Fique Conectado

REDES SOCIAIS

Solange Almeida exibe celulites e desabafa: ‘Essa mulher sou eu’

A cantora lamentou as cobranças que sofre

Publicado

em

© Divulgação
Anunciante

Solange Almeida usou seu Instagram para levantar questionamentos sobre a cobrança do corpo perfeito, que tanto ela quanto muitas mulheres, famosas ou não, sofrem.

“Em resposta a uma seguidora que me perguntou sobre as meias que eu estava usando, impressionante foi a repercussão que deu. Totalizou dezenas de posts e centenas de comentários positivos e negativos. Aonde eu quero chegar? – Que existe uma cobrança muito forte das pessoas. Se eu não usasse meias nos shows, logo apareceriam as juízas de plantão especialistas em redes sociais com adjetivos pejorativos, como ‘sem NOÇÃO’, ‘flácida’ ou “Ela está passando vergonha no crédito em 10x…” Uso meias no palco da mesma forma que vc acha essencial sair para uma balada com cabelos escovados e maquiada. Faz parte da minha arte, do personagem do palco, totalmente o contrário do meu dia-a-dia que me faz ser aquela mulher natural!! Ainda há gente que diz que as meias saíram de moda! Ah meu bem, tanta coisa que saiu de moda e muita gente ainda usa, inclusive essa ditadura da beleza”, desabafou a cantora, destacando que as cobranças vê, muitas vezes, das próprias mulheres.

“Eu já desencanei há um tempão sobre isso, VC NUNCA SERÁ PERFEITA pra ninguém. Meias apenas me dão sustentação e segurança. Pra finalizar, quero dizer que eu me amo com minhas estrias, celulites e flacidez. E me sinto tão linda quanto a Sol do passado, que era obesa com 120kg e três partos na conta (claro que dei uma recauchutada e nunca neguei!), mas depois de tanta coisa que a vida me ensinou, a mais importante foi a que um corpo lindo, uma pessoa perfeita, é aquele que tem uma mulher feliz dentro dele. E ESSA MULHER SOU EU!”, finalizou a artista.

Solange Almeida tem 43 anos e segue carreira solo desde que deixou a banda Aviões do Forró, da qual era líder e vocalista.

Filipe Fornari

Em resposta a uma seguidora que me perguntou sobre as meias que eu estava usando, impressionante foi a repercussão que deu. Totalizou dezenas de posts e centenas de comentários positivos e negativos. Aonde eu quero chegar? – Que existe uma cobrança muito forte das pessoas. Se eu não usasse meias nos shows, logo apareceriam as juízas de plantão especialistas em redes sociais com adjetivos pejorativos, como ‘sem NOÇÃO’, ‘flácida’ ou “Ela está passando vergonha no crédito em 10x…” Uso meias no palco da mesma forma que vc acha essencial sair para uma balada com cabelos escovados e maquiada. Faz parte da minha arte, do personagem do palco, totalmente o contrário do meu dia-a-dia que me faz ser aquela mulher natural!! Ainda há gente que diz que as meias saíram de moda! Ah meu bem, tanta coisa que saiu de moda e muita gente ainda usa, inclusive essa ditadura da beleza. Eu já desencanei há um tempão sobre isso, VC NUNCA SERÁ PERFEITA pra ninguém. Meias apenas me dão sustentação e segurança. Pra finalizar, quero dizer que eu me amo com minhas estrias, celulites e flacidez. E me sinto tão linda quanto a Sol do passado, que era obesa com 120kg e três partos na conta (claro que dei uma recauchutada e nunca neguei!), mas depois de tanta coisa que a vida me ensinou, a mais importante foi a que um corpo lindo, uma pessoa perfeita, é aquele que tem uma mulher feliz dentro dele. E ESSA MULHER SOU EU! #estrias #celulite #flacidez #exobesa #quase44 #mulher #solangealmeida #solalmeida #sol #sun #singer #abencoadademaisprareclamar #donadaporratoda #segundosol #cozidodapatroa #forró #euusomeias

Uma publicação compartilhada por Solange Almeida (@solalmeidaa) em

Deixe sua opinião

Noticias ao Minuto
Anunciante

No Domingo

Espetáculo une mágica e elementos da cultura japonesa no Sesc Birigui

Publicado

em

“Wakatta” significa “entendi” na língua japonesa. A palavra foi escolhida pelo mágico Célio Amino para dar nome ao espetáculo que ele apresenta neste domingo, dia 22, às 16h, no Teatro do Sesc Birigui. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados na bilheteria do local a partir das 15h.

O personagem Amino-san não fala português, mas todos o entendem. Neste caso, a língua não é barreira para a apreciação dos números de ilusionismo feitos por ele. Em cena, a diferença de idiomas, paradoxalmente, se torna no palco uma forma criativa de mostrar as possibilidades de comunicação.

Ao lado de sua assistente de palco, o mágico manuseia, por exemplo, objetos coloridos e realiza números com a ajuda de artifícios tecnológicos, além de interagir com a plateia. O espetáculo faz ainda referências a elementos da cultura japonesa, como o mangá Naruto, o Wazuma (ou Tezuma, ilusionismo tradicional japonês) e os teatros tradicionais Kabuki e Nô.

No mesmo dia, das 10h às 12h, Célio Amino ministra a oficina “Mágica de Aprender”, na Área de Convivência do Sesc Birigui. A atividade aborda números de mágica para iniciantes, ensinando aos principais conceitos por trás dos efeitos, e é voltada a crianças e adultos com a partir de 7 anos. Não é necessário fazer inscrição antecipadamente.

Filipe Fornari

Carreira

Amino teve os primeiros contatos com mágica aos seis anos, tornando-se mágico profissional há mais de duas décadas. Formado em física na USP, é fundador da empresa Magicorp e protagonista também do espetáculo “Além da Mágica”.

Serviço

Espetáculo “Wakatta”
Dia 22, domingo, às 16h
Teatro Sesc Birigui
(Rua Manoel Domingos Ventura, 121, Vila Xavier)
Grátis – Retirada de ingressos com 1h de antecedência

Oficina “Mágica de aprender”
Dia 22, domingo, das 10h às 12h
Área de Convivência – Sesc Birigui
A partir de 7 anos
Grátis

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Rede

Facebook endurece regras para usuários com menos de 13 anos

Publicado

em

Embora as políticas do Facebook não permitam contas com menos de 13 anos, a rede social está repleta de crianças. Isso ocorre porque muitas mentem a data de nascimento no momento do cadastro. O bloqueio do perfil até ocorre, mas é preciso que alguém denuncie.

Agora, de acordo com o UOL, O Facebook quer endurecer estas regras, com um bloqueio mais “proativo” das contas. Assim, os revisores da companhia serão orientados a bloquear temporariamente qualquer conta que eles suspeitem ser de alguém com menos de 13 anos. Caso a pessoa queira recuperar o perfil, será preciso mostrar um documento de identificação com foto.

“Temos trabalhado para atualizar a orientação dos revisores para restringir qualquer conta que encontrarem se tiverem uma forte suspeita de pertence a um menor de idade”, afirmou a empresa em um comunicado publicado na terça-feira (17).

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

mato grosso

Mecânico transforma Uno 2002 em ‘Lamborghini’: ‘Sonho realizado’

Publicado

em

'LamborgUno' (Foto: Arquivo Pessoal)

Um morador transformou o carro dele, um Uno 2002, em uma “Lamborghini” e virou atração na cidade de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Apaixonado por carros esportivos desde criança, Edimar Souza Goulart, de 28 anos, trabalha como mecânico e pintor.

Ao G1, ele contou que sempre teve o sonho de comprar um carro esportivo, no entanto, não tinha dinheiro para adquirir o modelo que desejava.

A transformação do Uno durou quase um ano e ainda está em fase de finalização. Ele afirma que fez o trabalho sozinho, mas ainda não dirige o “LamborgUno” pela cidade, apenas no Bairro Cidade de Deus 1, onde vive.

Edimar Goulart construiu um ‘LamborgUno’ (Foto: Arquivo Pessoal)

A adaptação foi feita utilizando materiais simples, como isopor e massa acrílica. Ele explicou que o Uno foi comprado em 2016 por R$ 9 mil e que já investiu R$ 3 mil para a reforma sonhada.

Filipe Fornari

Uma “Lamborghini” original, modelo Aventador – tipo do carro que o morador se inspirou – tem o custo aproximado de R$ 3 milhões no Brasil e acelera de 0 a 100 km em 2,9 segundos, chegando à velocidade máxima de 350 km/h.

O carro de Edimar é um pouco mais modesto: o Uno 2002 acelera de a 0 a 100 km/h em 15,2 segundos e chega a velocidade máxima: 151 km/h. Atualmente o veículo está avaliado em R$ 10,5 mil.

Por enquanto, ele ainda não alterou o motor do sonhado carro.

No início de 2017, Edimar começou a desenhar as peças que precisava para modificar e dar vida ao “LamborgUno”. O carro adaptado foi construído com isopor, chapas de alumínio, além de cantoneiras e massa acrílica.

O interior do veículo modificado ainda pertence ao Uno original, no entanto, as rodas e o volante do carro foram trocados por peças esportivas. Foi o primeiro carro que ele ‘construiu’.

Edimar disse que o carro ainda deve ser coberto com fibra de vidro nos próximos quatro meses para que fique resistente à poeira e água e para que possa dirigir pela cidade.

Segundo ele, o veículo é famoso na região onde mora e os vizinhos sempre pedem para tirar fotos com o carro.

Uno antes de ser transformado em ‘LamborgUno’ (Foto: Arquivo Pessoal)

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Tecnologia

MP investiga como YouTube trata dados de crianças brasileiras

Publicado

em

O YouTube se tornou alvo de investigação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Inicialmente, o órgão busca investigar e entender como a plataforma trata os dados de crianças brasileiras que usam o site ou aplicativo móvel do YouTube.

O inquérito civil público é conduzido pela Comissão de Proteção dos Dados Pessoais e se baseia no Código de Defesa do Consumidor, que proíbe que companhias se aproveitem da ignorância ou fraquezas de consumidores decorrentes da idade.

Nos Estados Unidos, a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) instaurou investigação semelhante. Em abril deste ano, associações americanas, 23 no total, que defendem os direitos digitais e de proteção da infância, alegavam que o YouTube coletava dados pessoais de crianças e os utilizava com fins publicitários.

Segundo o MPDFT, conteúdos rotulados como “para crianças” na plataforma (a partir de uma busca em seu sistema interno) totalizam 16,7 milhões de vídeos. Contudo, os termos de serviço da plataforma afirmam que ela é voltada para pessoas com 18 anos ou mais.

Filipe Fornari

“Em qualquer circunstância, Você afirma ter mais de 18 anos, visto que o website do YouTube não é projetado para jovens menores de 18 anos. Se Você tiver menos de 18 anos, não deverá utilizar o website do YouTube. Você deverá conversar com seus pais sobre quais sites são apropriados para ele”, diz o texto dos termos de serviço do Youtube.

O promotor responsável, Frederico Meinberg, explica que o inquérito não visa averiguar os conteúdos, se adequação para crianças ou entrar em qualquer medida de retirada, mas avaliar como, a partir desse grande volume de vídeos disponíveis, a empresa coleta e usa dados de meninos e meninas para direcionar publicidade.

Na opinião de Meinberg, a possibilidade de coleta de informações e a consequente segmentação de anúncios se aproveitando das vulnerabilidades de crianças sem a supervisão dos pais ou responsáveis traz uma série de discussões.

Na avaliação do coordenador do programa Prioridade Absoluta do Instituto Alana, Pedro Hartung, a ação é importante, pois já há diversos mecanismos na legislação brasileira que limitam ou proíbem a coleta e o tratamento de dados de crianças da forma como o YouTube faz, como o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Marco Civil, o Código de Defesa do Consumidor e o Código Civil.

Além destes, a recém-aprovada Lei de Proteção de Dados, que deve ser sancionada nas próximas semanas, estabelece que a coleta de dados de crianças com até 12 anos só pode ser feita com consentimento de pelo menos um dos pais ou responsáveis e que o tratamento deve levar em conta o melhor interesse desse menino ou menina.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS