Connect with us
Banner Samar Eco

FÍSICO

Carta em que Einstein duvida da existência de Deus é leiloada por US$ 2,89 milhões nos EUA

Datada de 1954 e endereçada ao filósofo judeu alemão Eric Gutkind, Einstein refuta quaisquer crenças religiosas

Publicado

em

© Bettmann/CORBIS

Uma carta manuscrita de Albert Einstein, na qual o físico questiona a existência de Deus, foi vendida em Nova York, em um leilão organizado pela Christie’s, na noite de terça-feira (4) por US$ 2,89 milhões (cerca de R$ 11.169.850,00).

Na carta, datada de 1954 e endereçada ao filósofo judeu alemão Eric Gutkind, Einstein refuta quaisquer crenças religiosas. Segundo a Christie’s, antes de ser leiloada na terça-feira, o documento já havia sido oferecido em leilão em 2008 e comprada por um colecionador por US$ 404 mil.

“A palavra Deus não é nada para mim, mas a expressão e o produto da fraqueza humana, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas ainda muito primitivas”, escreve o físico alemão um ano antes de sua morte, em abril de 1955.

“Nenhuma interpretação, por mais sutil que seja, pode (para mim) mudar isso”, acrescenta no documento de uma página e meia escrito em alemão.

Carta conhecida como “A Carta Divina”, escrita por Albert Einstein e dirigida ao filósofo Eric Gutkind, de 1954, é vista nesta foto fornecida pela casa de leilões Christie’s em Nova York. — Foto: Christie’s Images Limited 2018/Handout via REUTERS

Novo recorde

Esse é um novo recorde para uma carta do vencedor do Prêmio Nobel de Física de 1921. O preço também é consideravelmente superior ao estimado para o documento, entre US$ 1 milhão e US$ 1,5 milhão.

Em março de 2002, uma carta de Einstein dirigida em 1939 a Franklin D. Roosevelt, então presidente dos Estados Unidos, alertando sobre projetos atômicos alemães, foi comprada por US$ 2,1 milhões.

Judaísmo foi alvo de críticas de Einstein

Filho de judeus, Einstein fugiu da Alemanha para os Estados Unidos aos 54 anos, quando Adolf Hitler chegou ao poder. No entanto, no documento, o cientista assegura que o judaísmo não é superior a outras religiões e que os judeus não são o povo escolhido. “Para mim, a religião judaica é como todas as outras religiões, uma encarnação da superstição primitiva”, escreve Einstein.

Na carta, Einstein também expressa toda a sua sinceridade sobre os judeus. “O povo judeu, ao qual eu pertenço com muito gosto, e em cuja mentalidade me sinto profundamente ancorado, para mim, não tem nenhum tipo de dignidade diferente de outros povos”, afirma. “Na minha experiência, eles não são de fato melhores do que outros grupos humanos”, completa o físico.

(Com informações da AFP)

Deixe sua opinião

G1

Famosos

Victoria Beckham diz que usa creme feito com seu próprio sangue

Publicado

em

Victoria Beckham, 44, disse que um dos cremes que usa para manter a pele hidratada tem na fórmula seu próprio sangue.

Em seu InstaStories, a ex-Spice Girl e mulher do jogador David Beckham revelou alguns detalhes de sua rotina de beleza. Além de máscaras e outros procedimentos, ela adotou uma das fórmulas da doutora Barbara Sturm.

“A Dr. Barbara Sturm pegou meu sangue e criou fatores de cura a partir das minhas próprias células que são altamente anti-inflamatórias e regenerativas”, explicou a cantora. O preparo feito pela dermatologista alemã, que tem uma linha de produtos com seu nome, custa 1.200 libras (cerca de R$ 5 mil).

Em seu site, Sturm é apresentada como uma especialista que desenvolveu tratamentos antienvelhecimento não cirúrgicos “reconhecidos mundialmente”.

Uma de suas técnicas é a “incubação, centrifugação e reintrodução das proteínas do sangue do próprio paciente. Quando o sangue é combinado com ácido hialurônico e injetado, esse tratamento tem efeito anti-inflamatório e altamente regenerativo no nível celular, que retorna o brilho jovem e combate, efetivamente, algumas das principais causas do envelhecimento da pele”.

Quando o produto é usado com regularidade, pode reduzir a inflamação da pele e estimular a formação de colágeno, informa o site da especialista.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Saúde

A dieta do jejum intermitente funciona?

Publicado

em

Badalada como uma das dietas do momento, o jejum intermitente funciona como método de emagrecimento pois faz o corpo utilizar seus estoques de gordura.

Os dois modelos mais difundidos são 5 por 2 – ou seja, cinco dias de alimentação normal e dois em semijejum – e agora também o de 16 por 8. O que significa que os pacientes podem comer normalmente durante um período de 8 horas e realizar um jejum de 16 horas seguidas.

Nesse formato, o paciente normalmente come entre 10h e 18h e durante o horário do jejum ele não pode comer nada, só ingerir água ou alguma bebida não calórica. A vantagem é que a parcela maior de horas do jejum coincide com o momento em que o paciente está dormindo.

Um estudo científico da Universidade Johns Hopkins (EUA) aponta que esse padrão de alimentação pode ajudar na perda de peso moderada por ser mais sustentável para alguns pacientes do que outras dietas mais restritivas. Entretanto, os estudos sobre o tema ainda estão em andamento para que todos os seus benefícios sejam comprovados.

Nutricionistas afirmam que o emagrecimento dependerá da adaptação da pessoa a médio e longo prazo. Mesmo com uma dieta intermitente, o paciente deve sempre incluir alimentos saudáveis na alimentação. O acompanhamento de um profissional da área é essencial para garantir o sucesso da dieta e a manutenção da saúde.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Perigo

Ator Caio Junqueira sofre grave acidente no Rio

Publicado

em

O ator Caio Junqueira sofreu um grave acidente na tarde de hoje, no Aterro do Flamengo, em frente ao Museu de Arte Moderna, na Glória.

De acordo com as primeiras informações, o artista estava sozinho no veículo e ficou preso às ferragens, mas foi retirado e encaminhado ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. Ele não corre risco de vida.

De acordo com policiais do Aterro Presente, que inicialmente assumiram a ocorrência, o quadro de saúde de Caio é grave. O último trabalho de Caio foi na TV Globo, na série ‘O Mecanismo’.

 

Deixe sua opinião

Continue Lendo

TWITTER

Seguidor pede a Bolsonaro para liberar maconha e presidente responde

Troca de mensagens aconteceu no Twitter

Publicado

em

No dia em que assinou um decreto que facilita a posse de armas de fogo à população brasileira, o presidente Jair Bolsonaro foi ao Twitter comentar a medida do governo.

“Por muito tempo, coube ao Estado determinar quem tinha ou não direito de defender a si mesmo, à sua família e à sua propriedade. Hoje, respeitando a vontade popular manifestada no referendo de 2005, devolvemos aos cidadãos brasileiros a liberdade de decidir”, escreveu Bolsonaro, no início da noite desta terça-feira (15).

Entre os comentários feitos na publicação de Bolsonaro, destacou-se o do perfil oficial do blog “Canal do Otário”, que, em tom irônico, usou a frase “devolver aos cidadãos brasileiros a liberdade de decidir”, citada pelo próprio presidente, e solicitou ao capitão reformado a liberação do uso da maconha e a descriminalização do aborto até os três meses de gestação.

“Parabéns, Presidente! Fico feliz em saber que o senhor está empenhado em “devolver aos cidadãos brasileiros a liberdade de decidir”. O próximo passo, agora, é liberar o uso da maconha e descriminalizar o aborto até os 3 meses de gestação!”, escreveu o seguidor, que foi surpreendido por uma resposta de Bolsonaro.

“Não”, escreveu o presidente.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS