Oi, o que você está procurando?

Javalis Selvagens

Marinha tailandesa posta homenagem a mergulhador que morreu durante resgate

A Marinha tailandesa publicou um vídeo em sua página do Facebook, neste sábado, para homenagear o trabalho do mergulhador Saman Kunan, de 38 anos, ex-membro da unidade de elite que morreu enquanto trabalhava no resgate dos 13 Javalis Selvagens.

“Nós somos todos convidados a enviar o Tenente Comandante Saman Kunan para o céu hoje. Sua dedicação será lembrada para sempre!”, escreveu a Marinha na publicação.

Por cerca de quatro minutos, o vídeo mostra uma fala do mergulhador, que deu sua vida para que os 12 meninos do time de futebol e seu ténico fossem retirados em segurança da caverna de Tham Luang, na província de Chiang Rai. Depois entra uma música tailandesa, enquanto aparecem imagens de Kunan, a maioria em preto e branco.

พิธีต้อนรับหน่วยซีลที่อู่ตะเภาWelcome Home Ceremony

Posted by Thai NavySEAL on Thursday, July 12, 2018

Os meninos, com idades entre 11 e 16 anos, ficaram presos em um complexo de cavernas por 17 dias após fortes chuvas atingirem a província de Chiang Rai, no Norte do país. Eles passaram nove dias isolados até serem encontrados por dois mergulhadores britânicos.

A Marinha tailandesa contou com a ajuda de voluntários estrangeiros para realizar uma complexa operação de resgate, que durou vários dias.

Os médicos que cuidam dos jovens Javalis Selvagens informaram que eles deverão deixar o hospital na próxima quinta-feira. A equipe médica oferecerá apoio psicológico para que o grupo consiga lidar com a exposição da história na mídia e o grande interesse que sua história despertou em todo mundo.

“Os 13 ‘Javalis Selvagens’ estão em boa condição física e tem bom ânimo”, afirmou neste sábado o ministro da Saúde Pública, Piyasakol Sakolsattayatorn. “Eles receberão alta a princípio na quinta-feira”.

Em um vídeo divulgado pelo Ministério da Saúde, os meninos agradeceram pelo esforço de todos que trabalharam para que eles fossem resgatados. Eles também contaram o que mais desejam comer quando saírem do hospital. Em geral, pediram arroz cozido no vapor, carne de porco crocante frita, porco vermelho assado, sushi, bife e até mesmo pratos de uma rede de fast-food.

Os meninos e seus pais receberam aconselhamento para que passem a maior parte do tempo com a família e os amigos e não deem entrevistas, pois isso poderá causar sintomas de estresse pós-traumático.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!