Oi, o que você está procurando?

AME Cirúrgico não vai para Penápolis, decide governo do Estado

O tão disputado AME Cirúrgico não será mais instalado em Penápolis, como anunciado em junho do ano passado pelo então governador Márcio França (PSB). Após suspender o processo de instalação, em janeiro deste ano, o governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta semana, que o município terá um ambulatório de especialidades, mas não no modelo cirúrgico.

A informação é do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Antonio Vinholi, divulgada durante entrevista coletiva com o governador João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, para rádios do interior paulista, na última quinta-feira (21).

“Nós conseguimos, dialogando com a Secretaria de Saúde e a Prefeitura de Penápolis, nesse primeiro momento, instalar um ambulatório para atender com especialidades ali na região”, afirmou Vinholi. Ele não detalhou qual estrutura o ambulatório de Penápolis terá nem quais especialidades irá atender, mas destacou que não será no modelo cirúrgico.

O secretário de Desenvolvimento Regional disse que o AME Cirúrgico para Penápolis foi anunciado, no último semestre, mas sem recursos orçamentários, sem previsão orçamentária e também sem um estudo técnico da Secretaria da Saúde indicando que ali seria o melhor local para atender a população da região.

“A Secretaria de Saúde está fazendo um estudo técnico junto aos municípios para saber onde cabe melhor tecnicamente este AME, que foi fruto de discussão política ao longo do último semestre”, informou o secretário. Ele disse, ainda, que a questão deverá ser definida no início de 2020, ano de eleições municipais.

DISPUTA

O AME Cirúrgico é alvo de disputa entre Araçatuba e Penápolis há mais de dois anos. Em junho do ano passado, o então governador Márcio França (PSB), candidato à reeleição, anunciou a instalação do equipamento de saúde em Penápolis.

Ao assumir o governo, no entanto, em janeiro deste ano, Doria suspendeu o processo alegando falta de previsão orçamentária e de um estudo técnico da Secretaria da Saúde.

CIRURGIAS

Para o prefeito Célio de Oliveira (sem partido), o importante é que a cidade tenha um AME, seja clínico ou cirúrgico. “Vindo o AME Clínico, eu mesmo vou montar um sistema de cirurgias na Santa Casa para ser melhor que o AME Cirúrgico, atendendo Penápolis e região”, afirmou Oliveira.

O prefeito de Penápolis era do PSDB, mas acabou sendo expulso do partido depois de apoiar Márcio França para o governo do Estado, em detrimento do candidato tucano João Doria.

Já o prefeito de Araçatuba, também tucano, trabalhou para a eleição de Doria e, ao que tudo indica, deverá levar a melhor na disputa do AME Cirúrgico. E ainda com o anúncio em pleno ano eleitoral, ocasião mais que propícia para ele, que deverá disputar a reeleição à prefeitura de Araçatuba.

CÂMARA

Na sessão desta segunda-feira (25), a Câmara Municipal de Araçatuba aprecia um projeto de resolução proposto pelo vereador Gilberto Batata Mantovani (PR), que cria uma comissão especial para viabilizar a implantação de um AME Cirúrgico em Araçatuba.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!