Fique Conectado

Publicado

em

O governador de São Paulo, Márcio França, esteve em Araçatuba nesta segunda-feira para assinar vários convênios para liberação de recursos a diversas cidades da região. A reportagem do Regional Press participou da entrevista coletiva à imprensa e questionou o governador sobre a polêmica em torno da homenagem que ele decidiu fazer à policial militar cabo Kátia da Silva Sastre, que reagiu a um assalto e matou o acusado em frente a uma escola infantil em Suzano, na grande São Paulo. O vídeo teve uma grande repercussão, cm mais de 350 mil visualizações somente no canal do Regional Press no youtube.

Em algumas matérias veiculadas na imprensa, especialistas criticaram a ação da policial. Órgãos de defesa dos direitos humanos também contestaram a ação da policial, que estava a paisana em frente à escola, onde haveria uma apresentação ao Dia das Mães, e ela, na condição de mãe de família como as demais que aguardavam os filhos.

Pelo vídeo captado pelas câmeras do sistema de segurança é possível ver o criminoso se aproximando e empunhando uma arma, indo para cima de uma mulher que estava com as demais em frente à escola. Rapidamente a PM, com arma em punho, parte para cima do homem que mira a arma para ela. A policial foi rápida e conseguiu atingir um tiro no acusado, que caiu na hora,

Ela em seguida consegue se apoderar da arma que estava com o homem e o domina, fazendo com que ele virasse de bruço até a chegada do socorro. No momento é possível ver que ela acaba ficando só, todos correram do local. O governador disse que é preciso reconhecer a bravura da policial e as técnicas que ela utilizou. “Lamentamos por ter ocorrido uma morte, mas ela fez o que pode e cumpriu com seu papel”, disse. França contesta os depoimentos de especialistas e disse que, para ele, especialistas são os policiais, que estão na rua e enfrentam o crime diariamente, conhecendo bem a situação que precisam lidar. Veja a entrevista:

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

POPULINA

Ladrões tentam assaltar agência bancária em Populina e trocam tiros com a polícia

Publicado

em

Dois homens armados tentaram furtar uma agência bancária, na região central de Populina (SP), na madrugada desta quinta-feira (19).

Segundo a Polícia Militar, o alarme foi acionado depois que os suspeitos quebraram a porta de vidro da agência e tentaram arrebentar o caixa eletrônico com um pé de cabra.

Quando os policiais chegaram ao local, os criminosos começaram a atirar. Os policiais revidaram os disparos, mas ninguém ficou ferido.

Os assaltantes conseguiram fugir em dois veículos e, de acordo com a polícia, não levaram dinheiro dos caixas.

Filipe Fornari

A Polícia Civil vai investigar o caso e tentar identificar os suspeitos por meio das imagens do circuito interno de segurança da agência.

Segundo a polícia, esta é a segunda vez que a agência é alvo de ladrões em pouco mais de dois meses. No dia 9 de maio, criminosos explodiram o prédio danificando portas e janelas de vidro, além do teto despencar.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

denúncia

Justiça acata denúncia contra trio acusado de matar Vitória Gabrielly

Publicado

em

A 1ª Vara Criminal de São Roque aceitou a denúncia contra os três acusados de matar a jovem Vitória Gabrielly Guimarães, de 12 anos. O crime ocorreu em Araçariguama, no interior paulista. A garota desapareceu no dia 8 de junho e teve o corpo encontrado somente no dia 16.

Os réus responderão pelos crimes de sequestro, homicídio qualificado por motivo torpe, fútil, meio cruel, recurso que impediu a defesa da vítima e ocultação de cadáver. O juiz Flávio Roberto de Carvalho acatou o pedido do Ministério Público e converteu em prisão preventiva a detenção temporária dos reús: Bruno Marcelo de Oliveira, Mayara Borges de Abrantes e Julio César Lima Ergesse.

O magistrado também manteve o sigilo do processo para preservar as provas obtidas durante o inquérito policial. O trio deverá apresentar a defesa às acusações. O juiz, então, decidirá se os acusados serão levados a júri popular.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

juventude perdida

Menino de 14 anos é apreendido pela PM acusado de tráfico no Água Branca

Publicado

em

Imagem ilustrativa

Um menino de 14 anos foi apreendido por policiais militares na noite desta quarta-feira (18) acusado de tráfico de drogas. No local os PMs encontraram 62 pinos contendo cocaína, além de R$ 32 em dinheiro que estava em poder do acusado.

Os policiais faziam patrulhamento pelo bairro Água Branca, zona leste de Araçatuba, quando avistaram dois jovens parados em atitude suspeito na rua Antônio Sampaio. A avistarem a viatura eles correram, e os PMs conseguiram deter apenas um deles, que jogou um saco durante a tentativa de fuga.

O jovem estava em frente à casa de sua irmã. Na embalagem dispensada pelo rapaz havia 62 pinos com a droga. O adolescente contou à polícia que ele já vinha praticando o tráfico de drogas naquele local, e havia adquirido um kit para venda, contendo 65 pinos, sendo que naquela noite já havia vendido três, a R$ 10 cada.

No entanto, o jovem não revelou que entregava o kit a ele e nem disse quem era o outro jovem que conseguiu fugir no momento da abordagem.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

VIOLÊNCIA doméstica

Autônomo joga carro contra moto da ex e faz ameaças

Publicado

em

Um autônomo está sendo acusado pela ex-mulher de ameaçá-la de morte após ter jogado o carro fechando a moto ocupada pela ex-mulher, uma telefonista de 21 anos e pela mãe dela, uma autônoma de 39 anos. O fato aconteceu na noite desta terça-feira nas proximidades casa da vítima, no bairro Hilda Mandarino.

Ela relatou à polícia que teve um relacionamento afetivo com o autor por seis anos, e ambos têm um filho de sete meses. Há três meses ela rompeu o relacionamento e o autor não aceita a decisão, sendo que passou a seguí-la após a separação, sempre utilizando um veículo Del Rey ou um Cruze.

Na data dos fatos a mulher saía de casa com a sua mãe, em uma moto, para ir até a farmácia. Segundo ela, repentinamente o autor apareceu de carro e fechou a moto em que elas estavam, e passou a xingar sua ex-mulher. Em seguida disse que iria pegar o filho para ficar algumas horas com ele, e a mulher recusou dizendo que não havia determinação judicial para isso.

O acusado ficou nervoso e passou a ameaçar a ex-mulher, dizendo que ela seria a primeira de sua lista, que já “levou um pra terra e levaria ela também”, e que se ele fosse preso a levaria junto. A vítima disse que o ex fica seguindo-a nos lugares que ela frequenta. Apesar das ameaças, ela se recusou a entrar com pedido de medida protetiva. O acusado poderá responder pelos crimes de Violência doméstica, Ameaça e Injúria.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS