Fique Conectado

Araçatuba

Em megaoperação, polícia desvenda detalhes do assalto na Protege e desarticula quadrilha

Publicado

em

Delegado da DIG Antônio Paulo Natal durante coletiva de imprensa, em Araçatuba (Foto: Fábio Shiz)
Anunciante

A Polícia Civil deflagrou no início da manhã desta quinta-feira a Operação Homem de Ferro, que tem como objetivo prender criminosos especializados em roubo a empresa de transporte de valores. De acordo com o delegado Antônio Paulo Natal, titular da DIG, a investigação começou há nove meses após o mega-assalto ocorrido na Protege, em Araçatuba, em outubro do ano passado.

Um homem de 36 anos, identificado como André Luís Pereira da França, acusado de matar o policial civil André Ferro durante a ação, foi preso em Rio Claro.

AnuncianteClínica Fornari

Balanço parcial da polícia, divulgado no início da tarde, mostrava que 16 pessoas haviam sido detidas por meio de mandados de prisão, além de outras seis em flagrante.

Um homem foi preso em flagrante durante a operação, por porte de entorpecente, e dois mandados de prisão foram cumpridos em Birigui.

Os policiais também apreenderam cocaína, crack, maconha e lança perfume, além de quatro revólveres, uma pistola, uma espingarda e 60 cápsulas de calibre 44.

Foram apreendidos até o início da tarde R$ 45,9 mil em dinheiro, além de grande quantidade de carga roubada.

André Luís Pereira da França matou o policial civil em Araçatuba

As investigações iniciaram-se logo após o roubo à Empresa Protege de Araçatuba, ocorrido no início da madrugada do dia 16 de outubro de 2017, quando, criminosos na posse de arsenal de Guerra, explodiram o prédio da empresa de valores, subtraindo R$ 10 milhões e, simultaneamente, mataram um Policial Civil e atacaram com disparos de arma de fogo o Comando da Polícia Militar de Araçatuba (CPI-10).

 

 

Planejamento

Sede da Protege ficou destruída e policial civil foi morto durante o assalto. (Thiago Augusto/Regional Press)

Durante as investigações foi possível apurar como a Organização Criminosa, através de células compartimentadas, planejou e executou o roubo em Araçatuba.

As atuações de campo ocorrem de forma simultânea em todo o Estado de São Paulo (Capital, Grande São Paulo, Região de Campinas, Piracicaba, Rio Claro, Presidente Prudente e Araçatuba); além de outros Estados da Federação (Mato Grosso do Sul, Goiás, Piauí e Minas Gerais) e Penitenciárias.

Ao todo foram cumpridos 24 mandados de Prisões Temporárias e 147 Mandados de Busca e Apreensão e no momento participam da megaoperação em torno de 600 Policiais Civis; 150 viaturas, além do helicóptero Pelicano da Polícia Civil.

EDGARZINHO

Durante o trabalho de investigação, a Polícia Civil descobriu que o bando tinha ramificações e dividia os trabalhos, sendo que muitos integrantes que participaram da ação criminosa em Araçatuba não se conheciam.

O bando é composto por pessoas divididas em setores que atuam de forma independente, como os especialistas na aquisição dos carros blindados, que vieram só para trazer os veículos, os especialistas em explosivos, que agiram detonando as dinamites, além de pessoas responsáveis por obter informações privilegiadas e até mesmo o setor responsável por planejar a rota de fuga, sendo que um destes foi preso em Birigui.

Edgarzinho, que teve participação no primeiro roubo contra a protege em Araçatuba, em 1997, teria sido responsável por fazer os contatos e recepcionar parte do bando. Ele foi preso por tráfico dias antes do mega-assalto e durante as investigações a Polícia descobriu que o filho dele fez contato com os líderes da quadrilha na tentativa de receber a parte que teria dinheiro deste assalto.

De acordo com o delegado Antônio Paulo Natal, da DIG de Araçatuba, o bando gastou pelo menos R$ 1 milhão para realizar este assalto, contabilizando as viagens, aquisição dos carros blindados, armamentos e logística.

Assista a entrevista do delegado Paulo Natal:

Deixe sua opinião


Regional Press

RECUPEROU

Vítima localiza sua moto com ladrão após furto em Araçatuba

Publicado

em


Um desempregado de 39 anos foi preso em flagrante após ser flagrado pela própria vítima com a motocicleta que havia furtado na noite desta segunda-feira, no bairro Dona Amélia, em Araçatuba. Policiais militares foram acionados e conduziram o acusado à delegacia.

A PM recebeu a informação do furto da motocicleta e viaturas começaram a fazer o patrulhamento pela cidade, quando policiais militares foram informados que a própria vítima havia localizado o ladrão com a moto e o deteve, e estava aguardando a chegada dos policiais na rua Coronel Celso Guilherme de Souza, no bairro Dona Amélia.

AnuncianteClínica Fornari

A princípio o acusado negou o furto e disse que havia pego a moto emprestada, mas não soube dizer onde e nem quem havia lhe emprestado o veículo. Câmeras de segurança instaladas perto do local do furto registraram a ação do acusado, ficando evidente que foi o desempregado que havia cometido o furto. Ele foi levado a Central de Flagrantes e ficou à disposição da Justiça.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Investigação

Ex-vereador é preso com armas em Avanhandava

Publicado

em

Armas sem registro apreendidas com ex-vereador de Avanhandava em ação do GOE da Polícia Civil

O ex-vereador de Avanhandava, Freu Vargas, 58 anos, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo na manhã desta terça-feira (18) durante cumprimento de mandado de busca e apreensão realizado por policiais civis do GOE (Grupo de Operações Especiais) de Araçatuba.

A ação ocorreu na casa do ex-vereador, em Avanhandava, durante uma investigação de crime de calúnia. Os investigadores apreenderam celulares, tablet e um computador que serão encaminhados para perícia.

AnuncianteClínica Fornari

Durante as buscas, foram encontradas duas armas de fogo sem registro, além de munições. Diante da situação, o ex-vereador seria autuado em flagrante na delegacia da Polícia Civil.

O caso será encaminhado à Justiça para audiência de custódia. Vargas foi candidato a prefeito de Avanhandava na eleição de 2016, mas não conseguiu se eleger.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Interior de SP

Justiça acata pedido do MP e decreta prisão de homem que feriu PM em Palestina

Publicado

em


Atendendo a pedido apresentado pelo promotor de Justiça de Palestina, Gustavo Myiazaki, a Justiça decretou, nesta segunda-feira (17/9), a prisão preventiva de Valdinei Molina Junior, que feriu duas pessoas usando a arma de um policial militar.

Molina Junior foi abordado pela polícia na última sexta-feira ao dirigir automóvel pelo município paulista sob efeito de bebida alcoólica. Durante a aproximação, o homem se apossou da arma de fogo do PM que atendia a ocorrência e atirou contra ele, atingindo o rosto do policial.

AnuncianteClínica Fornari

Os disparos, feitos na direção de clientes do posto de combustível, acabaram ferindo mais uma pessoa. Frequentadores do local imobilizaram o indivíduo e retiraram a arma de fogo de suas mãos.

Detido, Molina Junior foi levado à audiência de custódia, recebendo do Juízo a liberdade provisória, com aplicação de medidas cautelares diversas da prisão. Inconformada, a promotora de Justiça Ana Beatriz Pravuni Costa Silveira, que atuou na audiência, recorreu contra a decisão judicial.

Ao reforçar o pedido para decretação da prisão preventiva, Myiazaki alegou que, existe o risco de, em liberdade, Molina Junior voltar a delinquir, ressaltando que o homem é suspeito de ter praticado tentativas de homicídio contra duas pessoas, entre elas um policial militar.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Ação policial

TOR apreende 22 mil maços de cigarros após perseguição em Penápolis

Publicado

em

Condutor do veículo tentou fugir em alta velocidade mas foi seguido, abordado e preso na área urbana do município.

Policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) apreenderam na madrugada desta terça-feira (18) uma caminhonete com placas de Paranavaí/PR carregada com 22,5 mil maços de cigarros no município de Penápolis, na região de Araçatuba.

AnuncianteClínica Fornari

Durante operação na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) no km 287, os policiais rodoviários deram ordem de parada a um condutor de uma Toyota/Hilux preta, que ao ver que seria abordado, empreendeu fuga em alta velocidade.

Os policiais iniciaram um acompanhamento e com apoio de viaturas de rádio patrulhamento da PM de Penápolis, conseguiram realizar um cerco e abordar a caminhonete na área urbana do município.

Durante a abordagem e vistoria no veículo, os militares encontraram grande quantidade de cigarros de várias marcas contrabandeados do Paraguai.

O motorista de 23 anos confessou aos policiais que teria sido contratado para levar o veículo com o contrabando da cidade de São Jorge/PR até São José do Rio Preto, e que pelo transporte receberia a quantia de R$ 700.

Diante dos fatos, o homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado a delegacia da Polícia Federal, em Araçatuba, onde após ser ouvido pelo delegado, foi autuado em flagrante por contrabando.

Ele permaneceu a disposição da justiça e será apresentado em audiência de custódia no fórum local.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998