiosos e transmitiu pela internet ao vivo

Ao menos 49 pessoas morreram e outras 48 ficaram feridas durante dois ataques a mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia, nesta sexta-feira (15). A informação foi conformada pela primeira-ministra Jacinda Ardern.

Quatro pessoas foram detidas suspeitas do atentado, sendo três homens e uma mulher, mas uma pessoa já foi liberada por não ter envolvimento com os massacres.

Nenhum dos detidos estava fichado pelas forças de segurança.

“Esse tipo de violência não tem lugar na Nova Zelândia”, afirmou Ardern.

Em uma das mesquitas, o atirador usou um rifle automático contra os cerca de 300 fieis que lotavam o tempo religioso, localizado no subúrbio de Linwood.

Em pelo menos duas vezes ele substitui o carregador da arma automática que usava.

Vítima de ataque a mesquitas nesta sexta-feira (15), em Christchurch, na Nova Zelândia — Foto: Mark Baker/AP

O criminoso, que usava capacete, óculos e um casaco em estilo militar, transmitiu toda a cena pela internet, ao vivo.

Outra mesquita atacada foi a de Masjid Al Noor, ao lado do Parque Hagley. Relatos indicaram novo tiroteio no local.

A polícia confirmou, conforme o portal G1, que localizou um carro-bomba estacionado na Strickland Street, a cerca de 3 km do Hagley Park.

Um dos autores dos atentados deixou um manifesto de 74 páginas. Nele, afirma que se trata de um ato terrorista, conforme informou a agência de notícias Associated Press.

Esse texto, com termos pejorativos contra os muçulmanos, também circulou num primeiro momento nas redes sociais. “É claramente um supremacista branco que planejou isto durante dois anos”, opinou um analista de segurança à emissora Radio New Zealand.

A primeira-ministra Ardern disse que se trata de “um dos dias mais sombrios para a Nova Zelândia”. Em entrevista coletiva, denunciou que se trata de “um ato de violência extraordinário e sem precedentes”. Sobre as motivações do ataque, ela afirmou que entre as vítimas poderia haver refugiados e migrantes.

Resumo

  • Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixaram 49 mortos
  • 48 pessoas ficaram feridas, sendo 12 em estado grave
  • 4 pessoas foram presas
  • A polícia não informou a identidade dos suspeitos e das vítimas
  • Numa das mesquitas, um homem armado com rifle automático disparou contra a multidão
  • Usando uma câmera no capacete, o assassino filmou e transmitiu ao vivo o massacre
  • O Facebook eliminou as contas do criminoso e trabalha para remover cópias do vídeo
  • Na rede, o homem se identificou como um australiano de 28 anos, defensor da extrema-direita e contrário à imigração

Homem chora ao falar no telefone depois de ataque a mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia — Foto: Mark Baker/AP

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!