CONECTE CONOSCO

violência

Brasileira é morta a facadas enquanto levava bebê no colo em Londres

Publicado em

A brasileira Aliny Mendes vivia em Londres com quatro filhos; ela era separada do marido e vivia sozinha com as crianças (Foto: Facebook)


A brasileira Aliny Mendes, de 39 anos, foi morta a facadas na madrugada deste sábado (9), em Londres, na Inglaterra. O crime aconteceu quando a mulher, mãe de quatro filhos, estava a caminho da escola em que matriculou suas crianças. Um dos seus filhos ainda é um bebê e ele estava no colo da mãe quando ela foi esfaqueada.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail , Aliny estava justamente indo buscar os seus outros filhos no colégio, quando foi vítima do crime. O assassinato a céu aberto aconteceu em um bairro considerado pelas autoridades locais um calmo subúrbio de Londres. A brasileira não resistiu aos ferimentos e morreu antes de qualquer atendimento médico.

Segundo as testemunhas ouvidas pelo jornal, um homem teria saído do banco de passageiros de uma caminhonete e atacado Aliny. Apenas duas horas após a confirmação da morte da vítima, a polícia britânica prendeu um suspeito de envolvimento no assassinato de Aliny . Ele estava a um quilômetro e meio do local do crime, em uma van branca. Mais tarde, um segundo homem foi preso por suspeita de auxiliar o criminoso.

Ainda de acordo com o Daily Mail , a suspeita é de que o crime tenha sido um “crime doméstico”, ou seja, que o assassino tivesse a intenção de matar especificamente Aliny. Tal suspeita se dá porque testemunhas afirmam que o homem teria chamado Aliny pelo nome antes de esfaqueá-la. Há também a suspeita de que o crime tenha motivos xenofóbicos .

Recentemente, a vítima havia se separado do marido e mudado para a região londrina. Ela era católica e bastante conhecida e querida na comunidade religiosa da qual fazia parte. Esses amigos, inclusive, estão arrecadando dinheiro para enviar as crianças de Aliny de volta para o Brasil.

Onde o crime aconteceu, no caminho de Aliny até a escola londrina, conhecidos, amigos e vizinhos da brasileira depositam flores e prestam homenagens à vítima.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte: iG e Daily Mail
Anunciante

Comovente

Cachorro morre 15 minutos após dono que tinha câncer falecer

Publicado em

Uma história entre um cão e seu dono emocionou a cidade de Allo, Escócia. Em 2011, Stuart Hutchison foi diagnosticado com um tumor no cérebro.

Após uma série de tratamentos, o câncer pareceu estar curado. No entanto, em 2014, voltou a agir e foi preciso que o jovem voltasse aos procedimentos.

Em 2018, as notícias ficaram piores. O câncer voltou e se espalhou para o ossos. Era apenas uma questão de tempo para Suart morrer.

Em janeiro, ele casou-se com Danielle, 22 anos, e adotaram um cachorro de 2 anos, Nero. “Tínhamos três cachorros, mas com Nero era como se fosse pai e filho. Era o cão que estava sempre com ele”, contou a mulher ao jornal Daily Mail.

Certo dia, descobriram que Nero tinha uma ruptura na espinha. Foram feitos vários tratamentos e o cachorro parecia bem. Já Stuart também estava mais tranquilo e os médicos apostavam em uma remissão do câncer. Em 11 de agosto veio, no entanto, veio uma dupla tristeza. “Stuart morreu por volta de 13h15 daquele dia e Nero faleceu 15 minutos depois”, contou mãe do rapaz, Fiona.

“Danielle ficou despedaçada quando soube da morte dos dois, mas foi forte. Cuidamos de Stuart, mas não esperávamos que fosse assim”, disse Fiona. A família ainda cuida de duas cadelas, Nala e Amelia.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

INUSITADO

Turistas franceses são presos na Itália por furto de 40 quilos de areia da praia

O casal tentou embarcar em uma balsa com destino ao sul da França com o material escondido em garrafas de plástico.

Publicado em

Areia das praias da Sardenha tem coloração mais esbranquiçada — Foto: Pixabay

Um casal de turistas franceses, que estava passando as férias na Sardenha, na Itália, foi preso por ter tentado embarcar dezenas de quilos de areia branca das famosas praias da ilha italiana. A história foi publicada pelo jornal “Corriere della Sera” na sexta-feira (16).

A areia estava sendo transportada em 14 garrafas de plástico, e foi descoberta pela polícia aduaneira durante um controle, quando os franceses se preparavam para embarcar em uma balsa para Toulon, cidade portuária situada no sul da França.

A areia vinha da praia de Chia, no sul da ilha, uma das “mais lindas do país”, segundo a imprensa local.

Os turistas alegaram que queriam trazer uma “lembrança” das férias, mas as autoridades italianas explicaram que é ilegal retirar areia das praias. Na Sardenha, como a areia tem um papel importante no ecossistema, ela é considerada como um “bem de utilidade pública”.

O delito pode ser punido com penas que vão de um a seis anos de prisão.

Cresce venda ilegal de areia, pedras e conchas

O comércio ilegal de areia, pedras e conchas cresceu nos últimos anos, segundo o jornal italiano. Durante o verão, os turistas, principalmente alemães e escandinavos, recolhem a areia branca das praias e revendem na internet, muitas vezes cobrando “caro” pelo produto.

Na França, o código do Meio Ambiente também proíbe essa prática, com multas que podem chegar a quase R$ 7.000 (1.500 euros).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

EUA

Casal finge morte de bebê com boneca Reborn para arrecadar dinheiro

Publicado em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um casal usou uma boneca ‘Reborn’ (linha que imita bebês de verdade) para tentar arrecadar dinheiro pelas redes sociais. O caso aconteceu em  Somerset, condado de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Geoffrey Lang e sua mulher Kaycee publicaram na internet a notícia de que o suposto filho Easton Walt teria morrido de falha respiratória horas após o seu nascimento, em 3 de julho, segundo reportagem do canal local Action4News.

O casal então criou uma conta no site de arrecadação GoFundMe pedindo dinheiro para poderem comprar uma urna de cinzas personalizada. No texto, eles descreveram a “experiência de segurar as mãos do bebê, abraço e beijá-lo” em seu breve momento de vida.

Uma amiga de Kaycee suspeitou da falsa gravidez e ligou para a polícia. “Estávamos felizes por eles, porque ela disse que já tinha perdido um bebê”, contou Cynthia Dilascio.

Dilascio contou que recebeu um convite para um chá de bebê, mas o casal havia desaparecido nos últimos sete meses. Após o anúncio da suposta morte, ela foi convidada a um memorial, mas se recusou a ir. “Não sei por qual motivo eles fizeram isso, mas magoar amigos e familiares é algo doente”, afirmou a amiga.

Ao invadir a casa, a polícia encontrou uma boneca “Reborn” que o casal pode ter usado para realizar a fraude. Eles devem comparecer ao tribunal em setembro por acusação de roubo.

A GoFundMe diz que reembolsará todo o dinheiro doado ao casal. A reportagem não informou quanto o casal já teria recebido.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81