Fique Conectado

Quase

Em nova tentativa, homem voa em foguete para ‘provar’ que Terra é plana. Assista!

Em sua segunda tentativa, norte-americano consegue chegar aos céus com foguete caseiro, mas não é capaz de comprovar sua teoria com seus próprios olhos

Publicado

em

Anunciante

Ele conseguiu. No final de 2017, a Galileu noticiou a tentativa frustrada de Mike Hughes, ou ou Mad Mike como se auto denomina, de voar aos céus com o objetivo de provar que a Terra é plana. Para isso, o motorista de limusine de 61 anos aprendeu sozinho a construir um foguete.

Problemas técnicos e com o U.S. Bureau of Land Management (Escritório de Gestão de Terras, órgão que cuida das terras públicas dos Estados Unidos), responsável pela área do Deserto de Mojave que serviria como pista de lançamento, adiaram a confirmação de que a Terra é plana.

Mas o tão esperado momento chegou. Às 3h da tarde de sábado, dia 24 de março, seu foguete finalmente ganhou os céus, ostentando uma grande bandeira do grupo que financiou a empreitada “Research Flat Earth” (Pesquisa da Terra Plana).

Em um voo que não durou mais que dois minutos, Mad Mike atingiu uma velocidade de 160 km/h, chegando a 571 metros de altura, antes de acionar os paraquedas que o trouxeram com relativa segurança de volta ao chão. Veja no vídeo.

Filipe Fornari

Depois de seu feito, porém, o motorista não parecia tão animado assim. “Estou feliz que fiz isso? Sim, eu acho. Pelo menos eu vou para casa, jantar e ver meus gatos hoje”, afirmou  Mike à agência de notícias AP News.

Mas e a Terra plana? Ao chegar ao seu ápice, se Mike conseguiu olhar pela janela do foguete, ele observou um horizonte 100% plano. Eita, você deve ter pensado agora. Mas é que, para observar a curvatura da Terra, você precisa subir um pouco mais, pelo menos até 10,7 quilômetros acima do nível do mar.

Ou seja, além de algumas dores e fama momentânea, a aventura rendeu pouco à Mad Mike, e aos terraplanistas. “Se eu acredito que a Terra tem a forma de um frisbee? Eu acredito”, disse, antes de demonstrar ter ambições maiores. “Eu tenho certeza disso? Não. É por isso que eu quero ir até o espaço.”

Se com um foguete feito com as próprias mãos é difícil chegar ao espaço, quanto mais continuar vivo depois disso, ele traçou um caminho mais pragmático: concorrer ao cargo de governador do Arizona. “Não é piada. Eu quero fazer isso.”

“Minha história é incrível. São diferentes pontos – a coisa construída na garagem, eu sou um cara mais velho, estou no meio do nada, mais a Terra plana”, contou ao canal online Noize TV, que prepara um documentário sobre ele.

Mas tanta atenção tem seu lado negativo. “O problema é que isso traz todo tipo de maluco também”, contou. Por que será né, Mike?

Deixe sua opinião

Anunciante

ENTRETENIMENTO

Better Call Saul divulga novo trailer da quarta temporada

Publicado

em

(Divulgação/AMC)

A AMC divulgou um novo trailer da quarta temporada de Better Call Saul que mostra o mundo virando de cabeça pra baixo na vida de Jimmy McGill.

O trailer mostra como a morte de Chuck afeta a vida de Jimmy e como ele começa a conduzir a sua vida em direção à persona de Saul Goodman, se afundando cada vez mais no crime.

Better Call Saul retorna no dia 6 de agosto.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

No Domingo

Espetáculo une mágica e elementos da cultura japonesa no Sesc Birigui

Publicado

em

“Wakatta” significa “entendi” na língua japonesa. A palavra foi escolhida pelo mágico Célio Amino para dar nome ao espetáculo que ele apresenta neste domingo, dia 22, às 16h, no Teatro do Sesc Birigui. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados na bilheteria do local a partir das 15h.

O personagem Amino-san não fala português, mas todos o entendem. Neste caso, a língua não é barreira para a apreciação dos números de ilusionismo feitos por ele. Em cena, a diferença de idiomas, paradoxalmente, se torna no palco uma forma criativa de mostrar as possibilidades de comunicação.

Ao lado de sua assistente de palco, o mágico manuseia, por exemplo, objetos coloridos e realiza números com a ajuda de artifícios tecnológicos, além de interagir com a plateia. O espetáculo faz ainda referências a elementos da cultura japonesa, como o mangá Naruto, o Wazuma (ou Tezuma, ilusionismo tradicional japonês) e os teatros tradicionais Kabuki e Nô.

No mesmo dia, das 10h às 12h, Célio Amino ministra a oficina “Mágica de Aprender”, na Área de Convivência do Sesc Birigui. A atividade aborda números de mágica para iniciantes, ensinando aos principais conceitos por trás dos efeitos, e é voltada a crianças e adultos com a partir de 7 anos. Não é necessário fazer inscrição antecipadamente.

Filipe Fornari

Carreira

Amino teve os primeiros contatos com mágica aos seis anos, tornando-se mágico profissional há mais de duas décadas. Formado em física na USP, é fundador da empresa Magicorp e protagonista também do espetáculo “Além da Mágica”.

Serviço

Espetáculo “Wakatta”
Dia 22, domingo, às 16h
Teatro Sesc Birigui
(Rua Manoel Domingos Ventura, 121, Vila Xavier)
Grátis – Retirada de ingressos com 1h de antecedência

Oficina “Mágica de aprender”
Dia 22, domingo, das 10h às 12h
Área de Convivência – Sesc Birigui
A partir de 7 anos
Grátis

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Rede

Facebook endurece regras para usuários com menos de 13 anos

Publicado

em

Embora as políticas do Facebook não permitam contas com menos de 13 anos, a rede social está repleta de crianças. Isso ocorre porque muitas mentem a data de nascimento no momento do cadastro. O bloqueio do perfil até ocorre, mas é preciso que alguém denuncie.

Agora, de acordo com o UOL, O Facebook quer endurecer estas regras, com um bloqueio mais “proativo” das contas. Assim, os revisores da companhia serão orientados a bloquear temporariamente qualquer conta que eles suspeitem ser de alguém com menos de 13 anos. Caso a pessoa queira recuperar o perfil, será preciso mostrar um documento de identificação com foto.

“Temos trabalhado para atualizar a orientação dos revisores para restringir qualquer conta que encontrarem se tiverem uma forte suspeita de pertence a um menor de idade”, afirmou a empresa em um comunicado publicado na terça-feira (17).

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

mato grosso

Mecânico transforma Uno 2002 em ‘Lamborghini’: ‘Sonho realizado’

Publicado

em

'LamborgUno' (Foto: Arquivo Pessoal)

Um morador transformou o carro dele, um Uno 2002, em uma “Lamborghini” e virou atração na cidade de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Apaixonado por carros esportivos desde criança, Edimar Souza Goulart, de 28 anos, trabalha como mecânico e pintor.

Ao G1, ele contou que sempre teve o sonho de comprar um carro esportivo, no entanto, não tinha dinheiro para adquirir o modelo que desejava.

A transformação do Uno durou quase um ano e ainda está em fase de finalização. Ele afirma que fez o trabalho sozinho, mas ainda não dirige o “LamborgUno” pela cidade, apenas no Bairro Cidade de Deus 1, onde vive.

Edimar Goulart construiu um ‘LamborgUno’ (Foto: Arquivo Pessoal)

A adaptação foi feita utilizando materiais simples, como isopor e massa acrílica. Ele explicou que o Uno foi comprado em 2016 por R$ 9 mil e que já investiu R$ 3 mil para a reforma sonhada.

Filipe Fornari

Uma “Lamborghini” original, modelo Aventador – tipo do carro que o morador se inspirou – tem o custo aproximado de R$ 3 milhões no Brasil e acelera de 0 a 100 km em 2,9 segundos, chegando à velocidade máxima de 350 km/h.

O carro de Edimar é um pouco mais modesto: o Uno 2002 acelera de a 0 a 100 km/h em 15,2 segundos e chega a velocidade máxima: 151 km/h. Atualmente o veículo está avaliado em R$ 10,5 mil.

Por enquanto, ele ainda não alterou o motor do sonhado carro.

No início de 2017, Edimar começou a desenhar as peças que precisava para modificar e dar vida ao “LamborgUno”. O carro adaptado foi construído com isopor, chapas de alumínio, além de cantoneiras e massa acrílica.

O interior do veículo modificado ainda pertence ao Uno original, no entanto, as rodas e o volante do carro foram trocados por peças esportivas. Foi o primeiro carro que ele ‘construiu’.

Edimar disse que o carro ainda deve ser coberto com fibra de vidro nos próximos quatro meses para que fique resistente à poeira e água e para que possa dirigir pela cidade.

Segundo ele, o veículo é famoso na região onde mora e os vizinhos sempre pedem para tirar fotos com o carro.

Uno antes de ser transformado em ‘LamborgUno’ (Foto: Arquivo Pessoal)

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS