Fique Conectado

Geral

Manifestações em 13 estados marcam um mês da morte de Marielle e Anderson Gomes

Publicado

em

Anunciante

Este sábado foi um dia de muitas manifestações em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL) e ao motorista Anderson Gomes e marcou um mês do crime que provocou a morte dos dois, em 14 de março, no Estácio, região central do Rio. Marielle foi atingida na cabeça por quatro tiros e Anderson foi morto por três disparos nas costas. Uma assessora de Marielle que também estava no carro sobreviveu ao ataque com ferimentos por estilhaços.

Logo no início do dia, o Amanhecer por Marielle e Anderson, se espalhou por diversos bairros do Rio e cruzou fronteiras para outros estados e países. Em nome da vereadora e do motorista, o partido dela, o PSOL, e diversos movimentos sociais marcaram eventos pela internet. No Brasil, houve mobilização no Distrito Federal e em 13 estados, entre eles, Piauí, Ceará, Paraíba, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná e Rio Grande do Sul. Fora do país, ocorreram manifestações nos Estados Unidos, Canadá, Peru, na Argentina, Itália, Alemanha, Suécia, Suíça, nos Países Baixos, no Reino Unido, na Hungria, em Portugal e na França.

AnuncianteCirco Mágico

site de Marielle informava a intenção dos atos: “Precisamos mostrar que estamos transformando nossa dor em força, que não daremos nenhum passo atrás e que nem o tempo nem o medo vão nos calar!”.

Com este propósito, diversas pessoas foram às ruas reforçar as causas que a vereadora defendia: contra o racismo, a intolerância religiosa, o preconceito e a violência contra negros.

No Rio, ocorreram manifestações em vários bairros. Em Campo Grande, na zona oeste, o estudante Cauã Lopes, de 18 anos, levou uma tela com o desenho do rosto de Marielle para incentivar as crianças a colorirem. “A gente resolveu criar uma arte que atraísse o público infantil, sob o ponto de vista de que a criança também faz parte da questão política”, disse.

Cauã faz parte do Coletivo Juntos que era incentivado por Marielle. O estudante tem se recordou do contato que teve com a vereadora. “Meu convívio com a Marielle foi muito forte porque a minha família é composta por negros e a minha irmã, Yamê Pedrosa, foi a primeira mulher da zona oeste que participou da comissão de diretos da mulher negra da OAB. O mandato dela [de Marielle] sempre foi muito receptivo conosco. O que ela sonhava para a comunidade negra e em geral a gente sempre se identificou”, disse.

O deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) que faz parte da comissão externa da Câmara que acompanha as investigações do crime destacou que há uma “tradição terrível” na história brasileira que é a da não apuração de crimes políticos.

“Se a gente não gritar, se a gente esquecer, esse mínimo que não traz de volta as vidas dos nossos amados, mas que pelo menos nos acalma um pouquinho, que é saber quem puxou aquele gatilho certeiro, profissional e quem mandou e organizou este homicídio”, disse o deputado.

A deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ), que também integra a comissão, disse que tem participado de reuniões com o chefe de Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, com o interventor federal, general Walter Braga Netto, e pelas informações que tem recebido as investigações estão bastante avançadas.

“Nós não temos ainda um prazo para o esclarecimento, porque tanto para o chefe da Polícia Civil como para nós, é para além do executor que apertou o gatilho. É fundamental entender a motivação. Nós queremos também saber a motivação para entender o alcance do risco que tem para os outros ativistas dos direitos humanos e de todas as pessoas que estão nesta luta”, afirmou. Ela lembrou que o assassinato da juíza Patrícia Acioli levou quase dois meses para ser esclarecido e o de Marielle e Anderson com um mês de investigação já está em estágio mais avançado que as apurações da morte da magistrada.

O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que participou hoje de diversos atos desde o Amanhecer por Marielle e Anderson e da missa da família da vereadora, no centro do Rio, destacou que é importante reforçar a mensagem de Marielle.

“Porque que ela só foi apresentada à sociedade depois de ter a vida ceifada desta forma? Acho que é uma grande lição que fica para todos nós. Para onde nós olhamos antes disso? Será que a pauta da Marielle era uma novidade? Talvez não. Porque a importância que estamos dando agora é maior diante da brutalidade. Acho que manter esta pauta viva, fazer o Amanhecer, fazer a caminhada, é fazer com que essa batalha nunca mais seja perdida”, disse.

Deixe sua opinião


Agência Brasil
Anunciante

eleições 2018

Guilherme Boulos incita invasão à casa de Jair Bolsonaro

Publicado

em

(Reprodução)

O candidato à presidência pelo PSOL nestas eleições, Guilherme Boulos, disse durante um ato que participou na quarta-feira (10) que o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), movimento que lidera, “ocupa terrenos improdutivos e a casa do Bolsonaro não parece muito produtiva”.

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, usou o Twitter para registrar o que considerou uma ameaça de Boulos e disse que se defenderia de tal ato.

AnuncianteCirco Mágico

“Esta ameaça vai ser transmitida pela mídia ou só quando eu responder como defenderei minha família e propriedade, tentando me imputar novamente como o maior vilão do universo?”, disse o presidenciável ao compartilhar o vídeo do protesto.

Entre a fala do psolista, os manifestantes que participavam do protesto que aconteceu na avenida Paulista gritou o que seria uma ameaça à casa do presidenciável: “Bolsonaro, presta atenção, a sua casa vai virar ocupação”.

Em resposta, Boulos usou as redes sociais para dizer que “quem viu o vídeo e junta lé com cré percebe que foi uma ironia”.

O candidato que recebeu menos 1% dos votos válidos no primeiro turno das eleições disse ainda que “falta amor no mundo, mas também falta interpretação de texto”.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Famosos

Marcelo Serrado causa na web ao divulgar o seu voto no segundo turno

Publicado

em

Marcelo Serrado declarou apoio a candidato do PT, Fernando Haddad (Imagem: Reprodução / Globo)

Marcelo Serrado veio a público manifestar o seu voto no segundo turno das eleições à presidência da República. Entre Fernando Haddad, do PT, e Jair Bolsonaro, do PSL, o ator da Globo já decidiu o que fará do seu voto.

No primeiro turno, o ator apoiou a candidatura de Marina Silva, da Rede, mas agora, por meio do seu perfil no Instagram, ele deu a entender qual será a sua escolha para o comando do país.

AnuncianteCirco Mágico

“Não sou petista, mas tenho certeza que o ódio não me representa, por isso vou de ‘hamor’”, declarou ele, em referência a Fernando Haddad.

Ele também se manifestou politicamente por um texto de Patricia Pillar. “Todo o meu respeito e admiração aos amigos antipetistas que vão votar no Haddad em prol da democracia”. O ator respondeu: “Sim, vamos juntos”, declarou.

Marcelo teve, inclusive, o “aval” de José de Abreu, que nas últimas horas criticou abertamente a postura de sua colega de emissora, Regina Duarte. “Marcelo Serrado não apoia fascista. E é antipetista de carteirinha. Mas tem boa cabeça, sabe que o fascismo esmaga a arte. Não dá tiro no pé”, argumentou.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Tecnologia

Navegação pelo feed do Instagram pode mudar em breve; entenda

Publicado

em


OInstagram está testando uma nova forma de os seus usuários navegarem pelo feed de publicações da rede social.

Ao invés do que acontece hoje em dia, em que o utilizador faz “scroll” e vê as publicações pela ordem apresentada pelo algoritmo, se for aplicada a novidade, só será necessário dar um toque na tela para ver as postagens dos amigos, afirmou o TechCrunch.

AnuncianteCirco Mágico

A ideia é deixar que a navegação do feed seja igual à  dos Stories, ou seja, mais simples e cômoda aos usuários.

No momento, o teste estaria sendo feito exclusivamente no separador Explore, no entanto, é provável que, se for bem-sucedida, a mudança seja implementada no feed principal.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

loteria

Apostador ganha sozinho prêmio de R$ 27 milhões da Mega-Sena

Publicado

em


Um apostador de Marabá, no Pará, acertou sozinho o concurso 2.087 da Mega-Sena e vai receber um prêmio de R$ 27 milhões.

Ele acertou as dezenas 02,18,19,23,34 e 53 sorteadas nesse sábado (13) em Joaçaba (SC).

AnuncianteCirco Mágico

A quina teve 52 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 41.598,96 a cada uma.

A quadra teve 4.898 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 630,91 a cada uma.

De acordo com a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena está marcado para o dia 17 de outubro, com prêmio estimado em R$ 2,5 milhões.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998