Fique Conectado

Eleições 2018

Pré-candidatos à Presidência comentam pesquisa Datafolha

Publicado

em

Geraldo Alckmin, Marina Silva, Rodrigo Maia, Joaquim Barbosa, Manuela D'Ávila e Flávio Rocha (Divulgação)
Anunciante

Depois da divulgação dos resultados da nova pesquisa Datafolha com cenários para a corrida presidencial de outubro deste ano, neste domingo (15), os pré-candidatos à Presidência da República comentaram seus desempenhos junto ao eleitorado.

Empatada com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) na liderança dos cenários eleitorais sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a ex-ministra Marina Silva (Rede) diz estar preocupada com o “risco de extrema polarização”. Por meio de nota, Marina destaca que possui interesse pelo debate e não com embate, numa referência a Bolsonaro. Considerando os cenários em que Lula, preso em Curitiba, não aparece entre os candidatos, a pré-candidata da Rede varia entre 15% e 16% das intenções de voto; Jair Bolsonaro tem 17%.

AnuncianteCirco Mágico

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), que varia entre 7% e 8% na pesquisa, declarou por meio de um comunicado que está otimista com o início de sua pré-campanha, mas considera os cenários ainda incipientes. Na sua opinião, o eleitor começará a definir seu voto apenas a partir de agosto. “Pesquisas são retratos do momento e o momento é de completa indefinição”, ponderou.

Presidente do PSDB, Alckmin também questiona a distinção entre a pesquisa mais recente do Datafolha e o levantamento anterior do instituto de pesquisas, realizado no final de janeiro. O tucano acredita que os números apurados na nova pesquisa “não permitem inferir qualquer tipo de evolução”.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse estar satisfeito com o desempenho do ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato da legenda. No cenário em que Lula não participaria da disputa, Ciro conta com 9% das intenções de voto, empatado com Geraldo Alckmin e com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa (PSB). “O resultado está bom. Está dentro do que a gente havia previsto. Agora é avançar”, resumiu.

Lupi, no entanto, não esconde sua preocupação com a persistência da intenção de votos de Jair Bolsonaro. Ele afirma que, num primeiro momento, acreditava que o maior adversário de Ciro Gomes seria o tucano. “Imaginávamos que haveria uma queda de Bolsonaro”, disse. “Mas hoje eu não sei. Ele está conseguindo se manter. Seu eleitorado acredita que a solução da violência é a pena de morte. É algo muito preocupante”, diz Carlos Lupi.

Para o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, Joaquim Barbosa teve um desempenho abaixo do potencial esperado pelo partido. Recém-filiado ao PSB, Barbosa oscilou entre 9% e 10% das intenções de voto nos cenários sem Lula. “Acho que o resultado foi aquém do que o potencial que de fato ele (Barbosa) tem. O que acontece com o ministro Joaquim é que muitas pessoas não lembram o nome. Quando você mostra a fotografia, a pessoa lembra”, afirma Siqueira.

O dirigente ponderou, contudo, que o resultado foi “excelente”, quando se leva em conta que Joaquim Barbosa sequer anunciou oficialmente a pré-candidatura ao Palácio do Planalto.

Pré-candidato à Presidência pelo DEM, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), afirmou que a pesquisa não traz nenhuma surpresa. Para ele, o levantamento só comprova o que o meio político já esperava: que a indefinição sobre a disputa presidencial aumenta com a ausência do ex-presidente Lula no pleito. “Nenhuma surpresa. Sem Lula, a indefinição aumenta”, afirmou Maia, que marcou 1% das intenções de voto em todos os cenários testados pelo instituto de pesquisas. ,

O presidente da Câmara também comentou os números atingidos por Joaquim Barbosa na pesquisa e declarou que não esperava um desempenho melhor do ex-ministro do Supremo. “A expectativa de muitos era Joaquim Barbosa com 15%, 20%. Eu não esperava. Achava que ele viria entre 8% e 10% mesmo”, disse o parlamentar.

Assim como Rodrigo Maia, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, virtual candidato do MDB, afirmou que a pesquisa Datafolha veio “dentro do esperado”. Na avaliação dele, que também continuou com 1% das intenções de votos no melhor dos cenários, somente pré-candidatos que enfrentam acusações e outros problemas tendem a oscilar nas pesquisas durante a pré-campanha.

“No meu caso, o mais importante agora são as pesquisas qualitativas que mostram que eleitores que têm acesso ao meu histórico reagem positivamente em sua grande maioria”, acrescentou o ex-ministro.

A pré-candidata pelo PCdoB e deputada estadual do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila, usou sua conta no Facebook para comemorar o resultado da pesquisa Datafolha, divulgada na madrugada deste domingo, e reforçou o pedido de ajuda aos internautas que militam em prol da sua candidatura para avançar na campanha através das redes sociais.

“Chegar em abril com 3% de intenção de voto, com uma pré campanha sem estrutura, com a comunicação via internet no estilo Glauber Rocha (um celular na mão e um monte de ideias para o Brasil na cabeça) é um motivo de muita alegria”, afirmou há pouco na publicação.

Também pré-candidato à sucessão de Michel Temer, o empresário Flávio Rocha (PRB) acredita que o alto patamar de eleitores que declararam o voto em branco ou nulo na pesquisa Datafolha abre uma lacuna para a expansão de seu projeto de campanha.

Para Rocha, a conquista deste eleitorado ainda indeciso o levará até o segundo turno. “Isso nos deixa muito confiantes. Este grande porcentual de eleitores que não sabem onde votar significa que eles estão a procura de um projeto que, para eles, ainda não existe. Mas nós temos esse projeto e faremos com que ele seja conhecido através de um vasto esforço de comunicação”.

A nova pesquisa Datafolha, foi realizada entre quarta 11, e sexta-feira 13, teve como base 4.194 entrevistas em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Deixe sua opinião


Veja.com/ MSN
Anunciante

DF

Crianças ficam penduradas em brinquedo de Parque em Brasília; veja vídeo

Publicado

em

Mixer, brinquedo que funciona desde 2015 no parque — Foto: Nova Nicolândia/Divulgação

Uma falha em um brinquedo conhecido como “mixer” deixou mais de 10 crianças presas na tarde desta sexta-feira (12) em um parque de diversões no centro de Brasília. Funcionários e outros usuários precisaram aparar as vítimas que estavam penduras a cerca de 4 metros de altura. Não houve registro de feridos.

Quem participou do resgate disse ao G1 que foram “mais de cinco minutos de desespero”. Em uma das gravações, funcionários da manutenção usam uma escada para retirar as pessoas do local (veja vídeo acima).

AnuncianteCirco Mágico

A administração do parque nova Nicolândia conversou com a reportagem e disse que o brinquedo passou por manutenção no dia anterior. O diretor Marco Antônio de Souza afirmou que pensa em desativar o equipamento, adquirido em 2015 pelo parque.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

RIO DE JANEIRO

Motorista pára ônibus, resgata cão que seria atropelado e é aplaudido

Publicado

em

Sílvio Gomes com o Olímpicus - Fotos: reprodução/Twitter

Um motorista de ônibus do Rio de Janeiro foi aplaudido pelos passageiros por fazer uma boa ação.

Em uma das viagens que fez pelo BRT nesta quinta-feira, 11, Sílvio Gomes viu um cachorro assustado, deitado na vala na pista exclusiva da via Transolímpica, no trecho entre as estações Magalhães Bastos e Padre João Cribinn.

AnuncianteCirco Mágico

Quando voltou e passou pelo mesmo local, ele viu o cãozinho novamente e não teve dúvida. Parou o ônibus, pegou uma corrente, foi até o animal e levou o cachorro para dentro do BRT. Ele foi aplaudido pelos passageiros, que fizeram imagens da boa ação e postaram nas redes sociais.. (video abaixo)

A história correu rápido. Quando chegou em casa, o motorista levou uma bronca da mulher: “por que você não trouxe o cachorro pra casa?”

Sílvio tinha levado o bichinho para receber cuidados médicos, mas no feriado desta sexta, 12, ele teve uma surpresa.

O pessoal do Planeta Petshop deu banho, alimentou e doou o cachorro para Sílvio, ao vivo, durante o programa Bom Dia Rio, da TV Globo. Ele se emocionou e não conseguiu mais falar durante a reportagem.

Mais que isso: os donos do petshop doaram 1 ano de ração para o cãozinho, que agora tem nome.

Silvio disse que ele vai se chamar Olímpicus, devido ao local onde foi encontrado, a Transolímpica.

As imagens da boa ação foram postadas no Twitter por Marcos Cunha, um dos passageiros do BRT.

Em menos de 48 horas elas foram vistas quase 1 milhão de vezes, tiveram mais de 65 mil curtidas e foram compartilhadas por 27 mil pessoas.

Marcos escreveu:

“Sim! Eu acredito no ser humano…. Ao final, todos viraram companheiros de viagem”.

Veja:

Sim! Eu acredito no ser humano.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

novo sistema

Boletos vencidos a partir de R$ 100 podem ser pagos em qualquer banco

Publicado

em

Cristina Indio do Brasil/Arquivo Agência Brasil

A partir deste sábado (13), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco.

A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que começou a ser implementada em julho do ano passado.

AnuncianteCirco Mágico

Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma.

Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito.

O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.

Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores.

Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

eleições 2018

Justiça determina auditoria em urnas a pedido do partido de Bolsonaro

Publicado

em


pedido do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, a Justiça Eleitoral do Paraná determinou nesta quinta-feira (11) a realização de uma auditoria em urnas de quatro seções eleitorais do estado.

O objetivo é verificar o funcionamento das urnas usadas no primeiro turno das eleições, que foram alvo de reclamações de eleitores no dia da votação.

AnuncianteCirco Mágico

Nas quatro seções, que ficam nas cidades de Curitiba e Campo Largo, os eleitores narraram que o voto era encerrado imediatamente após a digitação dos dois números para presidente, sem que pressionassem a tecla “confirma”. As reclamações foram registradas em ata.

Na decisão que determinou a auditoria, o desembargador Gilberto Ferreira, corregedor eleitoral do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, destacou que já são realizadas ações de fiscalização e segurança nas urnas, como auditorias monitoradas, cerimônias públicas de geração de dados, entre outras.

Ferreira, porém, considerou que o TRE tem “o dever de processar e apurar todas as denúncias de irregularidades que possam macular o processo eleitoral, não só para punir eventuais infratores, como para corrigir e aprimorar o sistema para os próximos pleitos eleitorais”.

A auditoria será realizada na semana que vem, a partir do dia 19, com a presença de representantes do Ministério Público Eleitoral, OAB, Polícia Federal e imprensa. Uma audiência pública foi marcada para o dia 18.

Em nota nesta semana, o TRE informou que, em todas as seções em que houve reclamação, os votos dos eleitores presentes foram computados na íntegra, como demonstram os boletins de urna (uma espécie de extrato dos votos registrados).

“Todas as urnas eletrônicas foram submetidas a rigoroso controle e testes de segurança, não havendo risco da existência de fraude na votação”, informou o órgão.

Reclamações semelhantes também foram registradas em outros estados, como São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Em todos os estados, a Justiça Eleitoral destacou que o sistema é seguro e auditável, que as denúncias sobre fraudes eram infundadas e que qualquer intercorrência seria detectável.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998