CONECTE CONOSCO

hilda mandarino

Homem armado com faca pratica assalto em ônibus da TUA

Publicado em

Imagem ilustrativa


Um bandido armado com uma faca praticou um assalto em um ônibus da TUA que fazia a linha que passa pelo bairro Hilda Mandarino, na zona leste de Araçatuba. O caso aconteceu na noite de segunda-feira e foi registrado nesta terça-feira na Polícia Civil.

O motorista, de 36 anos, contou à polícia que passava pela rua Afonso Paula de Souza quando um passageiro deu sinal de parada. Ao entrar no ônibus, o homem sacou uma faca e encostou no pescoço do motorista, anunciando o assalto e pedindo dinheiro.

O ladrão pegou o dinheiro que estava em uma gaveta e também uma quantia que estava no bolso do motorista, e fugiu em seguida. De acordo com a vítima o ladrão era pardo, estatura mediana, em torno de 1,70 e tinha cabelos encaracolados, além de uma cicatriz no rosto. A Polícia Civil vai investigar o caso.


Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante

DO PARAGUAI

AGORA: TOR apreende duas carretas carregadas com cigarros contrabandeados

Publicado em

Durante “Operação São Paulo Mais Seguro”, a equipe TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), do 2° Batalhão de Polícia Rodoviária, avistou um veículo Palio e um Onix em atitude suspeita, na SP-425, rodovia Assis Chateaubriand, em Santópolis do Aguapeí.

Os dois veículos foram abordados, e constatado que ambos condutores estavam nervosos. O motorista do Onix era procurado pela Justiça. A equipe fez patrulhamento pelas imediações e encontrou no pátio de um posto de combustíveis, às margens da rodovia, duas carretas abandonadas com as chaves no contato, ambas carregadas com cigarros contrabandeados do Paraguai.

Ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal de Araçatuba e está sendo apresentada neste momento. Ainda não é possível saber a quantidade de cigarros apreendidos.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

INVESTIGAÇÃO

Polícia identifica vítima de homicídio e tenta apurar motivação do crime

Publicado em

A Polícia Civil identificou o corpo da mulher encontrada morta em uma matagal nesta segunda-feira a tarde no bairro Rosele, em Araçatuba. Trata-se de Elis Franciele Alves Carneiro, de 30 anos. O delegado Rodolfo Carlos de Oliveira disse que ela tinha sinais de esganadura e perfuração de faca nas costas, e tudo indica que foi morta em sua casa e o corpo jogado no matagal para despistar a polícia.

Em entrevista à imprensa, o delegado disse que após o encontro do corpo os policiais iniciaram a investigação e levantaram um endereço que seria a casa da vítima, e foram até o local nesta terça-feira. De acordo com delegado, o imóvel havia acabado de passar por uma limpeza, mas mesmo assim foi possível encontrar vestígios de sangue.

Com esses indícios a Polícia trabalha com a hipótese de que ela foi assassinada em sua casa, possivelmente entre quinta e sexta-feira, já que ela foi vista pela última vez na quinta-feira a tarde. Quando o corpo foi encontrado, na segunda-feira, em um terreno na travessa Cafezinho, que fica a seis quadras de distância, já estava em estado de decomposição.

A Polícia tenta descobrir agora a autoria do crime e o que teria motivado. A mulher não tinha passagens pela polícia e já havia registrado um boletim de ocorrência por violência doméstica, quando foi agredida pelo marido. No entanto, ele foi descartado de ser o autor porque está preso. Qualquer informação sobre envolvidos no crime pode ser passada à polícia pelos telefones 190 e 197. O denunciante não precisa se identifica.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

CRUELDADE

Homem é preso acusado de tortura contra filha de apenas um mês, em Araçatuba

Publicado em

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante nesta quarta-feira acusado de tortura contra a própria filha, uma bebê de apenas um mês de vida. A reportagem do Regional Press apurou que o homem, incomodado com o choro, colocou uma meia na boca da bebê para que ela parasse de chorar, e a menina acabou engolindo e engasgando com a meia, que foi retirada da garganta pelos pais. No entanto, como a criança chorava muito, o pai além de apertar a filha, voltou a colocar a meia na boca da bebê, que estava também com machucados no queixo. O acusado já tem passagem por assalto.

O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira. O homem, que trabalha fazendo shows à noite, estava tentando dormir pela manhã e começou a ficar incomodado com o choro da bebê. Após as torturas, ele agarrou a criança e dormiu no sofá da sala.

Assustada, a esposa pediu ajuda de um conhecido para chamar a Polícia Militar. Quando os PMs chegaram no apartamento do casal, encontraram o homem dormindo segurando a criança, que estava com a meia na boca, cheia de sangue. Como o cantor tem porte físico avantajado, os PMs acionaram reforço, temendo pela integridade física da criança, e conseguiram retirar a bebê dos braços do homem, que só acordou quando já estava sem a criança do lado.

A mulher informou aos policiais que eles têm outros filhos, mas que apenas a bebê é tratada com mais agressividade pelo marido. O homem, ao acordar, disse que não se lembrava de nada e alegou que tem tido alguns problemas e está tomando medicamentos. Ele admitiu que não vem tratando a filha com o carinho que ela merece, afirmou que apertou a criança e admitiu ter colocado a meia em sua boca, mas sempre alegando que nunca teve a intenção de machucar a filha. Sobre o sangue, justificou que talvez a bebê possa ter se arranhado sozinha.

Ele foi preso em flagrante e encaminhado para cadeia de Penápolis.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

COMBATE A VIOLÊNCIA

Operação contra gangues prende três pessoas em Andradina

Na casa deles, a polícia encontrou porções de maconha, cocaína, crack e uma pistola calibre 22. Problema de gangues é antigo na cidade.

Publicado em

Suspeito preso durante operação para combater gangues em Andradina — Foto: Reprodução/TV TEM

Três pessoas foram presas em flagrante nesta quarta-feira (24) em Andradina (SP) suspeitas de fazerem parte de gangues. As prisões foram durante uma operação, justamente para combater a violência no município.

De acordo com a Polícia Civil, as pessoas foram presas também, principalmente, porque durante o cumprimento de mandados foram encontrados na casa deles porções de maconha, cocaína, crack e uma pistola calibre 22.

A polícia também apreendeu uma quantidade em dinheiro. “Foi um trabalho de prevenção, tivemos informações de que um novo membro da gangue teria arma de fogo em casa, fizemos a diligência e vimos que ele é membro da gangue”, afirma o delegado Marcelo Zompero.

O delegado disse que as investigações vão continuar, ainda mais agora com a prisão dos três suspeitos. A Polícia Civil deverá pedir a prisão preventiva deles, mas isso só será definido na audiência de custódia.

O problema de gangues é antigo em Andradina. A rivalidade começou entre 2007 e 2008 com uma briga por causa de mulheres. Um dos bairros onde os grupos atuam é o Pereira Jordão, onde morava a primeira vítima dos conflitos.

Nesse período, a polícia diz que mais de 25 pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas por causa da briga entre as duas gangues. Vítimas que nem sempre fazem parte dos grupos. A polícia afirma que pelo menos 300 crimes já foram registrados desde 2007 e mais de 100 integrantes dessas gangues já foram preso.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa