Connect with us

Investigação

Nicarágua anuncia prisão de suspeito de matar estudante brasileira

Publicado

em



polícia da Nicarágua anunciou a prisão, nesta sexta-feira (27), de um homem suspeito na morte da brasileira Raynéia Gabrielle Lima, de 31 anos. Estudante de medicina, ela foi atingida por disparos na noite da segunda-feira (23), no sul de Manágua, capital do país, no momento em que seguia de carro do hospital em que trabalhava para sua residência.

“Foi capturado Pierson Gutiérrez Solís, de 42 anos, suposto autor dos disparos que tiraram a vida da cidadã”, informou a nota divulgada pela polícia. Ainda conforme o texto, as evidências contra o detido “serão remetidas às autoridades competentes”.

A Nicarágua vive uma onda de protestos desde abril, em que manifestantes pedem a renúncia do presidente Daniel Ortega. Ele tem respondido com violência aos atos, e mais de 360 pessoas já foram mortas.

 

Pressão

O anúncio da prisão do suspeito ocorreu após o governo brasileiro, por meio do Ministério das Relações Exteriores, criticar a falta de informações sobre a morte da jovem.

“As informações entregues até agora são extremamente insuficientes. Quem foi? Qual era o calibre da arma? Em que circunstâncias ocorreu? Não houve até agora um esclarecimento desse episódio e vamos insistir porque nos parece um assunto absolutamente inaceitável”, enfatizou o ministro Aloysio Nunes.

Amigos da estudante dizem que o tiro que a matou foi disparado por um grupo de paramilitares. “É preciso dizê-lo, os paramilitares que estavam na casa de Chico López foram os que dispararam”, afirmou o reitor da Universidade Americana (UAM), Ernesto Medina.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998