CONECTE CONOSCO

Gastronomia

Pão na chapa perfeito: 4 dicas incríveis

Para começar bem o dia: confira as nossas dicas para preparar um pão na chapa perfeito!

Publicado em



O pão na chapa é um clássico do café da manhã brasileiro. Crocante por fora, macio por dentro e com aquela manteiga derretida deliciosa, ele é a maneira certa de começar bem o dia! Mas, assim como o misto-quente, parece que a gente nunca consegue acertar no preparo em casa e ele nunca fica igual ao da padaria. Por isso, o TudoGostoso vai te mostrar 4 dicas infalíveis para fazer o pão na chapa perfeito ! Confira abaixo!

Dicas para o pão na chapa perfeito

O pão

O primeiro passo para fazer um pão na chapa perfeito é, claro, escolher o tipo de pão . Existem muitos tipos e muitas pessoas gostam de preparar com pão de forma, pão integral e pão tipo baguete. Mas vamos combinar: nada se compara ao pão francês (também conhecido comopão de sal ). Por isso, o ideal é usar o pão francês bem quentinho. Vai preparar o pão na chapa no café da manhã? Dá aquela corrida na padaria rapidinho para ter um pão fresquinho. Além disso, nada de retirar o miolo, viu? Ele faz toda a diferença no pão na chapa!

Parece até bobagem, mas a faca faz toda diferente na hora de cortar um pão. Escolha uma faca mais afiada possível e deixe de lado a faca do chef: para o pão, o melhor é uma faca de serra. Se você usar outro tipo ou uma faca cega, você pode acabar esfarelando a casca ou desmontando seu pão todinho.

 

A manteiga

Assim como o pão, escolher uma manteiga de boa qualidade pode fazer toda a diferença. E use-a em temperatura ambiente: quando gente tenta passar a manteiga gelada no pão, ela não espalha direito e a gente acaba danificando o pão.

Por isso, deixe que ela fique em ponto de pomada. Na hora de passar, escolha as costas de uma colher ou uma espátula bem pequena, que não irá arrancar pedaços do miolo.

O fogo

O pão na chapa das padarias não é feito na sanduicheira elétrica: como o próprio nome diz, ele é feito na chapa. Mas se você não tem uma chapa em casa, não tem problema! Dá para adaptar, sim, na hora de preparar o pão na chapa perfeito. Utilize uma frigideira grossa.

Coloque o pão, sem manteiga, para dourar. Se preferir mais crocante, deixe em fogo médio para alto. Se prefere mais branquinho, deixe em fogo baixo. Assim que ele começar a dourar, adicione manteiga nos dois lados do pão e volte com ele para a frigideira quente, com o fogo desligado. Depois é só aproveitar!

Dica bônus: para fazer um pão na chapa diferente, use temperos frescos como pimenta-do-reino moída na hora, orégano ou manjericão.


Deixe sua opinião

Fonte: Tudo Gostoso/ Terra
Anunciante

MÚSICA

“Batucando Araçatuba” reúne 200 músicos tocando juntos em uma grande orquestra de rock and roll

Publicado em

Evento será neste sábado (25), na Praça Rui Barbosa, das 18h às 19h30; no ano passado, cem músicos tocaram juntos (foto)

A sétima edição do Batucando Araçatuba: Orquestra do Rock irá reunir cerca de 200 músicos tocando juntos, neste sábado, às 18h, na Praça Rui Barbosa. O número é o dobro dos participantes no ano passado, quando cem músicos executaram seus instrumentos ao mesmo tempo.

Este ano, a expectativa é de ter dez músicos no vocal; 15 no contrabaixo; 50 na guitarra; 90 na bateria e 30 no cajón, conforme o idealizador e organizador do evento, músico Daniel Freitas.

O repertório foi escolhido por votação. Serão interpretadas 14 músicas conhecidas do grande público, dos gêneros pop e rock and roll, em uma hora e meia de apresentação.

Dentre elas, “Na Moral”, de J. Quest; “Te levar daqui”, de Charlie Brown Júnior; “Radio Gaga (Queen); “Vou deixar” (Skank); “Beat It” (Michael Jackson) e “Breaking all the rules” (Peter Frampton).

Os músicos que desejarem tocar no evento devem chegar com duas horas de antecedência do início do show para montar os instrumentos e “sentir o som”, segundo Freitas.

Para participar do evento, é preciso entrar em contato com o organizador (997720792). A orientação é que se conheça o repertório para que a execução das músicas não seja prejudicada.

CELEBRAÇÃO DOS TAMBORES

A primeira edição do Batucando Araçatuba foi em 2013. Até 2017, o evento foi um grande encontro de bateristas e cajoneiros, que eram acompanhados de uma banda de apoio no palco.

No ano passado, o formato mudou, abrindo espaço também para guitarristas, baixistas e cantores, formando uma grande orquestra de rock. O evento é considerado pioneiro no Brasil.

“Aqui são comuns os encontros de baterias”, diz Freitas, destacando que a inspiração para formar uma grande orquestra de rock and roll veio da Europa.

FORMAÇÃO

Além de proporcionar uma grande celebração entre os músicos, o Batucando Araçatuba também é voltado para a formação, com a realização de workshops e cursos. Este ano, as atividades foram realizadas em Birigui, Buritama, Penápolis e Guararapes.

Em Araçatuba, o baterista Cuca Teixeira (que toca com Fábio Jr. e Maria Rita, entre outros artistas) realizou workshop no Teatro Alcides Jorge para dezenas de participantes. Nesta sexta-feira, Cuca dará um show em O Quintal Cultural, a partir das 21h, com os músicos Marcelo Santiago e Fernando Barbosa.

GUITARRA

Neste sábado (25), pela manhã, o guitarrista Mauro Hector, que acompanhou o cantor Guilherme Arantes e tem participação em discos de vários artistas, ministrará aulas individuais na escola de música DTune, em Araçatuba. À tarde, ele estará no Batucando Araçatuba, na Rui Barbosa.

No domingo (26), haverá um workshop com Mauro Hector, a partir das 16h, com participação gratuita, em O Quintal Cultural. Não é preciso se inscrever. No mesmo dia e local, às 21h, o músico se apresenta com a Banda Fast Fusion (formada pelos araçatubenses Daniel e Cristian Freitas e Henrique Pereira), para interpretar standards do jazz.

O Batucando Araçatuba: Orquestra de Rock tem o apoio da Poiesis Oficinas Culturais, Escola de Música DTune e Prefeitura de Araçatuba.

SERVIÇO

Batucando Araçatuba: Orquestra do Rock

Neste sábado (25), das 18h às 19h30, na Praça Rui Barbosa, em Araçatuba (SP)

Gratuito


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Bastidores da TV

Repórter que acusou Datena de assédio sexual é diagnosticada com estresse pós-traumático

Publicado em

A jornalista Bruna Drews, que acusou o apresentador José Luiz Datena de assédio sexual em janeiro deste ano, informou nas redes sociais que foi diagnosticada com estresse pós-traumático grave.

Segundo o site Notícias da TV, do UOL, a suposta tentativa do apresentador teria provocado na repórter uma profunda crise de depressão e ataques de pânico.

“Hoje, depois de muitos meses, eu me olhei no espelho e disse: ‘Chega! Vou lutar como nunca porque tudo passa e não vão conseguir me derrubar! Chega de dor e chega de medo!”, disse.

Bruna entrou com um processo trabalhista contra a Band, acusando a emissora de conivência com as atitudes do apresentador.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

BENDITA LÍNGUA

Os tropeços linguísticos de Sérgio Moro

Publicado em

O ministro Sérgio Moro andou tropeçando em duas palavras publicamente: cônjuge e rusgas. Falar “conje” no lugar de “cônjuge” pode ser resultado de um transtorno, produzindo a dificuldade na pronúncia das proparoxítonas; usar “rugas” no lugar de rusgas (desentendimento) é produto de pobreza vocabular.

Mas Sérgio Moro não foi o primeiro ministro a tropeçar na língua portuguesa, apesar de ser um magistrado. O presidente Lula errava muito o português culto, mas tinha a atenuante de ter ensino fundamental incompleto.

Há quem diga que os erros de Sérgio Moro no twitter são constantes, “sob” no lugar de “sobre”, além da redação confusa. Nesse quesito, ele está sendo mais perseguido do que Paulo Coelho.

O sindicalista Antônio Rogério Magri, ministro do Trabalho, governo Collor, inventou a palavra “imexível” na década de 90. Deu a maior repercussão entre os puristas. Na verdade, não era um erro, mas a criação de um neologismo, usando o sistema linguístico do próprio português: aplicação do prefixo de sentido negativo “i”.

Não há quem não tenha dado algum tropeço linguístico na vida, mas quando o erro é cometido por uma autoridade, com muitos inimigos, como o Moro, a repercussão é ampliada.

*Hélio Consolaro é professor de Português

SERVIÇO DE TIRA-DÚVIDAS (GRATUITO);

www.benditalingua.blogspot.com

benditalingua@gmail.com

WhatsApp: 18 99786 9445

 

 


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

EVENTO

Seca Club convida para flashback com o melhor do pop nacional e internacional

Publicado em

DJ Bill comandará o flashbach com sucessos dos anos 1970 até 2000 neste sábado no Seca Club - Foto: Divulgação

Ídolos do pop nacional como Kid Abelha, Lulu Santos, Tim Maia, Rita Lee e os internacionais Cyndi Lauper, Michael Jackson, Madonna, Bee Gees, Abba e muitos outros desfilarão neste sábado (25) no flashback “Eu quero ser feliz”, do Seca Club, a partir das 21h30. No comando dos inesquecíveis sucessos dos anos 1970, 80, 90 e 2000 estará o DJ Bill, que há dez anos anima festas em Araçatuba e região.

O evento deste sábado é uma realização do Sindicato dos Comerciários de Araçatuba (Sincomerciários), que tem o Seca Club como sede recreativa, com tradição em bailes nas noites de domingo. Esta experiência domingueira enche de expectativa a comissão de cultura do Sincomerciários, organizadora do flashback.

“Convidamos a todos que querem relembrar o passado e casais que engataram namoro curtindo sons que irão rolar neste sábado”, diz Benício Manoel dos Santos, da comissão de cultura.

O presidente do Sincomerciários, José Carlos dos Santos, esclarece que o Seca Club tem profissionais de apoio capacitados para garantir que os eventos transcorram dentro do previsto. O clube tem segurança externa para carros e motos. O salão de dança é climatizado.

Os ingressos adquiridos até as 16h de sábado custam R$ 15 e na portaria, R$ 20. Os associados ao Sincomerciários e estudantes pagam R$ 10. A mesa com seis lugares, com direito a uma tábua de frios, sai por R$ 210. Bebidas no bar/lanchonete serão à parte.

O Seca Club fica na rua Antônio de Godoy 729, no bairro Planalto, em Araçatuba. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (18) 3301-9374 ou (18) 3621-4428.


Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa