Connect with us
Banner Samar Eco

flagrante

Dise prende dupla vendendo pinos de cocaína no bairro São José, em Araçatuba

Publicado

em

Dois homens foram presos em flagrante por tráfico de drogas em uma ação realizada pela Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), na noite desta quarta-feira (5), no bairro São José, em Araçatuba.

A abordagem ocorreu na rua Geraldo Araújo Bacelar, após intensa investigação de campo. Os policiais constataram que os envolvidos vendiam drogas na rua e que o movimento era intenso.

Por meio de técnicas investigativas, os policiais civis abordaram os dois alvos no momento em que eles comercializavam drogas.

Foram apreendidos 49 pinos de cocaína, um pedaço maior de maconha, R$ 180 em notas diversas, além de dois celulares (chamados de radinhos) usados para comunicação entre traficantes e associados do bairro com a finalidade de avisar quando da aproximação de viaturas.

Foram presos W.P.S.L., 25 anos, e S.L.S., 19 anos. Eles seriam encaminhados para audiência de custódia na justiça na manhã de hoje (6). Se condenados, poderão pegar de 5 a 15 anos de prisão.


Deixe sua opinião

Homem é preso após matar travesti e guardar coração: “Era um demônio”

Publicado

em

Um crime bárbaro chocou os moradores de Campinas (SP) nesta segunda-feira (21/1). Um homem de 20 anos foi preso após confessar ter matado a travesti Genilson José da Silva, de 35 anos. O acusado guardou o coração da vítima enrolado em um pano, dentro do guarda-roupa. O crime ocorreu no Jardim Marisa, na região do Campo Belo.

De acordo com o G1, Caio Santos de Oliveira admitiu ter tido relações sexuais com a vítima. Ele ainda teria roubado pertences de Genilson. Sorrindo e com declarações desconexas, Oliveira foi apresentado na 2ª Delegacia Seccional de Campinas e afirmou ter conhecido a vítima na noite anterior.

“Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite, 4h32, 5h da manhã”, disse. Questionado sobre a motivação do crime, Oliveira disse que o ocorrido aconteceu por conta do que ele [o demônio] fez. “Ele fez a droga, o celular, a câmera”, afirmou.

Segundo informações da Polícia Militar, Oliveira foi abordado após apresentar atitude suspeita ao avistar a viatura. Ele tinha escoriações e arranhões pelo corpo, além de um machucado recente na cabeça.

Ao ser questionado sobre os ferimentos, o homem confessou o crime e levou os policiais até o cômodo onde estava o corpo da vítima, com o tórax aberto e com uma imagem de santo sobre ele. Sobre o coração, Oliveira disse que o guardou para si.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

transferência

Acusado de matar menina de 14 anos é transferido para Penápolis e fica isolado

Familiares da menina estiveram na porta da delegacia para acompanhar a saída do acusado. O pai se exaltou, e mãe começou a chorar ao ver o criminoso

Publicado

em

Daniel Gaspar Barbosa, 33 anos, que confessou ter matado a estudante Júlia Maria de Lima Barbassa Mendes, de 14 anos, na manhã do último sábado no bairro Água Branca, em Araçatuba, foi transferido na manhã desta segunda-feira para a cadeia de Penápolis, onde ficará até ser transferido para uma penitenciária, onde deverá cumprir o restante da pena por um homicídio praticado em 2006, e aguardar o processo pela assassinato da jovem Júlia Maria.

Antes de ir para Penápolis o acusado passou pela audiência de custódia, onde, por precaução, também ficou isolado, longe dos outros presos que também aguardavam a audiência de custódia. Daniel é acusado de matar a menina possivelmente durante uma tentativa de estupro. Resultado de exame do IML (Instituto Médico Legal) vai revelar se o homem chegou a abusar da adolescente antes de crime.

Ele fica isolado porque no “mundo do crime”, o estupro não é tolerado pelos demais criminosos, e acusados por este tipo de crime acabam sendo violentados e até mortos dentro do sistema penitenciário. Ele também deverá ser encaminhado para penitenciário que recebe esse tipo de preso, para evitar retaliações.

NA DELEGACIA

Os pais da menina Júlia Maria ficaram no período da manhã em frente à delegacia para ver o acusado frente a frente. O pai da garota queria chegar perto, mas foi impedido por policiais. Pela calçada ele começou a gritar para o acusado: “você acabou com a minha filha, com a minha vida e com a vida da minha família!”. A mãe da garota abraçou o marido aos prantos. O irmão observou sem reação. Várias pessoas que ficaram sabendo do caso se aglomeraram em frente a delegacia para ver o assassino confesso.

 

LEIA MAIS

PM prende acusado de matar menina de 14 anos a facadas em Araçatuba


Deixe sua opinião

Continue Lendo

ring

Vendedora é violentamente agredida dentro de lanchonete na avenida Brasília

Publicado

em

Uma vendedora de 22 anos foi violentamente agredida no interior de uma lanchonete localizada na avenida Brasília, no bairro Nova York, em Araçatuba, no início da madrugada desta segunda-feira. Enquanto a agressora agia o irmão dela não deixava ninguém se aproximar para conter as agressões.

A vendedora contou à polícia que estava com uma amiga no local quando a agressora chegou puxando seu cabelo e iniciou a sessão de agressões, com socos e chutes. Ela foi derrubada pelo irmão da moça, que puxou sua perna. Mesmo no chão continuou sendo agredida. A briga aconteceu em meio aos clientes que estavam no local e não puderam fazer nada, porque o irmão da agressora a todo momento impedia a aproximação das pessoas, conforme relato da vítima e de uma testemunha.

As agressões cessaram somente com a intervenção de uma gerente da lanchonete. A moça ficou com ferimentos na cabeça, rosto, testa, nos braços, costas e no pé esquerdo. Ela foi por meios próprios até o pronto-socorro municipal, e passou também por exame no IML. O estabelecimento é monitorado por câmeras, que gravaram as agressões.

A vítima disse à polícia que a agressora teve um envolvimento com seu ex-marido, e acredita que ela a persegue por ciúmes. A Polícia Civil vai investigar o caso e a agressora poderá ser indiciada pelo crime de lesão corporal.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

VIOLÊNCIA

Estudante agride a mãe com copo de vidro por falta de mesada

Publicado

em

Uma cabeleireira de 52 anos foi agredida pelo próprio filho, um estudante de 22 anos, que jogou um copo de vidro contra seu rosto, causando um grande corte próximo ao olho. O motivo da agressão foi o fato dela e o marido terem cortado a mesada do rapaz, que vinha distratando os pais.

De acordo com a polícia, a vítima relatou que sempre deu uma mesada para o filho, que gasta o dinheiro saindo com o namorado, além de sustentar o vício em drogas, segundo a própria mãe. Como ele passou a distratar os pais, eles decidiram cortar a mesada do “marmanjo”, motivo que o revoltou.

Durante o surto, o rapaz pegou um copo de vidro e jogou contra o rosto da mãe, causando um ferimento na região do olho direito. Ela teve de ser socorrida ao pronto-socorro municipal e levou oito pontos no ferimento. O rapaz também se feriu, com cortes na mão.

Quando os PMs conversavam com a mulher no pronto-socorro, seu filho apareceu no local atrás de atendimento, no corte que estava na mão. No momento ele foi detido em flagrante e depois de receber atendimento, encaminhado à delegacia. A mulher contou que já foi agredido outras vezes pelo filho. Ele ficou preso e seria encaminhado para audiência de custódia.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS