Fique Conectado

SP

Deic prende suspeitos de explodirem cofres de bancos

Com eles, foram apreendidos dinamites e armamento pesado

Publicado

em

© Divulgação/BM
Anunciante

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de São Paulo e da Polícia Civil de Minas Gerais prenderam seis suspeitos de explodirem cofres de agências bancárias em uma chácara em Sumaré na tarde deste sábado (14). Com eles, foram apreendidos dinamites e armamento pesado.

Os presos estariam entre os responsáveis por explodirem cofres de bancos e aterrorizarem o Sul mineiro. A ação, nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal de Passos (MG) na quarta (11), teria rendido mais de R$ 20 milhões ao bando.

Entre os materiais apreendidos estão coletes à prova de balas, dinamites, munições e armas como pistolas, metralhadora e fuzil ponto 50, este usado em guerras e capaz de derrubar helicópteros. A polícia acredita que a quadrilha seja a mesma que cometeu outros crimes, como o ataque a um carro forte em Mogi das Cruzes (SP) no início deste ano.

Policiais já tinham localizado quatro carros blindados usados pelos assaltantes no roubo em Passos na semana passada. Na ocasião, dois ônibus foram incendiados para fechar o trânsito nas rodovias de acesso à cidade e a rede de energia foi atacada, deixando parte do município no escuro.

Filipe Fornari

A polícia alega, porém, ter conseguido evitar que o grupo roubasse ainda mais dinheiro. Com os presos foram apreendidos R$ 170 mil do total levado dos bancos. A quadrilha teria usado até drones para monitorar a ação policial. Com informações do Estadão Conteúdo.

Deixe sua opinião

NOTÍCIAS AO MINUTO
Anunciante

Interior de SP

Cúpula do PCC planejou resgate em presídio de segurança máxima

Publicado

em

Os chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) planejaram um resgate de dentro da Penitenciária II de Presidente Venceslau, presídio de segurança máxima que fica no interior de São Paulo. O plano previa o uso de um caminhão blindado para derrubar o muro da unidade e libertar seis integrantes da cúpula da facção.

O esquema foi descoberto pela polícia no mês passado e revelado pelo SBT. Segundo a reportagem, os detalhes estão escritos em duas cartas apreendidas na casa de um ladrão de carro forte que foi morto pela polícia. As mensagens foram escritas, de dentro do presídio, por Célio Marcelo da Silva, o Bin Laden, um dos homens de confiança de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, chefe do PCC.

O grupo ainda explodiria um outro caminhão em frente ao batalhão da Polícia Militar para assustar e despistar os policiais. Os criminosos, segundo as mensagens, chegaram a encomendar fuzis e metralhadoras para usar em uma possível troca de tiros e até abater aeronaves.

Caso conseguissem sair da prisão, os líderes do PCC iriam para um sítio a 2 km da penitenciária e depois para um esconderijo subterrâneo. Segundo a polícia, as cartas foram transportadas por uma mulher que visitava Bin Laden na cadeia.

Filipe Fornari

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que monitora o caso há mais de um ano e que “essa fuga jamais ocorreria porque os órgãos de inteligência da SAP monitoravam a oficina onde o veículo passaria pelo processo de blindagem”. O local fica na zona norte da capital paulista.

Ainda segunda a nota, a secretaria vai requerer a remoção do preso diretamente envolvido nesse plano para uma prisão federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, ou de Porto Velho, em Rondônia.

Já a Secretaria da Segurança Pública afirmou em nota que as ações das polícias Civil e Militar no combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas levaram mais de 60 mil criminosos para a prisão em todo o Estado nos últimos dois anos. “Paralelamente às ações de policiamento, as operações de inteligência em parceria com o Ministério Público e a SAP permitiram que os principais líderes de facções criminosas fossem internados em presídios com regime disciplinar diferenciado”, afirma.

No mês passado, as forças de segurança prenderam 65 pessoas durante a Operação Interestadual Echelon, realizada para cumprimento de ordens judiciais. Do total de presos, dois foram em flagrante e 63 por mandados, sendo que 51 pessoas já estavam detidas em unidades prisionais.

Sete detidos foram transferidos ao Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). No decorrer das investigações, foram apreendidas mais de uma tonelada de drogas. Também foi preso um dos líderes da facção, no aeroporto de Guarulhos, quando retornava da Bahia, no dia 10 de maio deste ano.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Investigação

Sob efeito de drogas, mãe é detida por morder bebê de 4 meses em SP

Publicado

em

Uma mulher de 23 anos foi detida na tarde deste sábado (21), em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, sob suspeita de espancar e morder a filha de quatro meses. Vizinhos contaram à polícia que tentaram impedir as agressões e foram atacados pela suspeita, que estava sob o efeito de drogas.

Quando a polícia chegou ao local, encontrou a mãe e uma vizinha em luta corporal no meio da rua. “Segundo os moradores, são frequentes as agressões. Na data de hoje, ela estaria agredindo a criança, inclusive com mordidas. As moradoras se juntaram – em torno de cinco, seis mulheres – para conseguir tirar a bebê dela. Nesse momento, ela se revoltou e começou a agredir os moradores”, contou ao G1 o policial militar Rogério de Souza.

O agente disse ainda que a criança tem lesões e marcas de mordidas no corpo. Ela foi levada para a Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS) Norte e a mãe foi encaminhada à Central de Flagrantes da Polícia Civil.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer exame de corpo de delito. Se forem confirmadas as agressões, a mãe pode ser presa.

Filipe Fornari

O Conselho Tutelar informou que a família já é acompanhada e tem histórico de violência. “A genitora, por ora, é só mera acusada. A gente está trabalhando da melhor maneira possível, com o intuito de localizar algum membro da família mais próximo, para fazer o acolhimento da criança”, afirmou o conselheiro Tiago Negrão Azevedo.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Acidente de trânsito

Carro atropela ciclista e foge sem prestar socorro em Araçatuba

Publicado

em

Regional Press

Um ciclista de 20 anos ficou ferido após ser atropelado por um veículo não identificado na noite deste sábado (21) na Rua Brigadeiro Faria Lima, em Araçatuba.

Segundo relatos da própria vítima, ele informou que seguia pela via em direção a igreja quando um veículo em alta velocidade veio em sua direção e bateu violentamente em sua bicicleteta.

Bicicleta da vítima ficou destruída no acidente. (Regional Press)

Com o impacto, o rapaz foi arremessado ao solo e sofreu escoriações pelo corpo.

Uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros esteve no local e conduziu a vítima até o Pronto Socorro Municipal para atendimento médico.

Filipe Fornari

O veículo, causador do acidente, fugiu sem prestar socorro à vítima. A bicicleta ficou destruída.

DENÚNCIA

Quem tiver informações que leve a policia a identificar o condutor do veículo pode ligar para o telefone 190 e denunciar. Você não precisa se identificar.

Vítima foi socorrida pela UR do Corpo de Bombeiros até o Pronto Socorro Municipal com ferimentos pelo corpo. (Regional Press)

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Briga

Trio acusado de matar Vitória Gabrielly discute em delegacia em SP

Publicado

em

Aprisão dos três acusados de matar a adolescente Vitória Gabrielly, de 12 anos, ganhou mais um capítulo nessa sexta-feira (20).

O servente de pedreiro Júlio César de Lima Erguesse e o casal Bruno Marcel de Oliveira e Mayara Borges de Abrantes iniciaram uma discussão que durou cerca de três minutos e meio na Delegacia Seccional de Sorocaba (SP). A conversa foi gravada pelo repórter cinematográfico da TV TEM Gabriel Torres.

O trio aguardava a transferência para o presídio de Tremembé (SP) quando a confusão começou. Conforme gravado nas imagens, o casal alegavam inocência, chorava e, em determinado momento, insistiu para qe Júlio falasse sobre a acusação. Eles estavam em celas diferentes, mas lado a lado.

 

Filipe Fornari

Confira trechos da conversa entre os três acusados:

Bruno: A gente está orando todos os dias por essa criança.

Mayara: A gente nunca foi na cidade [Araçariguama], já foi provado isso. Sou inocente e vou provar a minha inocência. Fica tranquilo, meu amor. Fala aí, Júlio, o que você tem para falar, pelo amor de Deus! Olha o que você fez com a nossa vida, você tem filha, queria que fizesse isso com a sua filha? Mostra quem fez isso com você, meu Deus! Você está colocando nós, inocentes, na cadeia. Você está fazendo a minha família sofrer por uma coisa que eu não fiz. Abre a boca, conta quem fez isso, Júlio! Você não vai morrer, ninguém vai matar a sua família. Fala o verdadeiro culpado, eu te imploro! Eu não aguento ficar presa por uma coisa que eu não fiz. Eu te imploro, põe a mão na consciência, você sabe que não foi a gente. [chora e repete frases]

Bruno: E aí, Júlio?

Júlio: Fala, Bruno!

Bruno: É isso que você quer para a nossa vida, Júlio?

Júlio: Lógico que não, cara!

Bruno: Então fala a verdade!

Mayara: Foi ‘nós’, Júlio? É isso que você quer para a vida de quem te tratava igual irmão? Fomos nós?

Júlio: Não sei, cara.

Bruno: É ‘nós’ que estava com você? Você me viu na sexta-feira, Júlio?

Júlio: Na sexta-feira?

Bruno: É, Júlio!

Júlio: Nós ‘tava’ na vila!

Bruno: Nós ‘tava’ na vila, Júlio?

Júlio: ‘Nós ‘tava’ na vila onde a gente mora.

Bruno: Você me viu na sexta-feira, Júlio?

Júlio: Não, eu te vi quinta-feira quando você estava na obra com nós.

Bruno: Você me viu na quinta-feira! Na sexta eu tava com você? Eu sou seu irmão, eu sou a única coisa que você tem no momento. Você me viu na sexta?

Júlio: Não!

Bruno: ‘Foi’ eu que ‘tava’ com você nisso daí? Fala a verdade! Eu ‘tô’ aqui para proteger você. Eu ‘tava’ com você? Na sexta-feira eu ‘tava’ com você, meu irmão? Uma pessoa que sempre te deu carinho, não precisa você falar quem estava com você, Júlio, eu ‘tava’ com você, Júlio? Fala comigo, Júlio.

Entenda o caso

Após passar oito dias desaparecida, a adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi encontrada morta, no dia 16 de junho, no bairro Caxambu, em Araçariguama (SP). A menina foi vista pela última vez no dia 8 desse mês, quando andava de patins na mesma cidade. Ela foi achada ao lado do equipamento depois de uma denúncia anônima.

Até o momento, já foram presas três pessoas suspeitas de envolvimento na morte de Vitória. São elas o servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, indiciado por homicídio doloso, e o casal Bruno Marcel de Oliveira e Mayara Borges de Abrantes. Segundo a investigação da polícia, Vitória Gabrielly foi morta por engano.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS