Fique Conectado

Araçatuba

GOE detém mulher em condomínio de luxo com material contrabandeado

Publicado 

em

Anunciante

Policias civis do GOE (Grupo de Operações Especiais) detiveram uma mulher de 33 anos sob acusação de contrabando, nesta terça-feira (13), em Araçatuba.

A ação ocorreu no condomínio Habiana, após denúncia anônima de receptação. Diante da informação, a Justiça concedeu mandado de busca e apreensão e a residência foi revistada pelos investigadores.

Foram apreendidos dezenas de produtos de segurança pessoal como caixas com luvas, capacetes, placas de segurança, além de protetores para ouvido, sem notas fiscais.

A mercadoria foi apreendida. A mulher, que não teve o nome divulgado, foi levada para o plantão policial de Araçatuba.

Filipe Fornari

Após ser ouvida, ela foi liberada. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a ocorrência de contrabando.

Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante

ARAÇATUBA

Cuidado com novo golpe da herança milionária

Imagem ilustrativa

Os golpes e contos praticados por estelionatários são muito antigos e fazem milhares e milhares de vítimas por todos os cantos do país, a maioria delas, acaba perdendo dinheiro por achar que estão levando vantagem em alguma situação. Um novo golpe vem ganhando espaço nas redes sociais e por pouco não fez uma vítima em Araçatuba na madrugada desta quarta-feira (20).

Um eletricista de 32 anos, morador no bairro São Vicente, em Araçatuba, recebeu um pedido de amizade pelo facebook de um perfil denominado Mahammad Abbas. Depois de aceitar, o golpista começou a conversar com a vítima e disse que está com o caso de um cliente que teria morrido em um terremoto, em 2009, e que teria uma apólice de um seguro privado no valor de 26 milhões de dólares.

O golspista ainda disse que esse cliente teria o mesmo sobrenome do eletricista e induziu a acreditar que poderia ser herdeiro da suposta fortuna, pedindo cópia de todos os documentos pessoais, que foram digitalizados e enviados via internet.

Depois o eletricista começou a desconfiar e fez uma pesquisa na internet, descobrindo que tratava-se de um golpe da herança milionária, sendo que a passo seguinte poderia ser até o pedido de dinheiro para dar entrada em um processo para liberação do dinheiro. A perceber que tratava-se de um golpe ele registrou boletim de ocorrência, caso seus documentos sejam utilizados de forma indevida.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

VIOLÊNCIA

Mulher é esfaqueada pelo marido e se recusa a registrar ocorrência em Araçatuba

Imagem ilustrativa

Uma dona de casa de 47 anos foi ferida com uma facada no abdome na noite desta quarta-feira no bairro Parque Industrial, em Araçatuba. O acusado é o companheiro dela, um auxiliar geral de 52 anos. Apesar da gravidade, a mulher, embriagada, tentou dispensar os policiais que foram atender a ocorrência e não queria registra o b.o.

Policiais militares foram até a rua Rubem Berta, onde havia denúncia de que uma mulher estava ferida por golpe de faca. Chegando no local encontraram a vítima sentada na calçada, consciente, mas em estado de embriaguez. Ela estava com uma perfuração abdominal e se recusava a falar o que havia acontecido.

Diante da insistência dos policiais ela disse que foi agredido pelo seu companheiro. O acusado estava no local e também apresentava sinais de embriaguez. Ele confessou que durante discussão com a mulher acabou desferindo um golpe de faca. Ela foi socorrida por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, onde recebeu atendimento.
O delegado plantonista registrou boletim de ocorrência por lesão corporal e violência doméstica, para posteriores diligências. O acusado não ficou preso em flagrante.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Investigação

Mãe da menina Vitória diz ser vítima de acusações e desconfiança

A Polícia Civil segue investigando as circunstâncias misteriosas da morte de Vitória Gabrielly, de 12 anos, em Araçariguama, no interior de São Paulo. A família da vítima, no entanto, relata que vem recebendo mensagens agressivas e sofrendo ameaças de pessoas que acreditam que familiares estariam envolvidos no crime, ainda que não haja provas e que a investigação esteja sob sigilo.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Rosana Maciel Guimarães, mãe da menina Vitória, contou que recebeu uma mensagem que dizia: “Diz logo que foi você, assume!”. Para ela, a investigação que a polícia vem conduzindo está desnorteada e o fato de ainda não terem encontrado respostas faz com que as pessoas queiram ver culpados até onde não há.

“Não acho justo querer jogar para cima da minha família, em mim agora. Eu tenho certeza de que isso não é vingança [como a polícia diz suspeitar]. Isso daí, sei lá, talvez [alguém] pegou [Vitória] por engano e, depois que pegou por engano, teve que dar um jeito”, afirma a mãe.

Ainda segundo entrevista à Folha, Rosana conta que vem sendo criticada porque estava no trabalho enquanto a menina brincava sozinha na rua. “Até na televisão já falaram: ‘Onde estava a mãe?’”, reclamou.

Filipe Fornari

Vitória Gabrielly desapareceu na tarde de 8 de junho, quando foi brincar de patins em um ginásio esportivo perto da casa da família. Seu corpo foi encontrado no último sábado (16), em uma mata da cidade, ao lado do patins que usava. Os cadarços do brinquedo foram utilizados para amarrar os braços e as pernas da menina.

O advogado da família, Roberto Guastelli, diz que não havia sinais de violência sexual e que, possivelmente, a vítima foi morta asfixiada.

Até agora, a polícia prendeu apenas um suspeito de participação no crime, que chegou a confessar envolvimento, mas deu oito versões diferentes, que não foram confirmadas. O pedreiro Julio Cesar Lima Ergesse, 24, chegou a citar a participação de um casal no crime, mas que tinha um álibi.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a família da vítima suspeita que ele tenha problemas mentais e que os policiais possam estar diante de mais uma pista errada. “Ela [polícia] não tem um norte. Só está segurando ele porque ele confessou. Se ele não tivesse confessado, ele já estaria na rua”, afirma a mãe de Vitória.

 

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MG

Ladrão tem membros dilacerados por rottweilers após invadir galpão

O bandido não se intimidou com as placas que avisavam: “Atenção! Área protegida por cães treinados para atacar”

Um assaltante teve membros dilacerados por cães da raça rottweiler após invadir um galpão em Belo Horizonte (MG) na noite desta quarta-feira (20/6).

O homem, de 38 anos, teve o braço e pé esquerdos lacerados e foi levado até o HPS (Hospital de Pronto-Socorro) João XXIII. O bandido não se intimidou com as placas que avisavam: “Atenção! Área protegida por cães treinados para atacar”.

Ele foi atacado logo após a invasão e seus gritos de dor fizeram com que vizinhos acionassem a Polícia Militar.

Os agentes conseguiram entrar em contato com o treinador dos cachorros, que retirou os animais de lá para que a vítima fosse socorrida. As informações são do R7.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS