Fique Conectado

ARAÇATUBA

ESPECIAL: O balanço dos estragos e a troca de acusações envolvendo MST e responsáveis por Fazenda após a desocupação

Publicado

em

Anunciante

Dias após a desocupação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por meio de ordem judicial de reintegração de posse, Edward Gonçalves Fernandes, o administrador da Fazenda Santa Cecília, do polêmico empresário Oscar Maroni Filho, faz graves acusações de dano e furto na propriedade, incluindo até o arrombamento de um cofre. A reportagem do Regional Press conversou, por telefone, com o empresário, que não se intimida e diz que o movimento foi totalmente político, tendo como um dos fatos, a represália por ele ter distribuído 9 mil latas de cerveja em frente à sua casa noturna na capital Paulista, o Bahamas, em comemoração à prisão do ex-presidente Lula.

Edward recebeu a reportagem do Regional Press para mostrar a situação em que ficou a fazenda, dois dias após a saída dos invasores. Ele começou mostrando os muros da entrada e paredes externas do escritório, com pichações em favor de Lula e contra Maroni, com insinuações em relação a casa de shows que o empresário mantém em São Paulo.

AnuncianteCirco Mágico

No interior do escritório, todos os sensores de presença e câmeras de monitoramento do sistema de segurança estavam danificadas. Parte de documentações estavam espalhadas e um cofre onde havia documentos e recibos da frota de veículos da propriedade foi arrombado.

No almoxarifado do pátio de veículos pesados mais estragos. Um painel de ferramentas estava vazio, e o administrador Edward Fernandes disse que todo o material desapareceu após a desocupação. Segundo ele, também desapareceram alguns galões de óleos lubrificantes, e outros foram abertos e esparramados pelo chão. Mais documentos de controle de materiais foram esparramados neste setor da fazenda.

Os sensores de presença do sistema de alarmes também estavam danificados, e no chão e nas paredes havia marcas de pichações com as letras MST. Fernandes disse ainda que sumiram cinco baterias de veículos como caminhões e tratores, sendo que custam em média R$ 5 mil. O administrador relacionou entre os danos deixados após a desocupação, a queima de 50 dúzias de lascas de aroeira, sendo que cada lasca é avaliada, segundo ele, em R$ 50, além de dezenas de telhas de fibrocimento.

OSCAR MARONI
O proprietário da fazenda, Oscar Maroni, disse que esta é a sexta invasão e desta vez a motivação foi retaliação política, pelo fato dele ter distribuído 9 mil latas de cerveja no dia em que o ex-presidente Lula se entregou à Polícia Federal. Maroni revelou que achou muito estranho o fato de, neste dia, terem derrubado simultaneamente suas contas das redes sociais Facebook, Instagram e Youtube. “Eu estava com mais de 400 mil visualizações em meus canais, de repente caiu tudo. Não é estranho?”, questionou o empresário.

No entanto, Maroni, afirma que fez seu movimento contra a corrupção e que não são as invasões em sua fazenda que “vão calar sua boca”. Ele ainda afirma que tem cinco empresas, todas lícitas, apesar dos comentários em relação a casa noturna Bahamas, que também é lícita e bem frequentada na capital paulista. São empresas que geram renda, emprego e tributos.

MST
Um dos líderes do MST, Ricardo Barbosa, disse que esta sexta invasão na fazenda Santa Cecília teve como objetivo chamar a atenção das autoridades, principalmente do judiciário, com relação a reforma agrária, além de dar destaque ao movimento Lula Livre e cobrar a Justiça agilidade no caso Marielle Franco, a vereadora executada no Rio de Janeiro.

O líder ainda faz insinuações com relação a fazenda Santa Cecília ter indícios de que fora comprada com dinheiro ilícito, se referindo à relação de Maroni com o Bahamas Club.

Sobre as acusações de furto e dano na fazenda, a reportagem do Regional Press entrou em contato com a assessoria de imprensa do MST, que ficou de enviar uma resposta mas não manteve mais contato até a data e horário combinado.

Deixe sua opinião

terça-feira (16)

Trem direto para Aeroporto de Guarulhos começa a operar em SP

Publicado

em

Começa a operar nesta terça-feira, 16, o serviço de trem direto que vai ligar a Estação da Luz, no centro de São Paulo, ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP). Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o bilhete do Airport Express vai custar R$ 8 e o embarque e desembarque serão realizados em plataformas exclusivas. O serviço havia sido prometido para agosto e vai funcionar de segunda a sexta-feira.

Inaugurada no fim de março, a Estação Aeroporto-Guarulhos, da Linha 13-Jade, dá acesso ao Terminal 1 de Cumbica, onde operam as empresas aéreas Azul e Passaredo. Já para acessar os outros terminais é preciso pegar um ônibus gratuito, oferecido pela GRU-Airport, concessionária responsável por administrar o aeroporto.

AnuncianteCirco Mágico

Segundo a CPTM, o primeiro trem vai partir às 10 horas, na Estação da Luz, e não faz nenhuma parada durante a viagem. Lá, também haverá trens às 12h, 14h, 16h e 22 horas. Por sua vez, as composição na Estação Aeroporto-Guarulhos saem às 9h, 11h, 13h, 15h e 21 horas.

Outro serviço, o Connect, funciona desde o dia 3 de outubro e liga a Estação Brás a Cumbica. O trem, no entanto, para nas estações e a tarifa é comum, de R$ 4.

No sentido Brás, as viagens do Connect são feitas, de segunda a sexta, às 6h20, 7h, 6h40, 18h, 18h40 e 19h20. Aos sábados, o trem sai às 6h20, 7h e 7h40. Já no sentido aeroporto, os horários são às 6h25, 7h05, 7h45, 18h05, 18h45 e 19h25, de segunda a sexta; e 6h25, 7h05 e 7h45, aos sábados. O serviço não funciona aos domingos.

Na Linha 13, os trens circulam com intervalo de 20 minutos nos horários de maior movimento (entre 5h e 8 horas, e entre 17h e 20 horas), em dias de semana. No fim de semana e demais horários, o intervalo é de 30 minutos.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Nova Friburgo

Igreja é pichada com suástica nazista no Rio de Janeiro

Publicado

em

Igreja amanheceu pichada com símbolos da suástica nazista em Nova Friburgo — Foto: Reprodução Facebook

A capela de São Pedro da Serra, em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, amanheceu pichada com vários símbolos da suástica nazista neste domingo (14).

Segundo policiais, o crime ocorreu durante a madrugada e o caso foi registrado na 151ª DP. Investigadores da Polícia Civil estão em diligência e não comentaram o caso.

AnuncianteCirco Mágico

A igreja tem 150 anos e é a mais antiga de Nova Friburgo. No local, existe um sino de bronze doado por Dom Pedro II.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Araçatuba

Divulgação de lista de espera na Saúde está na pauta da próxima sessão da Câmara

Publicado

em

Foto: Angelo Cardoso/ Câmara de Araçatuba

Os vereadores de Araçatuba vão se reunir nesta segunda-feira (15/10) para analisar e votar três itens inscritos na pauta de trabalhos legislativos da 32ª Sessão Ordinária do ano. Todas as matérias são assinadas pelos próprios parlamentares.

O vereador Dunga (PMDB) é autor de um projeto que busca alterar dispositivos da lei complementar que cria o Sistema Tributário do Município.

AnuncianteCirco Mágico

Na prática, a iniciativa, se aprovada, vai permitir a isenção do pagamento de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e taxas aos usufrutuários de um único imóvel que tenham renda mensal de até um salário mínimo e meio.

O vereador Denilson Pichitelli (PSL) busca o aval do plenário para a aprovação de um projeto de lei assinado por ele que torna obrigatória a divulgação na internet da relação dos pacientes que estão na fila de espera por consultas e exames na rede municipal de saúde.

Por fim, o vereador Gilberto Batata Mantovani (PR) pede reconsideração, por meio de um recurso, pelo não recebimento de um projeto de lei que permite a apresentação de defesa oral perante a autoridade competente para o julgamento de recursos contra infrações de trânsito.

Para a fase do Pequeno Expediente, estão inscritos os vereadores Professor Cláudio (PMN), Denilson Pichitelli, Dr. Flávio Salatino (MDB) e Gilberto Batata Mantovani.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Beleza

Estudante de direito de Jaú é eleita miss São Paulo

Publicado

em

A estudante de direito e teatro Bianca Lopes foi eleita miss São Paulo neste sábado, 23. O concurso Miss São Paulo Be Emotion escolheu a jovem de 21 anos para ser a primeira concorrente do Miss Brasil, que deve ocorrer em março. A representante de Jaú recebeu a coroa da miss São Paulo anterior Paula Palhares.

Marjorie Correa Angelotti, miss da cidade paulistana, ficou em segundo lugar, e Mariana Pasqualotti Sena, de Jundiaí, foi a terceira colocada.

AnuncianteCirco Mágico

A seleção da miss São Paulo contou com uma etapa em que as concorrentes desfilaram usando biquínis. Neste ano, pela primeira vez o concurso Miss America não teve a tradicional eliminatória com roupas de banho.

A rapper Negra Li foi a atração musical do Miss São Paulo, apresentado por Maria Eugênia Suconic e pela atual miss Brasil Mayra Dias.

O grupo de jurados foi composto pela youtuber do canal Niina Secrets, a miss Brasil 2016 Raíssa Santana, a miss Brasil 2007 Natália Guimarães, o estilista Ricardo Almeida, o cabeleireiro Wanderley Nunes e o fotógrafo Gil Inoue.

A competição de beleza foi transmitida ao vivo pelo Facebook e contou com a blogueira Giovanna Ferrarezi como apresentadora na rede social.

No sábado, 20, às 22h45, a TV Band vai exibir um especial sobre esta edição do concurso de beleza.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998