Fique Conectado

BAHIA

Mulher é presa acusada de envenenar dois namorados em 8 meses

Amostras dos corpos foram recolhidas e o resultado apontou que ambos foram mortos com o mesmo tipo de veneno

Publicado

em

DIVULGAÇÃO/ POLÍCIA CIVIL
Anunciante

Na tarde desta segunda-feira (11/6), uma mulher de 35 anos foi presa acusada de matar dois namorados envenenados em um período de apenas 8 meses na cidade de Itabuna (BA).

Brenda Oliveira teria usado chumbinho para matar Edvaldo Araújo Alves, de 40 anos, e Evandro Bonfim de Souza, da mesma idade. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA), nos dois casos, ela teria cometido o crime ao descobrir que os parceiros queriam terminar o relacionamento.

AnuncianteCirco Mágico

A primeira vítima morreu em 16 de abril do ano passado. Edvaldo, que namorava a suspeita havia um ano, passou mal e foi levado por ela até o Hospital de Base de Itabuna. A morte foi atribuída a um infarto fulminante.

A versão não convenceu os parentes, já que o homem afirmava estar insatisfeito com o relacionamento e pretendia terminar tudo. Pouco tempo após a morte, Brenda começou um namoro com Evandro. A história, praticamente, se repetiu: meses depois, ele sentiu-se mal após tomar um medicamento dado pela mulher e foi levado para o centro de saúde por ela.
Durante os nove dias em que ele ficou internado, Brenda esteve o tempo todo ao lado de Evandro. Porém, a vítima sofreu uma parada cardíaca antes de ter alta. O corpo foi submetido a uma lavagem estomacal e, com isso, ficou detectada vestígios de uma substância semelhante ao veneno.

As circunstâncias das mortes estão sendo investigadas pela Polícia Civil. Amostras dos corpos foram recolhidas pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna e o resultado apontou que ambos foram mortos com o mesmo tipo de veneno. As informações são do Correio 24h.

Deixe sua opinião


METRÓPOLES
Anunciante

tragédia

Pai mata filho após disparo acidental de espingarda no MS

Publicado

em


Um menino de 10 anos morreu com um tiro no pescoço no quintal de casa, em Sidrolândia, a cerca de 70 quilômetros de Campo Grande, na tarde da quinta-feira (18/10).

A família de Vicente de Oliveira da Silva contou à Polícia Civil de Mato Grosso do Sul que o pai dele estava mostrando uma espingarda para um amigo quando, acidentalmente, disparou. As informações são do jornal O Globo.

AnuncianteCirco Mágico

Segundo o delegado Diego Dantas, investigadores fazem diligências para localizar Gerson Reinaldo da Silva, de 44 anos, e identificar o homem que estaria com ele no momento do tiro. Contra Gerson, já havia um mandado de prisão em aberto por violência doméstica.

Os investigadores constataram que o tiro foi acidental após realizarem perícia, mas Dantas afirmou que ainda será realizada a necropsia. A mãe e os avós de Vicente disseram que estavam dentro de casa e, por isso, não presenciaram o disparo, ocorrido por volta das 14h30 no quintal da residência, no bairro de São Pedro. Dessa forma, as únicas testemunhas seriam Gerson e seu amigo.

“A trajetória do projétil, que atravessou o ombro do menino antes de atingir seu pescoço, bate com a história da família de que o tiro foi acidental”,  disse Dantas.

Ainda de acordo com o delegado, o pai do menino saiu do local antes da chegada dos policiais e segue com paradeiro desconhecido.

Dantas contou que Gerson já possuía um mandado de prisão em aberto por violência doméstica, mas não soube informar mais detalhes sobre a ocorrência prévia. Diante disso, acredita que ele vai buscar ficar escondido.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Caso de Polícia

Menina estuprada em presídio vai para exame junto com acusado

Publicado

em


A mãe de uma criança que sofreu abuso sexual em um presídio em Fortaleza (CE) denunciou, na quinta-feira (18/10), atendimento classificado por ela como “constrangedor” para a filha depois do crime ocorrer.

De acordo com a mulher, a menina foi levada da penitenciária onde o estupro aconteceu até a delegacia e ao hospital na mesma ambulância em que estava o preso suspeito de ter cometido o delito. As informações são da TV Verdes Mares, filiada à TV Globo.

AnuncianteCirco Mágico

“Chamaram a ambulância, ele [suspeito de estuprar a criança] veio atrás, e a gente veio escoltada por três agentes penitenciários. Viemos todos na mesma ambulância, ele atrás. Fomos levados pra delegacia, lá a gente registrou o boletim de ocorrência e fizeram o flagrante”, relatou a mãe da garota relatou à reportagem.

O homem apontado como autor do crime recebeu atendimento porque foi agredido por outros detentos e ficou ferido.

O crime ocorreu no sábado (13), na Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL V), localizada em Itaitinga (CE). No dia, a penitenciária havia sido aberta para visita dos filhos de presidiários, por causa do Dia das Crianças. A menina foi abusada no setor onde ficam os condenados por crimes sexuais, informou ainda o TV Vedes Mares.

Conforme informou a mãe da vítima, a criança havia feito um brinquedo no presídio, com ajuda do pai, e queria assinar com o nome da professora para presenteá-la. Segundo ela, o detento que iria registrar o nome da docente com tinta foi o autor do estupro.

“Ela [a criança vítima de estupro] saiu com o pai pra assinar o brinquedo. Num momento de distração que ele [presidiário suspeito do delito] pegou ela num canto. Ela disse ‘mãe, eu não venho mais aqui visitar meu pai’; eu perguntei ‘por quê? Tem que ter um motivo’. Ela disse ‘mãe, um homem tava pegando nas minhas partes’; e eu, ‘onde?’. Ela fez assim: ‘aqui’. Ele disse que ela não alarmasse. Aí ela disse ‘mãe eu fiquei tentando sair, beliscando ele, aí ele foi e colocou o dedo nas minhas partes’.”, informou a mulher.

Ao saberem do ocorrido, os demais presos agrediram o detento suspeito do estupro. Em seguida, ele foi atendido em um hospital e levado a uma outra unidade, para evitar um linchamento, segundo agentes penitenciários.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Araçatuba

PM lança o programa “Vizinhança Solidária” para ajudar moradores da zona rural

Publicado

em

Encontro ocorreu no CPI-10 com a participação de produtores e moradores rurais (Fotos: Sílvio Romeiro/ Regional Press)

A policia militar de Araçatuba lançou nesta quinta-feira (18), o programa ‘Vizinhança Solidária ‘. A iniciativa deve beneficiar moradores principalmente na zona rural. O evento aconteceu no CPI-10 de Araçatuba.

O Programa Vizinhança Solidária consiste em um conjunto de medidas destinadas a estimular os integrantes de determinada comunidade à mudança e conscientizando-os de sua importância e responsabilidade nos assuntos relacionados à segurança pessoal e coletiva, mobilizando-os a realizar ações de prevenção primária.

AnuncianteCirco Mágico

Segundo o Coronel Manoel Alves Guimarães, do CPI-10, o Programa ‘Vizinhança Solidária’ vai focar em bairros da zona rural, entre eles a Prata, Pratinha, Água Limpa, Córrego da Divisa, Água Funda e ranchos vizinhos.

“A ideia surgiu de produtores rurais da nossa região que procurou o quartel da policia militar. A iniciativa vai abranger todos os bairros rurais de Araçatuba”, disse o oficial.

No lançamento do programa, foram abordados vários aspectos como câmeras de monitoramento e a transmissão de mensagens em aplicativos em eventuais atitudes suspeitas ou delitos.

A polícia também usará drones para monitoramento. Assaltos, furtos e abate de gado na zona rural preocupam moradores dessas localidades. Agora, com o programa, a polícia pretende apertar o cerco aos criminosos que costumam agir na zona rural.

Por: Ronaldo  Carvalho
Imagens : Sílvio Romeiro/Araçatuba Acontece para o Regional Press

Veja fotos do evento:

Deixe sua opinião

Continue Lendo

tragédia em SC

Mãe tenta socorrer filho em açude, mas ambos morrem afogados

Publicado

em

Corpo de Bombeiros/ Divulgação

Mãe e filho morreram afogados em um açude de Negrinho, localizado em área rural de Santa Catarina, na quinta-feira (18/10).

Conforme informaram os bombeiros, a criança de 2 anos caiu na água e logo em seguida a mulher, de 39 anos, tentou salvá-lo. Apesar da tentativa, ambos não resistiram.

AnuncianteCirco Mágico

As informações foram divulgadas pela TV Globo.

De acordo com a reportagem, após pular na barragem para socorrer o filho, identificado como Francisco Lenin Pinto Fortuna, Maria Conceição Pinto também se afogou.

Familiares conseguiram tirar a mulher do local e tentaram fazer os primeiros-socorros, mas ela já não apresentava mais sinais vitais. O grupo não conseguiu retirar o garoto da água.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 10h30 e, ao chegarem no local, confirmaram a morte de Maria Conceição. Os socorristas entraram no açude e,  após duas horas de buscas, localizaram o corpo da criança.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998