Oi, o que você está procurando?

Birigui

Vídeo mostra prisão de comerciante responsável por traçar rotas de fuga no roubo da Protege

Comerciante de Birigui é apontado como responsável por ajudar na logística da quadrilha que assaltou a Protege de Araçatuba; assista o momento da prisão dele

Apontado como o responsável por traçar rotas de fuga e alugar casa e rancho para dar suporte à quadrilha que assaltou a empresa Protege de Araçatuba, o comerciante Sergio Manoel Ramos, 45 anos, foi um dos presos, em Birigui, na operação Homem de Ferro, realizada na quinta-feira (28) para prender criminosos envolvidos no mega-assalto de R$ 10 milhões, ocorrido em outubro do ano passado.

Sergio foi preso por policiais do GOE (Grupo de Operações Especiais) na casa dele. Imagens obtidas pelo Regional Press mostram o momento da prisão do acusado logo de manhã. Assista:

O comerciante tem um bar na cidade, que também foi alvo de cumprimento de mandado de busca e apreensão. Lá, os policiais encontraram uma máquina caça-níquel.

Na operação foram cumprid os 24 mandados de prisão e 147 de busca e apreensão em São Paulo e, simultaneamente, nos Estados do Mato Grosso do Sul, Goiás, Piauí e Minas Gerais.

Após nove meses de investigação, por meio da Delegacia Seccional de Araçatuba, a ação foi realizada para cumprir as ordens judiciais e prender criminosos especializados em roubo as empresas de valores.

Foram cumpridos 16 mandados de prisões temporárias e todos os de busca e apreensão. Outras seis pessoas foram presas em flagrante.

O início das apurações ocorreu após o roubo a um prédio de uma transportadora em Araçatuba, no final do ano passado, no qual uma quadrilha estava na posse de arsenal de guerra e explodiu o edifício, levando R$ 10 milhões.

Na ocasião, o policial civil André Ferro foi morto a tiros. O nome da operação é em alusão ao sobrenome do policial, que atuava no GOE de Araçatuba.

A polícia identificou a maneira como os criminosos realizaram o roubo e solicitaram à Justiça a expedição de mandados de prisão e de busca domiciliar. Ao longo da ação, foram apreendidos mais de oito quilos de crack, cocaína e maconha e seis tubos de lança-perfume.

Além dos entorpecentes, foram recolhidos quatro revolveres, uma pistola, uma espingarda e 60 munições calibre 44. Também foram apreendidos R$ 45,9 mil, grande quantidade de produtos receptados de cargas roubadas e oito veículos utilizados por organizações criminosas.

Um dos automóveis possui um fundo falso usado para o transporte de armas. Todos eles serão periciados para constatar outras possíveis irregularidades. A operação contou com o empenho de 600 agentes e 150 viaturas, além do helicóptero pelicano da Polícia Civil.

Leia mais sobre o assalto:

https://www.rp10.com.br/2017/10/16/bandidos-assaltam-protege-matam-policial-e-atacam-quartel-da-pm-em-aracatuba/

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!