Fique Conectado

Publicado

em

O governador de São Paulo, Márcio França, esteve em Araçatuba nesta segunda-feira para assinar vários convênios para liberação de recursos a diversas cidades da região. A reportagem do Regional Press participou da entrevista coletiva à imprensa e questionou o governador sobre a polêmica em torno da homenagem que ele decidiu fazer à policial militar cabo Kátia da Silva Sastre, que reagiu a um assalto e matou o acusado em frente a uma escola infantil em Suzano, na grande São Paulo. O vídeo teve uma grande repercussão, cm mais de 350 mil visualizações somente no canal do Regional Press no youtube.

Em algumas matérias veiculadas na imprensa, especialistas criticaram a ação da policial. Órgãos de defesa dos direitos humanos também contestaram a ação da policial, que estava a paisana em frente à escola, onde haveria uma apresentação ao Dia das Mães, e ela, na condição de mãe de família como as demais que aguardavam os filhos.

Pelo vídeo captado pelas câmeras do sistema de segurança é possível ver o criminoso se aproximando e empunhando uma arma, indo para cima de uma mulher que estava com as demais em frente à escola. Rapidamente a PM, com arma em punho, parte para cima do homem que mira a arma para ela. A policial foi rápida e conseguiu atingir um tiro no acusado, que caiu na hora,

Ela em seguida consegue se apoderar da arma que estava com o homem e o domina, fazendo com que ele virasse de bruço até a chegada do socorro. No momento é possível ver que ela acaba ficando só, todos correram do local. O governador disse que é preciso reconhecer a bravura da policial e as técnicas que ela utilizou. “Lamentamos por ter ocorrido uma morte, mas ela fez o que pode e cumpriu com seu papel”, disse. França contesta os depoimentos de especialistas e disse que, para ele, especialistas são os policiais, que estão na rua e enfrentam o crime diariamente, conhecendo bem a situação que precisam lidar. Veja a entrevista:

Deixe sua opinião

imprudência

Autônomo embriagado é preso após provocar acidente no bairro Paraíso

Publicado

em

Foto: Sílvio Romeiro para Regional Press

Um autônomo de 62 anos, morador no bairro Paraíso, foi preso em flagrante na tarde deste domingo após provocar um acidente de trânsito sem vítimas. Ele passou pelo exame do etilômetro, que constatou a presença de 1,05 miligramas de álcool por litro de ar alveolar.

Quando os policiais chegaram no local já perceberam que o homem apresentava sinais de embriaguez, como forte odor etílico, olhos avermelhados e fala pastosa. Ele concordou em fazer o exame do bafômetro, que confirmou a suspeita.

O autônomo contou que transitava pela rua Paraíso, com seu carro, um Fiat 147, quando perdeu o controle e acabou colidindo com um veículo Honda City que passava pela via. O homem foi preso em flagrante e ficou à disposição da Justiça.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Rapaz é preso após fazer quebra-quebra e ameaçar a mãe a irmã com uma faca

Publicado

em

Foto: Sílvio Romeiro para Regional Press

Um desempregado de 18 anos foi preso em flagrante por policiais militares na noite deste domingo, no bairro Alvorada, em Araçatuba, após, descontrolado, quebrar as portas da casa e ameaçar de morte a irmã e uma vendedora de 23 anos e a mãe, de 48 anos. Ele estaria, segundo elas, sob efeito de drogas.

Policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de briga entre familiares, e quando chegaram no local, do lado de fora, conseguiram ouvir gritos de discussões no interior da casa.

Vizinho informaram que um rapaz estaria armado com uma faca e chegou inclusive a ser contido por populares, que tentaram intervir ao ouvirem gritos de socorro. Ao entrarem no imóvel, os PMs encontraram duas portas danificadas e uma faca quebrada jogada no chão.

A mãe do jovem disse que ele tem problema com drogas. Ontem repentinamente, ficou agressivo e partiu para cima dos familiares, sem um motivo aparente. O rapaz foi contido e algemado, e continuou fazendo ameaças contra as familiares, na frente dos policiais. Ele foi preso em flagrante e ficou à disposição da Justiça.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

GOIÁS

Saiba como foi a 1ª noite de João de Deus na prisão

Publicado

em

© Marcelo Camargo / Agência Brasil

O dia 16 de dezembro foi marcado pela primeira noite em que o médium João de Deus passou na prisão, após mais de 300 mulheres denunciarem casos de abusos sexuais ocorridos durante tratamentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, localizada em Abadiânia. Neste domingo, o líder religioso dormiu sozinho em uma cela de 16 m² no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

O médium se entregou à Polícia na tarde de ontem. Ele foi encaminhado para prestar depoimento na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia, durante cerca de quatro horas. Em seguida, João de Deus seguiu para o Instituto Médico Legal (IML) onde realizou um exame de corpo de delito. Por fim, foi levado ao Complexo Prisional.

O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes afirmou que o João de Deus utilizava a fé para cometer abusos sexuais. Por isso, uma das possibilidades é que médium tenha que responder pelo crime de “violência sexual mediante fraude”. Até o momento, a investigação está concentrada em 15 casos, que serão apurados de forma separada.

Defesa

João de Deus negou todas as acusações durante seu depoimento. A defesa do médium prepara para nesta segunda-feira (17) o pedido de habeas corpus para reverter o pedido de prisão preventiva em domiciliar com tornozeleira. Para o advogado Alberto Toron, a idade elevada e o estado de saúde do líder religioso devem ser considerados.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

João de Deus ficará em cela individual e isolada dos demais presos

Publicado

em

O médium João de Deus, de 76 anos, deve passar a madrugada desta segunda (17) em uma cela individual e isolado dos demais detentos, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, denominado Núcleo de Custódia.

Ele vai cumprir prisão preventiva, que não tem prazo para terminar.

A negociação para que o João de Deus tivesse tratamento diferenciado foi feita pelos advogados de defesa do médium, que argumentaram com a idade e o estado de saúde dele João de Deus e com o fato de ter passado por um câncer de estômago.

Paralelamente, os advogados Alberto Toron e Ronivan Peixoto Morais Júnior preparam para amanhã um pedido de habeas corpus na tentativa de que ele possa cumprir prisão em casa.

João de Deus é acusado e suspeito de ter abusado sexualmente de mais de 300 mulheres que o procuraram para cirurgias espirituais. As denúncias vieram de todo o país e também do exterior, após o programa Conversa com Bial, da TV Globo, ter entrevistado mulheres que se disseram molestadas pelo médium.

Vida pessoal

O médium João Teixeira de Faria é casado e tem nove filhos – a mais nova é uma menina de 3 anos.

Ele não cobra pelas consultas e operações espirituais realizadas na Casa Dom Inácio de Loyola, no município goiano de Abadiânia.

No local, são vendidos livros, cristais bentos, garrafas com água “energizada” e remédios manipulados que prescreve pela farmácia chamada JTF (iniciais de seu nome).

João de Deus tem propriedades rurais, além de alguns imóveis em Abadiânia, e é sócio em um garimpo.

Ele era procurado pelas autoridades policiais desde sexta-feira (14), quando foi decretada sua prisão preventiva.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS