Fique Conectado

JULGAMENTO

Mulher acusada de degolar o filho bebê e esconder o corpo vai a júri popular em Rio Preto

Andressa Breijas Molina, de 25 anos, foi presa em flagrante e responde por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Caso foi em fevereiro de 2017.

Publicado

em

Anunciante

A camareira acusada de matar o filho recém-nascido e ocultar o cadáver da criança vai a júri popular. O caso foi em fevereiro de 2017, no Parque Industrial, em São José do Rio Preto (SP).

A decisão foi divulgada pelo Diário Oficial da Justiça nesta quinta-feira (13) e o julgamento está marcado para o dia 25 de outubro.

AnuncianteClínica Fornari

Após o crime, Andressa Breijas Molina, de 25 anos, foi presa em flagrante e responde por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Na época, a mulher ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para dizer que estava com contrações e tinha entrado em trabalho de parto, segundo a polícia.

A ambulância foi até o local e a mulher entregou aos atendentes do Samu um saco plástico preto com a placenta e disse que a criança não havia nascido. Desconfiados, os socorristas acionaram a polícia.

Ao entrar na casa, os policiais perguntaram sobre o bebê e a mulher disse que o havia jogado em um ralo. A mãe ainda se recusou a deixar os policiais entrarem no quarto, mas a polícia forçou a entrada e encontrou o bebê morto, com um corte de faca no pescoço, debaixo da cama.

Ela foi levada para o plantão policial e presa em flagrante. A mulher disse à polícia que é homossexual e que a gravidez foi resultado de um estupro na família e que, por isso, teve esta atitude.

Para as amigas, a suspeita disse que sua barriga estava grande devido a um mioma.

Faca usada no crime foi apreendida pela polícia em Rio Preto — Foto: Divulgação/Polícia Militar/Arquivo

Deixe sua opinião

G1
Anunciante

Investigação

Ex-vereador é preso com armas em Avanhandava

Publicado

em

Armas sem registro apreendidas com ex-vereador de Avanhandava em ação do GOE da Polícia Civil

O ex-vereador de Avanhandava, Freu Vargas, 58 anos, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo na manhã desta terça-feira (18) durante cumprimento de mandado de busca e apreensão realizado por policiais civis do GOE (Grupo de Operações Especiais) de Araçatuba.

A ação ocorreu na casa do ex-vereador, em Avanhandava, durante uma investigação de crime de calúnia. Os investigadores apreenderam celulares, tablet e um computador que serão encaminhados para perícia.

AnuncianteClínica Fornari

Durante as buscas, foram encontradas duas armas de fogo sem registro, além de munições. Diante da situação, o ex-vereador seria autuado em flagrante na delegacia da Polícia Civil.

O caso será encaminhado à Justiça para audiência de custódia. Vargas foi candidato a prefeito de Avanhandava na eleição de 2016, mas não conseguiu se eleger.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Interior de SP

Justiça acata pedido do MP e decreta prisão de homem que feriu PM em Palestina

Publicado

em

Atendendo a pedido apresentado pelo promotor de Justiça de Palestina, Gustavo Myiazaki, a Justiça decretou, nesta segunda-feira (17/9), a prisão preventiva de Valdinei Molina Junior, que feriu duas pessoas usando a arma de um policial militar.

Molina Junior foi abordado pela polícia na última sexta-feira ao dirigir automóvel pelo município paulista sob efeito de bebida alcoólica. Durante a aproximação, o homem se apossou da arma de fogo do PM que atendia a ocorrência e atirou contra ele, atingindo o rosto do policial.

AnuncianteClínica Fornari

Os disparos, feitos na direção de clientes do posto de combustível, acabaram ferindo mais uma pessoa. Frequentadores do local imobilizaram o indivíduo e retiraram a arma de fogo de suas mãos.

Detido, Molina Junior foi levado à audiência de custódia, recebendo do Juízo a liberdade provisória, com aplicação de medidas cautelares diversas da prisão. Inconformada, a promotora de Justiça Ana Beatriz Pravuni Costa Silveira, que atuou na audiência, recorreu contra a decisão judicial.

Ao reforçar o pedido para decretação da prisão preventiva, Myiazaki alegou que, existe o risco de, em liberdade, Molina Junior voltar a delinquir, ressaltando que o homem é suspeito de ter praticado tentativas de homicídio contra duas pessoas, entre elas um policial militar.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Ação policial

TOR apreende 22 mil maços de cigarros após perseguição em Penápolis

Publicado

em

Condutor do veículo tentou fugir em alta velocidade mas foi seguido, abordado e preso na área urbana do município.

Policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) apreenderam na madrugada desta terça-feira (18) uma caminhonete com placas de Paranavaí/PR carregada com 22,5 mil maços de cigarros no município de Penápolis, na região de Araçatuba.

AnuncianteClínica Fornari

Durante operação na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) no km 287, os policiais rodoviários deram ordem de parada a um condutor de uma Toyota/Hilux preta, que ao ver que seria abordado, empreendeu fuga em alta velocidade.

Os policiais iniciaram um acompanhamento e com apoio de viaturas de rádio patrulhamento da PM de Penápolis, conseguiram realizar um cerco e abordar a caminhonete na área urbana do município.

Durante a abordagem e vistoria no veículo, os militares encontraram grande quantidade de cigarros de várias marcas contrabandeados do Paraguai.

O motorista de 23 anos confessou aos policiais que teria sido contratado para levar o veículo com o contrabando da cidade de São Jorge/PR até São José do Rio Preto, e que pelo transporte receberia a quantia de R$ 700.

Diante dos fatos, o homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado a delegacia da Polícia Federal, em Araçatuba, onde após ser ouvido pelo delegado, foi autuado em flagrante por contrabando.

Ele permaneceu a disposição da justiça e será apresentado em audiência de custódia no fórum local.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

santa catarina

Casaco fica preso na porta de ônibus e adolescente morre após ser arrastada

Publicado

em

Adolescente de 15 anos morreu em SC depois de ter sido arrastada por ônibus. — Foto: Reprodução/Facebook

Uma adolescente de 15 anos morreu no fim da manhã desta segunda-feira (17) após ser arrastada por cerca de dois quilômetros por um ônibus escolar na zona rural de Caibi, no Oeste catarinense. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é de que o casaco de Samanta Melissa Cansi tenha ficado preso à porta. O motorista do veículo foi preso em flagrante por homicídio culposo no trânsito.

Conforme a PM, o ônibus pertence à Prefeitura de Caibi. A Secretaria Municipal de Educação disse que não havia ninguém que pudesse falar sobre o assunto na tarde desta segunda.

AnuncianteClínica Fornari

Segundo os policiais, apenas um aluno estava no coletivo e ele dormia na hora do ocorrido. E o motorista não teria percebido o acidente. Garoava no momento e o veículo trafegava por uma estrada de chão.

À polícia, os pais da menina disseram que estranharam a demora da estudante em voltar para casa e ligaram para o motorista, que informou tê-la deixado no ponto próximo à residência da família.

Os pais foram ao local, segundo a PM, e não a encontraram. Depois, o corpo foi achado por eles e pelos avós, com múltiplas fraturas, a cerca de dois quilômetros do ponto de ônibus. Em estado de choque, os familiares foram levados para um hospital.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998