CONECTE CONOSCO

VULNERÁVEL

Rapaz é acusado de estupro contra menina de 12 anos que matou aula

Publicado em

Imagem ilustrativa


Uma menina de 12 anos, que estuda em uma escola pública no bairro Paraíso, matou aula na tarde desta quarta-feira para se encontrar com um rapaz morador no conjunto habitacional Águas Claras. Ela confirmou que no encontro manteve relações sexuais com o acusado, que não teve a idade revelada, e agora é acusado pelo crime de estupro de vulnerável.

A mãe da menina foi procurá-la na escola e ficou sabendo que ela havia matado aula. Diante disso passou a procurar junto as amigas. A informação chegou até a menina, que estava com o acusado na casa dele. Ao ficar sabendo, o acusado pediu para que um amigo deixasse a menina no bairro Hilda Mandarino, onde ela acabou sendo localizada perambulando sem rumo.

A menina foi encontrada por volta das 20h e imediatamente levada ao pronto-socorro municipal, onde passou por atendimento e realização de diversos exames, além de ações preventivas em caso de estupro. Mesmo sendo uma relação sexual consentida, o acusado responderá pelo crime de estupro de vulnerável devido à pouca idade da vítima.


Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante

FLAGRANTE

Policiais do TOR apreendem 14 tijolos de maconha em Penápolis

Publicado em

Foto: Divulgação

No manhã desta sexta, na Rodovia SP 425 – KM 301, município de Penapolis, durante “Operação Zona Rural Mais Segura” uma Equipe do TOR abordou um ônibus de linha interestadual para vistoria.

Durante entrevista o passageiro D.L.D.B, 22 anos, morador de Santa Helena-PR, ficou bastante nervoso, motivando os policiais a vistoriarem sua bagagem, sendo encontrados 14 tijolos de maconha em uma mochila que trazia na viagem.

O rapaz alegou que pegou a droga em Toledo-PR e a levaria para Goiânia-GO. Por esse transporte afirmou que receberia R$ 2.000,00.

D.L.D.B recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas, cuja pena é de 5 a 15 anos de reclusão, e a ocorrência foi apresentada no 1° DP de Penápolis.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

INVESTIGAÇÃO

DIG esclarece homicídio e prende irmãos em Operação

Publicado em

Imagem ilustrativa

Dois irmãos, um de 36 anos morador no bairro Porto Real e outro de 37 anos, morador no Jardim Atlântico, em Araçatuba, tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça e foram presos na manhã desta quinta-feira em uma Operação da Polícia Civil. A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) descobriu, durante investigação, que eles foram os autores do assassinato do mecânico Diego Sérgio Fernandes, de 30 anos, no mês passado.

Conforme as investigações, o mecânico foi morto depois de se envolver em uma briga com um dos acusados em um bar no bairro Porto Real. Após a briga, quando o mecânico havia deixado o bar em seu carro, uma Parati, os acusados foram atrás dele. Um pilotava a moto e o outro, que estava na garupa, efetuou os disparos.

Três tiros atingiram a vítima, sendo que um deles ficou alojado embaixo da língua. Mesmo baleado, o mecânico conseguiu dirigir seu carro até o bairro São José, onde bateu em uma moto. Em seguida, desceu cambaleando, quando uma testemunha presenciou a cena, colocou o mecânico de novo dentro do carro e o levou para Santa Casa, onde ele ficou internado três dias e acabou falecendo.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

apuração

Polícia investiga suposta negligência em morte de criança em SP

Publicado em

Imagem Ilustrativa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A polícia investiga um suposto caso de negligência médica no atendimento a uma garotinha de 2 anos, que morreu segunda-feira (20) após ser agredida por um adolescente, de 15 anos, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. O menor foi encaminhado à Fundação Casa.

“Todas as circunstâncias [sobre o atendimento médico] serão apuradas por meio de um novo inquérito policial, que será instaurado pela delegacia do município”, diz trecho de nota da SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB). A pasta acrescentou que todos os envolvidos no atendimento à criança também serão investigados.

A SSP encaminhou a nota após ser questionada pelo Agora sobre um trecho do boletim de ocorrência do caso, no qual é afirmado que a criança deu entrada em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) com suspeita de traumatismo crânio encefálico, além de abuso sexual. Mesmo assim, a menor foi liberada pelo hospital, morrendo horas depois.

A Prefeitura de Franco da Rocha, gestão Kiko Celeguim (PT), afirma em nota (leia íntegra abaixo) que o registro feito pela polícia, indicado como no dia 19 no boletim de ocorrência, refere-se ao atendimento prestado à criança no dia 20 “quando a criança veio a falecer”. “A primeira entrada aconteceu no dia 19/05, às 20h51; neste momento, as lesões constatadas não tinham a mesma extensão, conforme a ficha médica correspondente”, diz trecho de nota.

RELEMBRO O CASO

Uma garotinha de 2 anos morreu, segunda-feira (20), após ser espancada por um adolescente, de 15 anos, em Franco da Rocha. O menor admitiu o crime à polícia.

Segundo relatado pela mãe da criança, uma manicure de 33 anos, ela deixou a filha com sua irmã, que não teve a idade revelada e é namorada do adolescente, na casa da família dele, para ir trabalhar na capital paulista. “[Horas depois], Ela recebeu um telefonema da irmã, afirmando que a criança passava mal”, afirma trecho do boletim de ocorrência.

Quando a mãe chegou na casa do estudante de 15 anos, a sua filha vomitou e a manicure, ao retirar o capuz da criança, percebeu que no rosto da menina havia ferimentos e marcas de violência.

Para a mãe da criança, o adolescente alegou que a menina havia caído e batido a cabeça, após ele lhe dar banho. Por conta disso, a manicure levou a filha a uma UPA (Unidade de Pronto-Atendimento).

No posto médico, segundo boletim de ocorrência, foi constatado que a criança apresentava quadro de traumatismo crânio encefálico, múltiplos hematomas, além de sinais de que havia sido penetrada em suas partes íntimas. Apesar disso, foi dada alta para a menina no mesmo dia.

Em casa, segundo a mãe, a criança perdeu a consciência, por volta de 14h30. Por isso, ela voltou com a menina à UPA. A criança já chegou sem vida ao hospital.

Para a mãe da criança, o adolescente alegou que a menina havia caído e batido a cabeça, após ele lhe dar banho. À polícia, ele admitiu que deu socos e chutes na menina, além de introduzir um objeto nas partes íntimas da criança.

Leia íntegra da nota da Prefeitura de Franco da Rocha:

“A ficha médica citada no registro digital de ocorrência 2697/19 refere-se ao atendimento prestado às 16h17 do dia 20/05, quando a criança veio a falecer.
A primeira entrada aconteceu no dia 19/05, às 20h51; neste momento, as lesões constatadas não tinham a mesma extensão, conforme a ficha médica correspondente.
Todo o atendimento recebido pela criança na UPA está registrado conforme os protocolos médicos cabíveis, mas estes documentos são protegidos por sigilo e não podem ser divulgados sem autorização judicial ou da família, mas já foram encaminhadas à autoridade policial competente.”


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Flagrante

GOE prende homem com 63 pinos com cocaína no Água Branca

Publicado em

Foto: Silvio Romero

Policiais do GOE 10 prenderam em flagrante um homem de 43 anos com 63 pinos contendo cocaína e R$ 17 em dinheiro, na manhã desta quinta-feira, no bairro Agua Branca, zona leste de Araçatuba.

Os policiais faziam patrulhamento pelo bairro e ao chegarem na rua Natalino Pena surpreendetam o acusado, que tentou fugir mas acabou sendo detido.

O rapaz admitiubqueboegou dois kits pra revender, mas não revelou quem seria o traficante que repassou a droga para ele.

O acusado foi detido em flagrante e ficou a disposição da Justiça.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa