CONECTE CONOSCO

MPB

Vânia Bastos e Marcos Paiva Quarteto apresentam “Concerto para Pixinguinha”

Show é nesta sexta-feira (8), no Teatro do Sesc Birigui, às 20h; a entrada é franca

Publicado em



O festejado “Concerto para Pixinguinha” chega ao Teatro do Sesc Birigui, em única apresentação, nesta sexta-feira (8), às 20h. O show faz parte da turnê de divulgação do álbum homônimo lançado em 2016, vencedor do Prêmio Profissionais da Música na categoria de Melhor Álbum do ano.

O espetáculo é uma comemoração dos anos de sucesso que a turnê vem acumulando. Estreado originalmente em 2013, o show já passou por diversas capitais antes de ganhar registro em disco e se tornar um dos destaques do mercado fonográfico dos anos de 2016 e 2017, acumulando premiações e indicações.

No espetáculo, Vânia será acompanhada do baixista Marcos Paiva e de seu quarteto formado por Phellyppe Sabo (sopros), Nelton Esse (vibrafone) e Jônatas Sansão (bateria). Com novo figurino, “Concerto para Pixinguinha” se prepara para ganhar um registro em DVD.

CLÁSSICOS

O álbum já rendeu um videoclipe de “Lamentos”, dirigido por Pedro Jorge, cineasta premiado ao redor do mundo com o curta “Diamante – O Bailarina”. A canção, composta por Pixinguinha com Vinícius de Moraes, é o primeiro single do álbum, que ganhou registro em vídeo.

“Esse show é uma das maiores alegrias da minha carreira, tenho certeza de que o público sai de lá transformado. Acontece uma renovação nos sentimentos a cada concerto. Acontece comigo, com certeza com eles também”, declara Vânia Bastos, que, com este projeto, comemorou 30 anos de carreira desde que estreou como solista da banda de Arrigo Barnabé.

No roteiro clássicos como: Rosa, carinhoso, Lamentos, Gavião Calçudo e muitas outras surpresas.

O show acontece nesta sexta-feira (8), às 20h, no Teatro do Sesc Birigui, entrada franca. Os ingressos devem ser retirados uma hora antes do espetáculo.

Clipe de Lamentos: https://www.youtube.com/watch?v=qb1tVPIW89Q

Serviço:

Vânia Bastos e Marcos Paiva Quarteto – Concerto para Pixinguinha

Dia 8/2, sexta, às 20h
Teatro Sesc Birigui
Grátis | Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

Mídia

Grupo Globo demite pelo menos 30 jornalistas e deve acabar com a revista Galileu

Publicado em

As organizações Globo demitiram ao menos 30 jornalistas nesta terça-feira (19/11/2019). Os cortes, porém, ainda não foram concluídos e estima-se que o número final chegará a aproximadamente 40 pessoas desligadas do grupo nesta semana.

A maior parte dos funcionários trabalhava nos jornais O Globo, maior publicação impressa do grupo, e no Extra, jornal de apelo popular do Rio de Janeiro.

Além disso, a revista Galileu, que aborda temas relacionados a descobertas científicas, também deve ser descontinuada. A ideia que está sendo ventilada é que agora a publicação seja feita apenas nas plataformas digitais.

Até o momento, nada foi dito sobre a extinção da revista Época, que é a principal do grupo. Desde que a publicação deixou de ser distribuída como encarte dos jornais O Globo e Valor Econômico, houve um aumento de cinco mil assinantes.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

PESQUISA

Produto natural auxilia no combate a carrapatos em bovinos

Desenvolvida pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, substância elimina cerca de 80% dos parasitas na primeira semana de aplicação

Publicado em

O Instituto de Zootecnia (IZ/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, criou, em parceria com a empresa HYG System, um produto natural com capacidade para combater os carrapatos em bovinos de forma eficiente e rápida. O produto consegue eliminar cerca de 80% dos carrapatos na primeira semana de aplicação.

Feito à base de óleos essenciais provenientes de plantas aromáticas, o produto não utiliza nenhum composto sintético em sua formulação, além da ação rápida sobre os carrapatos. Outra vantagem está na aplicação localizada, pulverizando o produto onde há maior infestação de carrapatos. Testes em laboratório apresentam 100% de mortalidade da fêmea, que nem chega a colocar ovos.

“Quanto mais rápida a eliminação dos carrapatos, principalmente, das fêmeas que sugam o sangue do animal, mais rápida será sua recuperação de peso e de produtividade”, explicou o farmacêutico responsável pela formulação, Leandro Rodrigues, que integra o projeto de pesquisa juntamente com as pesquisadoras do IZ, Cecília José Veríssimo e Luciana Morita Katiki.

Outro diferencial é a ação sob todas as fases do carrapato. Após a aplicação do produto, as fêmeas ingurgitadas e demais fases dos carrapatos secam, de modo que não chegam a colocar ovos. “Com isso, há eliminação de grande parte da população, evitando a resistência dos carrapatos ao produto. A resistência é um dos grandes problemas para o controle do carrapato e este carrapaticida natural consegue driblá-la”, afirmou o bioquímico Germano Scholze, proprietário da HYG System.

Os testes realizados pelo IZ mostram que o produto é eficaz e seguro para o animal e para o aplicador, se utilizado da maneira correta. Segundo Luciana Katiki, o produto tem como foco a sustentabilidade, por não deixar resíduos no ambiente. “O projeto é muito positivo, pois com esse trabalho de parceria priorizamos o desenvolvimento de um produto que seja usufruído de imediato pelos produtores, beneficiando, principalmente, os animais, por ser natural e com baixa toxicidade”, explica.

Para a pesquisadora do IZ, Cecília José Veríssimo, o carrapato do boi (Rhipicephalus microplus) traz grandes prejuízos à pecuária nacional, estimados em mais de US$ 3 bilhões por ano. O produto natural será uma opção importante aos produtores rurais de todo o país.

O projeto mostra a importância de se desenvolver trabalhos em parcerias público-privada, que resultam em inovações para o setor de produção. “O novo produto pode revolucionar a pecuária brasileira, agregando valor ao setor produtivo, à pesquisa e à empresa parceira”, disse.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998