Connect with us

Depoimento na Polícia

Sogro que matou o genro em Araçatuba alega legítima defesa e conta detalhes

Acusado do assassinato foi ouvido pela Polícia Civil nesta terça-feira, em Araçatuba; Aposentado confessou o crime
Alex Mesmer

Publicado

em

Depoimento foi dado à Polícia Civil nesta terça-feira, em Araçatuba (Imagem Ilustrativa)


O funcionário público estadual aposentado, que matou o genro a tiros em Araçatuba, se apresentou na Polícia Civil, admitiu o crime e alegou que agiu em legítima defesa dele e de terceiros.

Acompanhado do advogado criminalista Luiz Raphael Arello, o acusado J.C.M., de 69 anos, confessou ter atirado contra o ex-presidiário Júnio Gilberto de Vicente, 46 anos, para defender a filha e os netos, que segundo ele, estariam sofrendo reiteradas ameaças de morte.

O depoimento, obtido pelo Regional Press, foi dado nesta terça-feira (9) ao delegado Abelardo Alves Gomes, no 1º Distrito Policial de Araçatuba. Como não foi preso em flagrante, o acusado vai responder pelo crime de homicídio em liberdade.

O assassinato ocorreu no último dia 4 de outubro na rua Gastão Vidigal, bairro Antônio Pagan. O aposentado disse em depoimento que foi até a casa da filha após tomar conhecimento de supostas ameaças de morte. Segundo ele, Junio era bastante ciumento e tinha comportamento agressivo.

O aposentado alegou que foi até a casa da filha após saber que Junio pretendia ir até o local. O acusado disse que no dia do crime, a vítima entrou na casa de sua filha e passou a ameaça-la de morte.

Nesse meio tempo, o acusado, que estava armado, disparou um tiro contra Junio. Ele disse que atirou quando a vítima colocou a mão na cintura.

Advogado criminalista Luiz Raphael Arello, que defende o acusado

Conforme o depoimento do acusado, mesmo ferido, Junio deixou a casa andando. O aposentado alega que ficou no local por algum tempo e após alguns minutos resolveu deixar a casa de carro.

De acordo com o depoimento, na saída o acusado voltou a encontrar a vítima. O aposentado alegou que Junio teria arremessado contra ele blocos de construção e que diante do fato atirou mais algumas vezes na direção do genro, fugindo em seguida.

O acusado disse que tomou conhecimento da morte da vítima posteriormente e que jogou a arma usada no crime no córrego Lafon, perto de um rancho após o bairro rural de Engenheiro Taveira.

O aposentado alega que trabalhou por 23 anos como carcereiro e que agiu para defender a si, a filha e os três netos. O indiciado se comprometeu a comparecer nas audiências que for convocado.

“Meu cliente é uma pessoa séria, honesta e que dedicou 23 anos de sua vida ao serviço público na polícia”, disse o advogado Luiz Raphael Arello. “Ele agiu sob forte emoção de um pai e um avô que queria proteger a sua família”.

O advogado disse que tem motivos para acreditar que a Junio tinha a intenção de matar a mulher, os filhos e depois tirar a própria vida. “Acreditamos nessa hipótese após conversar com testemunhas”, disse.

“Na verdade, uma tragédia maior foi evitada”, considerou Arello em entrevista ao Regional Press.

Leia Mais:

Ex-presidiário é assassinado após discussão com sogro em Araçatuba

Deixe sua opinião

Fonte:

investigação

Justiça decreta prisão de dono de rede de postos por receptação de combustível

Alex Mesmer

Publicado

em

Viaturas da Polícia Civil no posto da rede, em Araçatuba, durante cumprimento de mandado de busca (Arquivo/ Regional Press)

A Justiça de Birigui decretou a prisão preventiva do empresário Walter André Gomes Neto, dono da rede de postos W, que tem unidades em Araçatuba e Santópolis do Aguapeí. O pedido foi feito pela Polícia Civil, com concordância do Ministério Público.

O empresário, que é de Osasco (SP), é considerado foragido. A investigação começou com o roubo de uma caminhão com cerca de 15 mil litros de etanol. O crime ocorreu no começo do mês em Guararapes.

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Araçatuba apurou que o combustível roubado havia sido levado para o posto do empresário em Santópolis.

Um dia após o crime, investigadores da DIG e do GOE (Grupo de Operações Especiais) de Araçatuba cumpriram mandados de busca nos postos da rede na região. Na ocasião, um frentista, que trabalhava em Araçatuba, um motorista da rede e o gerente da unidade de Santópolis foram presos em flagrante por receptação. O empresário não foi localizado. Os funcionários admitiram que sabiam da origem ilícita do produto.

A Polícia Civil concluiu o inquérito e representou pela prisão do empresário, o que foi acatado na quinta-feira passada (14). A Justiça também decretou a prisão preventiva (por tempo indeterminado) dos três presos em flagrante. O trio permanece no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Nova Independência.

De acordo com a Justiça, pela análise das provas colhidas na fase policial, restou apurado de que há indícios de que o empresário Walter André Gomes Neto seja receptador habitual de combustíveis e que utiliza sua rede de postos para cometer delitos desta natureza.

“Mantendo o réu em liberdade poderia ele facilmente se esquivar da aplicação da lei penal, tendo em vista que sua conduta demostra hierarquia e comando sobre a atividade dos demais agentes, os quais estão custodiados”, escreveu o juiz ao decretar a prisão do empresário com base no crime de receptação qualificada.

OUTRO LADO

O advogado criminalista Jair Moura, que defende o empresário, disse ao Regional Press que vai entrar com pedido de revogação da prisão preventiva. “Vou pedir que seja arbitrada fiança, pois o crime que lhe é imputado permite recolhimento de fiança”, disse o advogado.

“Subsidiariamente será impetrado habeas corpus para o Tribunal de Justiça, pela falta de fundamentação válida para a decretação da prisão preventiva, havendo somente ilações abstratas acerca da gravidade do delito, desta forma, a prisão preventiva está sendo usada como antecipação de eventual pena o que, obviamente, é inadmissível”, considerou o advogado. Moura disse que o seu cliente deve se apresentar à Justiça nos próximos dias.

Notícia Relacionada:

Três presos em investigação de roubo de combustível têm prisão preventiva decretada

Deixe sua opinião

Continue Lendo

FLAGRANTE

Irmãos são presos por tráfico, associação ao tráfico e receptação em Araçatuba

Fabio Shiz

Publicado

em

Dois irmãos, de 18 e 21 anos, foram presos por policiais militares da Força Tática no final da tarde deste domingo no bairro Primavera, zona norte de Araçatuba, acusados de tráfico de drogas, associação ao tráfico e receptação. Com eles os PMs encontraram drogas, material para embalar entorpecentes e uma moto que era produto de furto.

Os militares tinham a informação de que os dois irmãos estaria praticando tráfico de drogas na avenida Dois de Dezembro, na residência de um deles. Ao se deslocarem ao local, encontraram a casa fechada. Em seguida foram até o imóvel da mãe dos mesmos, que fica na rua Francisco Alves, onde os acusados estavam.

Ao serem questionados, os irmãos disseram que não havia nada de ilícito na casa, e ainda disseram que os policiais poderiam entrar para averiguar. Já no primeiro cômodo encontraram uma moto Honda Titan, azul, cuja placa não batia com o número do chassi, e após consulta, constataram que o veículo era produto de furto ocorrido no dia 15 de fevereiro.

Em seguida os policiais foram até a casa de um dos acusados, na avenida Dois de Dezembro. Ele negou ter entorpecentes no imóvel e disse que os policiais poderiam verificar. Na mesa da cozinha havia um rolo de filme plástico utilizado para embalar maconha, e um forte cheiro da droga.

Durante a revista um dos irmãos acabou revelando que havia droga escondida no muro. Os PMs localizaram uma sacola com 20 porções pequenas de maconha, embaladas no mesmo tipo de plástico encontrado na cozinha do imóvel.

Diante das evidências a dupla foi levada ao plantão policial onde o delegado registrou o flagrante e pediu a conversão para prisão preventiva. Nesta manhã eles seriam encaminhados para audiência no fórum.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

COVARDIA

Homem com faca invade casa da ex e tenta manter relação sexual a força

Fabio Shiz

Publicado

em

Um carpinteiro de 48 anos foi preso em flagrante na noite deste domingo após ameaçar a ex-companheira, uma cabeleireira de 39 anos, para tentar manter relação sexual a força. Os policiais chegaram no local, no Jardim Atlântico, zona norte de Araçatuba, e encontraram o acusado com uma faca na cintura.

Os PMs faziam patrulhamento quando foram acionados para atender uma ocorrência no Jardim Atlântico, onde estaria ocorrendo uma desinteligência no âmbito familiar. Ao chegar no local encontraram o portão aberto e mesmo anunciando a chegada, ninguém saiu para atender.

Os policiais viram o momento em que o acusado fugiu para o quintal do imóvel na tentativa de fugir, mas não conseguiu pular o muro dos fundos. Ele estava nervoso e teve de ser dominado. O acusado portava uma faca na cintura.

A ex-companheira dele disse que foi casada durante nove anos e há três anos está separada, mas o homem frequentemente aparece e faz ameaças. Desta vez ele entrou no salão de beleza que fica em frente ao imóvel, de onde teve acesso à residência. Armado com a faca ele passou a xingar a ex-muher e fazer ameaças de morte tentando manter relação sexual com ela.

O acusado foi levado para a delegacia onde o delegado plantonista arbitrou fiança no valor de R$ 2 mil. Como ele não pagou, ficou preso à disposição da Justiça e passaria por audiência de custódia.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

TRAGÉDIA

Homem morre em acidente entre carro e carreta carregada de leite

Condutor do carro estaria conduzindo o veículo em ziguezague e teria invadido a pista contrária, provocando a colisão frontal
Alessandra Nogueira

Publicado

em

Com a colisão, um dos tanques da carreta tombou espalhando leite pela via, que precisou ser interditada - Site Papparazzi News

Um homem morreu em um acidente entre um caminhão carregado de leite e um veículo Gol, na ponte sobre o Rio Tietê que liga Pereira Barreto a Andradina, na vicinal Dorival Silva Louzada. O caso aconteceu no final da tarde deste domingo (17).

O motorista da carreta, que transportava leite de Monte Castelo (SP), região de Dracena, para Patrocínio Paulista (SP), disse à polícia que não teve condições de evitar o acidente porque o veículo seguia em ziguezague e teria invadido a pista contrária, provocando a colisão frontal.

O carro ficou prensado entre a carreta e uma das laterais da ponte. Por pouco os dois veículos não caíram no rio. O motorista ficou preso entre as ferragens e morreu na hora. O condutor da carreta não ficou ferido.

Com a colisão, um dos tanques do caminhão tombou na via, espalhando grande quantidade de leite. Parte da pista teve de ser interditada. A polícia vai investigar as causas do acidente.

 

 

 

 

 

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS