Oi, o que você está procurando?

FÚRIA

Brasileiro que tentou jogar ovos em Jean Wyllys em Portugal morou em Araçatuba

O brasileiro que tentou jogar ovos no ex-deputado Jean Wyllys (PSOL) em Portugal, durante uma conferência na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, nesta terça-feira (26), morava em Araçatuba antes de se mudar para a Europa. Trata-se do enfermeiro Thiago Cristiano Martos Moreno, 36 anos.

Nesta terça-feira, ele assumiu a autoria do ataque ao ex-deputado federal, em uma postagem do Movimento Brasil Livre (MBL) sobre o assunto. “Os créditos da ovada são meus, amanhã tem mais em Lisboa”, afirmou, recebendo centenas de mensagens de apoio e mais de 1,2 mil curtidas.

 

 

Thiago Moreno assumiu autoria do ataque ao ex-deputado em uma postagem do MBL – Reprodução/Facebook

O enfermeiro narrou em uma de suas páginas nas redes sociais o seu plano de atacar o ex-deputado. Primeiro, postou a foto de uma cartela de ovos com a frase: “Já cheguei logo cedo para pegar a primeira fileira”, com a hastag #jeanwyllysnaoébemvindoemPortugal.

Na sequência, postou a carta assinada por “Coimbra Antifascista”, que anunciava a palestra do ex-deputado brasileiro, com a seguinte observação: “Olha a palhaçada”.

A investida contra Wyllys não deu certo. Um segurança, percebendo a intenção do brasileiro de acertar o ex-deputado, se posicionou na frente e evitou que o ataque se consumasse.

Moreno chegou a ser detido, mas foi liberado. Pela Facebook, prometia novo ataque nesta quarta-feira (27), ao postar sua passagem de Coimbra a Lisboa, onde Jean Wyllys faria nova conferência, com a frase: “Amanhã tem mais”. Na capital portuguesa, avisa, pela rede social: “Já em Lisboa”.

 

Nesta postagem, o enfermeiro diz: “Já cheguei logo cedo para pegar a primeira fileira#jeanwyllysnaoébemvindoemPortugal”

 

A investida contra Wyllys não deu certo. Um segurança, percebendo a intenção do brasileiro de acertar o ex-deputado, se posicionou na frente e evitou que o ataque se consumasse.

Moreno chegou a ser detido, mas foi liberado. Pela Facebook, prometia novo ataque nesta quarta-feira (27), ao postar sua passagem de Coimbra a Lisboa, onde Jean Wyllys faria nova conferência, com a frase: “Amanhã tem mais”. Sua última postagem foi na capital portuguesa, na qual avisa: “Já em Lisboa”.

AMEAÇAS

Se na página do MBL, Thiago foi aclamado e incentivado a fazer novos ataques contra o ex-parlamentar, em sua página foi diferente. Recebeu dezenas de comentários contrários, condenando a sua ação e até pedindo a sua deportação para o Brasil.

Em sua última aparição nas redes sociais, ele dizia estar regressando ao Porto, onde mora, com a sensação de dever cumprido. Diz, ainda, ter sido orientado por “autoridades” a se manter distante por causa das ameças que passou a sofrer pela internet e fez novos ataques a Jean Wyllys e à esquerda.

QUEM É

Natural de Guarulhos (SP), Thiago Cristiano Martos Moreno, 36 anos, é enfermeiro por formação e morava em Araçatuba antes de se mudar para Portugal. Ele foi um dos profissionais que cuidaram do ex-prefeito Jorge Maluly Netto, que faleceu em decorrência de câncer, em 2012.

Ainda em Araçatuba, iniciou o curso de Direito no Unitoledo, mas não chegou a concluir a graduação. Neste período, fez estágio na Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos, na gestão de Cido Sério (PRB).

Foi também candidato a vereador pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), em 2016, mas não conseguiu se eleger.

Ao descobrir um câncer, no final de 2017, decidiu ir para Portugal em busca de tratamento. Há cerca de um ano, foi submetido a cirurgia e a tratamento.

Em sua página no Facebook, ataques à esquerda são comuns, assim como postagens em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!