Oi, o que você está procurando?

Alerta

Dicas de segurança para quem vai às ruas neste Carnaval

O Carnaval está chegando e milhares de pessoas irão às ruas festejar nos tradicionais blocos carnavalescos. Aglomerações, somadas ao consumo de álcool, são circunstâncias que sabidamente podem gerar alguns contratempos.

Por isso, dicas de segurança são sempre bem-vindas para auxiliar os foliões a se divertirem evitando confusões. Confira abaixo:

Manuseio de dinheiro e objetos de valor

Pessoas mal-intencionadas sempre estão à procura de alguém distraído manuseando dinheiro e objetos de valor. Portanto, a dica do capitão da Polícia Militar Osmário da Silva, chefe da seção operacional do CPC (Comando de Policiamento da Capital), é que o cidadão posicione seus pertences dentro do seu campo de vista. “Dinheiro, cartões e telefone celular precisam estar sempre na frente do proprietário. Nunca atrás ou ao lado. Estes itens não podem sair do campo de visão”, defende o especialista em segurança.

O delegado Osvaldo Nico Gonçalves, diretor do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade) da Polícia Civil, complementa: “Com relação ao manuseio de dinheiro em espécie, é importante que o cidadão, além de portar apenas a quantia que ele de fato estima usar – e não excedentes – divida o valor em pelo menos dois bolsos na parte da frente da roupa, e não o centralize em um único bolso, evitando a parte de trás”, afirma.

Para o delegado, o mesmo princípio vale para aparelhos celulares. “O furto de telefones móveis é uma das ocorrências mais registradas nestas ocasiões. Quando o cidadão for utilizar o celular, é aconselhável que ele se atente ao seu entorno. Ao guardá-lo, que o faça sempre em um bolso na frente do corpo. Evite o tumulto na hora de manusear o aparelho, muitas vezes uma simples trombada é suficiente para que o criminoso crie a oportunidade para furtar o objeto”, ensina Gonçalves.

Tumultos

Desentendimentos, confusões e brigas são episódios indesejados, mas que podem ocorrer em grandes concentrações populares, especialmente quando há consumo de bebida alcoólica. Por este motivo, é importante que foliões que se virem envolvidos em qualquer espécie de confusão, sigam um simples protocolo. “Deixar imediatamente o meio da massa, o centro da confusão, e procurar as extremidades, buscar as laterais, encostar numa parede, se possível”, afirma o capitão da PM Osmário da Silva.

Assédio

O delegado Nico Gonçalves, por sua vez, alerta para outro tipo de questão enfrentada durante o Carnaval: o assédio às mulheres. “É importante frisar que a lei mudou. Agora existe no código penal o artigo da ‘Importunação Sexual’, que pode punir o infrator com até cinco anos de reclusão”, pontua.

De acordo com ele, é importante que as vítimas se manifestem imediatamente ao detectarem contato físico indesejado. “Até mesmo para ajudar as autoridades presentes a identificarem o abusador, é aconselhado que a vítima grite, chame a atenção das pessoas ao seu redor e exponha quem cometeu o ato”, finaliza.

Para registrar uma ocorrência, os cidadãos podem solicitar ajuda ao policial militar mais próximo, bem como comparecer a qualquer delegacia e, dependendo do caso, fazer o registro desta ocorrência pela internet, por intermédio da delegacia eletrônica da Polícia Civil.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!