Fique Conectado

Geral

Manifestações em 13 estados marcam um mês da morte de Marielle e Anderson Gomes

Publicado

em

Anunciante

Este sábado foi um dia de muitas manifestações em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL) e ao motorista Anderson Gomes e marcou um mês do crime que provocou a morte dos dois, em 14 de março, no Estácio, região central do Rio. Marielle foi atingida na cabeça por quatro tiros e Anderson foi morto por três disparos nas costas. Uma assessora de Marielle que também estava no carro sobreviveu ao ataque com ferimentos por estilhaços.

Logo no início do dia, o Amanhecer por Marielle e Anderson, se espalhou por diversos bairros do Rio e cruzou fronteiras para outros estados e países. Em nome da vereadora e do motorista, o partido dela, o PSOL, e diversos movimentos sociais marcaram eventos pela internet. No Brasil, houve mobilização no Distrito Federal e em 13 estados, entre eles, Piauí, Ceará, Paraíba, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná e Rio Grande do Sul. Fora do país, ocorreram manifestações nos Estados Unidos, Canadá, Peru, na Argentina, Itália, Alemanha, Suécia, Suíça, nos Países Baixos, no Reino Unido, na Hungria, em Portugal e na França.

site de Marielle informava a intenção dos atos: “Precisamos mostrar que estamos transformando nossa dor em força, que não daremos nenhum passo atrás e que nem o tempo nem o medo vão nos calar!”.

Com este propósito, diversas pessoas foram às ruas reforçar as causas que a vereadora defendia: contra o racismo, a intolerância religiosa, o preconceito e a violência contra negros.

Filipe Fornari

No Rio, ocorreram manifestações em vários bairros. Em Campo Grande, na zona oeste, o estudante Cauã Lopes, de 18 anos, levou uma tela com o desenho do rosto de Marielle para incentivar as crianças a colorirem. “A gente resolveu criar uma arte que atraísse o público infantil, sob o ponto de vista de que a criança também faz parte da questão política”, disse.

Cauã faz parte do Coletivo Juntos que era incentivado por Marielle. O estudante tem se recordou do contato que teve com a vereadora. “Meu convívio com a Marielle foi muito forte porque a minha família é composta por negros e a minha irmã, Yamê Pedrosa, foi a primeira mulher da zona oeste que participou da comissão de diretos da mulher negra da OAB. O mandato dela [de Marielle] sempre foi muito receptivo conosco. O que ela sonhava para a comunidade negra e em geral a gente sempre se identificou”, disse.

O deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) que faz parte da comissão externa da Câmara que acompanha as investigações do crime destacou que há uma “tradição terrível” na história brasileira que é a da não apuração de crimes políticos.

“Se a gente não gritar, se a gente esquecer, esse mínimo que não traz de volta as vidas dos nossos amados, mas que pelo menos nos acalma um pouquinho, que é saber quem puxou aquele gatilho certeiro, profissional e quem mandou e organizou este homicídio”, disse o deputado.

A deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ), que também integra a comissão, disse que tem participado de reuniões com o chefe de Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, com o interventor federal, general Walter Braga Netto, e pelas informações que tem recebido as investigações estão bastante avançadas.

“Nós não temos ainda um prazo para o esclarecimento, porque tanto para o chefe da Polícia Civil como para nós, é para além do executor que apertou o gatilho. É fundamental entender a motivação. Nós queremos também saber a motivação para entender o alcance do risco que tem para os outros ativistas dos direitos humanos e de todas as pessoas que estão nesta luta”, afirmou. Ela lembrou que o assassinato da juíza Patrícia Acioli levou quase dois meses para ser esclarecido e o de Marielle e Anderson com um mês de investigação já está em estágio mais avançado que as apurações da morte da magistrada.

O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que participou hoje de diversos atos desde o Amanhecer por Marielle e Anderson e da missa da família da vereadora, no centro do Rio, destacou que é importante reforçar a mensagem de Marielle.

“Porque que ela só foi apresentada à sociedade depois de ter a vida ceifada desta forma? Acho que é uma grande lição que fica para todos nós. Para onde nós olhamos antes disso? Será que a pauta da Marielle era uma novidade? Talvez não. Porque a importância que estamos dando agora é maior diante da brutalidade. Acho que manter esta pauta viva, fazer o Amanhecer, fazer a caminhada, é fazer com que essa batalha nunca mais seja perdida”, disse.

Deixe sua opinião

Agência Brasil
Anunciante

Rede social

Saiba quais são os temas mais debatidos pelos brasileiros no Facebook

Publicado

em

Assuntos relacionados a segurança e economia são os mais debatidos pelos brasileiros no Facebook. No total, 64 milhões de pessoas geraram quase 1 bilhão de interações no mês de abril. Este tipo de mapeamento nunca foi disponibilizado publicamente pela companhia.

Os dados foram apresentados pela empresa em um evento sobre internet e eleições realizado sexta-feira (20), em Brasília. A plataforma mapeia os assuntos discutidos e organiza estes em grandes temas. No monitoramento compartilhado no evento, foram identificados os números de pessoas abordando as questões, o número de interações (curtidas, comentários, compartilhamentos) e o percentual por gênero. Os dados são relativos ao mês de abril.

Diferentemente de pesquisas de opinião, que baseiam suas análises em uma amostra de alguns milhares de entrevistados, o quadro montado pelo Facebook toma como referência a sua base de usuários, que chegou a 127 milhões de pessoas, mais da metade da população brasileira.

De acordo com o levantamento, segurança e economia foram os temas mais populares. O primeiro teve 262,2 milhões de interações promovidas por 32,3 milhões de pessoas. Já questões vinculadas ao universo econômico geraram 165,8 milhões de interações envolvendo 30,4 milhões de pessoas.

Filipe Fornari

No ranking de áreas objeto de maior preocupação, os dois temas são seguidos por educação (119,9 milhões de usuários e 26,7 milhões de pessoas), tecnologia (102 milhões e 19,4 milhões), saúde (96 milhões e 25,9 milhões) e habitação (81,3 milhões e 19,7 mihões).

Na divisão por gênero, o tema de maior preocupação das mulheres foi Saúde (65% to total de pessoas interagindo), seguido de Educação (64%) e Habitação, Economia, Meio Ambiente e Gênero (62%). Já a participação de homens foi maior nas conversas virtuais sobre Indústria (47%), Segurança (43%), Agricultura (41%) e Turismo e Transporte (40%). Com informações da Agência Brasil.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Saúde Bucal

Restaurações dentárias escurecidas devem ser trocadas pelas brancas?

Publicado

em

Uma dúvida paira entre os pacientes nas clínicas odontológicas. Tudo bem manter as restaurações antigas, os amálgamas de cor mais escura, ou o melhor é substituí-las pelas restaurações brancas, feitas de resina?

Os amálgamas são feitos de metais como o mercúrio, componente considerado tóxico. “No uso odontológico, não há problemas para o paciente, porque o mercúrio é combinado a outros metais. Salvo em casos raríssimos de pessoas sensíveis a essa substância”, esclarece Paulo Capel, professor de saúde pública da USP (Universidade de São Paulo).

Alguns profissionais, no entanto, indicam a troca. “Além do valor estético, a resina deixa infiltrações e cáries mais visíveis”, diz o cirurgião-dentista Edson Myai, da SucessOdonto Prime. Dessa forma, ajuda no tratamento precoce e até na prevenção de problemas. “Quanto à durabilidade, depende muito dos hábitos de cada um, como alimentação, tabagismo, ranger de dentes etc.”

É preciso cuidar bem de qualquer restauração. Rotina de higiene bucal e boa alimentação, além da visita regular ao dentista, são essenciais. “Amálgamas são mais resistentes, mas é preciso fazer um raio-X para checar se não há fraturas ou infiltrações e, assim, fechar um diagnóstico seguro”, diz Beatriz Bussab, cirurgiã-dentista da Dental Saúde.

Filipe Fornari

“A resina já evoluiu, e novas tecnologias sempre surgem. Dentistas e pacientes devem conversar para chegar à melhor saída”, diz Capel.

ENTENDA AS DIFERENÇAS

– Amálgama: Restauração mais antiga, de cor escura, é formada por uma uma liga metálica que tem prata, estanho e mercúrio em sua composição. Além desses metais, quantidades menores de cobre, zinco, ouro, índio e platina são utilizadas para aumentar a resistência à corrosão.

– Resinas compostas: Já usadas há cerca de 20 anos, elas são de cor branca e, por isso, têm mais valor estético e não contêm metais que podem ser tóxicos ao organismo.

Fontes: Beatriz Bussab, cirurgiã-dentista da Clínica Dental Saúde; Edson Myai, cirurgião-dentista da SucessOdonto Prime; Felipe Melhado Magri, especialista em implantodontia, em prótese dentária e reabilitação oral; Conselho Regional de Odontologia de São Paulo. Com informações da Folhapress.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Loteria

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 72 milhões

Publicado

em

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.061 da Mega-Sena. Os números sorteados neste sábado (21), em Ipameri (GO), foram os seguintes: 33, 36, 40, 44, 45 e 54.

O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 25, é de R$ 72 milhões.

Confira o rateio oficial:

Sena – 6 números acertados – Não houve acertador

Filipe Fornari

Quina – 5 números acertados – 93 apostas ganhadoras, R$ 45.677,31

Quadra – 4 números acertados – 6899 apostas ganhadoras, R$ 879,62

QUINA

O concurso 4.730 da Quina também não teve nenhum ganhador neste sábado (21). Os números sorteados foram os seguintes: 02, 13, 23, 46 e 49. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 23, é de R$ 6,3 milhões.

Confira o rateio oficial:

Quina – 5 números acertados – Não houve acertador

Quadra – 4 números acertados – 102 apostas ganhadoras, R$ 4.872,39

Terno – 3 números acertados – 8513 apostas ganhadoras, R$ 87,78

Duque – 2 números acertados – 199183 apostas ganhadoras, R$ 2,06

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Loteria

Mega Sena pode pagar R$ 62 milhões neste sábado

Publicado

em

A Mega Sena pode pagar R$ 62 milhões ao apostador que acertar as seis dezenas sorteadas neste sábado (21) no concurso 2061. O sorteio será realizado na cidade de Ipameri (GO).

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica. A aposta mínima (de 6 números) custa R$ 3,50.

O resultado do concurso 2061 poderá ser conferido, logo após o sorteio, no site da Caixa. Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS