Fique Conectado

TAÇA RIO

Júlio César chora em preleção de reestreia no Flamengo

Após a vitória, o Flamengo chegou aos 9 pontos e se aproximou da classificação para a semifinal da Taça Rio

Publicado 

em

Anunciante

O Flamengo divulgou um vídeo dos bastidores do time durante a preleção da vitória sobre o Boavista, em Volta Redonda, na quarta-feira (7). Estrela da noite, Júlio César fazia sua reestreia pelo clube do coração e teve o papel de motivar os companheiros. Emocionado, ele chorou copiosamente enquanto falava com o elenco.

O momento de maior emoção foi quando ele disse estar relembrando seu início de carreira pelo Flamengo. Neste momento, sua voz chegou a travar e se misturar com o choro.

“Três meses atrás eu pedi para vir para cá. Porque [pausa emocionado] eu estava acompanhando vocês lá de Portugal e queria participar desse grupo, do novo Flamengo. Eles me deram essa oportunidade. Eu pedi, eles não me ligaram. Vocês não sabem o sentimento que está passando aqui dentro de mim por estar aqui”, disse enquanto chorava copiosamente. “Revivendo o momento quando comecei. Quero aproveitar cada segundo com vocês”, completou.

Filipe Fornari

“Tem que respeitar essa camisa aqui, esse clube que está fazendo tanto pela gente. Rapaziada, olha para o lado e olha a qualidade que tem aqui. Peço que encarem esse jogo como se fosse de Libertadores. Esse clube aqui, eu sei, esse cara aqui [aponta para Juan] sabe. O quanto se é cobrado aqui. Não percam essa oportunidade, beleza?”, completou o goleiro.

Após a vitória, o Flamengo chegou aos 9 pontos e se aproximou da classificação para a semifinal da Taça Rio. O time rubro-negro volta a campo no sábado (10), quando medirá forças com o Macaé, no Moacyrzão. (FOLHAPRESS)


Deixe sua opinião

Fonte:
NOTICIAS AO MINUTO
Anunciante

futebol

França derruba o Peru e se garante nas oitavas da Copa do Mundo

Os Bleus venceram os sul-americanos por 1 a 0 pela segunda rodada do Grupo C

Pela segunda rodada do Grupo C, a França venceu o Peru por 1 a 0 nesta quinta-feira (21), chegou a seis pontos e se garantiu nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. O gol da partida, ocorrida em Ecaterimburgo, foi marcado por Kyllian Mbappé, que entrou para a história dos Bleus.

om o resultado, o Peru chega a segunda derrota e está matematicamente eliminado. Com os franceses garantidos na próxima fase, a outra vaga do Grupo C fica entre Dinamarca e Austrália.

Na terceira e última rodada, a Dinamarca enfrenta a França, e a Austrália pega o Peru.

O JOGO

Os franceses começaram melhor, criando mais oportunidades ofensivas. Mas depois dos primeiros 15 minutos, os peruanos mostraram reação e trataram de trabalhar mais a bola. Depois disso, o jogo se equilibrou.

Filipe Fornari

Só que a França voltou a forçar a partida e abriu o placar aos 33 minutos da primeira etapa, com Kyllian Mbappé. Giroud recebe na área, chuta de esquerda e a bola desvia em Rodríguez. A bola encobre o goleiro Gallese e sobra livre para o camisa 10 apenas empurrar para o gol vazio.

No segundo tempo, a França colocou bastante pressão na tentativa de ampliar o placar. Os peruanos até deram algumas respostas, mas só cresceram nos 10 minutos finais. Apesar da intensidade sul-americana na etapa final, o placar continuou o mesmo: 1 a 0 para a França.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

BLINDADO

Neymar não quer contato direto com fãs no Instagram

O craque da seleção limitou comentários na rede social e se blindou virtualmente

© MoWA Press

Neymar Jr. não quer contato direto com os fãs no Instagram. O atacante da seleção brasileira decidiu se blindar “virtualmente” ao limitar comentários em sua conta na rede social.

Só quem é “amigo” do jogador (ou seja, quem é seguido por ele) pode deixar comentários nas postagens do camisa 10.

Ao ativar este recurso no Instagram, Neymar evita receber críticas e comentários negativos, algo muito comum na internet.

Em tempo, vale lembrar que Neymar tem mais de 95 milhões de seguidores no “Insta”.

Filipe Fornari

Deixe sua opinião

Continue Lendo

FUTEBOL

De pênalti, Austrália empata com a Dinamarca pelo Grupo C: 1 x 1

Eriksen abriu o placar para os europeus, mas Jedinak igualou a vantagem. Árbitro assinalou penalidade após a bola tocar o braço de Poulsen

SIMON HOFMANN - FIFA/FIFA VIA GETTY IMAGES

A Dinamarca busca contra a Austrália a sua segunda vitória no Grupo C da Copa do Mundo da Rússia, nesta quinta-feira (21/6), às 9h, na Arena Samara, em Samara. Os europeus até começaram a cumprir a tarefa, quando o meia Christian Eriksen, aos 6 minutos da etapa inicial, abriu o placar. Porém, em cobrança de pênalti assinalado após consulta ao árbitro de vídeo, Jedinak empatou o jogo: 1 x 1.

Os três pontos são fundamentais para a classificação dos dinamarqueses para as oitavas de final. O triunfo, inclusive, pode sacramentar a passagem dos europeus para a próxima fase, caso a França derrote o Peru mais tarde. Já os australianos, se perderem, terão de torcer por vitória dos sul-americanos contra os franceses para manter vivo o sonho de classificação.

Antes do jogo
O confronto é inédito entre as seleções, mas não entre os técnicos Age Hareide, da Dinamarca, e Bert Van Marwijk, da Austrália. Eles estiveram frente a frente à beira do campo em 2008, quando comandavam seus países de origem pelas Eliminatórias Europeias para a Copa de 2010 – Hareide na Noruega e Van Marwijk na Holanda. Melhor para o holandês, que venceu por 1 x 0, ainda na fase inicial da competição.
Desta vez é jogo de Copa do Mundo. E Age Hareide quer dar o troco. Para isso, conta com a boa fase da Dinamarca, que está invicta há 16 jogos – desde a derrota para Montenegro por 1 x 0, em outubro de 2016. De lá para cá, são nove vitórias e sete empates. A defesa não toma gol há cinco partidas.

Apesar do retrospecto favorável, o técnico prega atenção total, pois na estreia contra o Peru sofreu pressão. “Eles criaram muitas chances contra nós e, se o Peru conseguiu, a Austrália também pode conseguir. Portanto, devemos estar totalmente focados”, analisou Age Hareide.

Filipe Fornari

O ponto negativo dos dinamarqueses é a ausência do volante William Kvist, que quebrou duas costelas no duelo diante dos peruanos e foi cortado da seleção. Sem ele, é difícil que a equipe mantenha o equilíbrio no meio de campo.

A baixa deixa o atual elenco ainda mais longe de apresentar um futebol surpreendente, como o da Copa do Mundo de 1986, a primeira do país. Há 32 anos, a Dinamarca atropelou os três adversários da fase inicial: Escócia (1 x 0), Alemanha (2 x 0) e Uruguai (6 x 1), com atuações de gala da dupla Michael Laudrup e Elkjaer. Surpreendeu o mundo e ganhou o apelido de “Dinamáquina”. Cairia nas oitavas para a Espanha, em inesperada goleada por 5 x 1.

Depois disso, jogaram mais três Mundiais. Em 1998, foram despachados pelo Brasil nas quartas de final (3 a 2). Em 2002, foram eliminados pela Inglaterra nas oitavas (3 a 0). E em 2010 foram embora na primeira fase.

Já a Austrália escreve a sua história na quinta participação em Copas com o apoio dos torcedores, que serão maioria na Arena Samara. Os fãs australianos encheram as redes sociais dos jogadores de mensagens de apoio após a derrota na estreia para a França, que só garantiu a vitória aos 34 minutos do segundo tempo, em gol contra do lateral-esquerdo Behich.

O bom desempenho mantém a esperança do país da Oceania. “Quando a gente vê essa partida, dá confiança para o resto do torneio”, comentou Bert Van Marwijk.

A vitória é essencial para manter vivas as chances de classificação da Austrália para as oitavas de final, como ocorreu em 2006. No mata-mata da Alemanha, porém, foi eliminada para a Itália por 1 x 0. Em 1974, 2010 e 2014, caiu na fase de grupos.

Para obter os três pontos tão desejados, os australianos terão de furar a sólida defesa dinamarquesa. O desafio estará a cargo dos atacantes Tomi Juric e Mathew Leckie. O experiente Tim Cahill deve permanecer no banco de reservas. O jogador de 38 anos vive expectativa de marcar no Mundial da Rússia e entrar para a história ao se igualar a Pelé, aos alemães Uwe Seeler e Miroslav Klose e, agora, ao português Cristiano Ronaldo como os únicos a balançar as redes em quatro Copas diferentes.

Portanto, Dinamarca e Austrália fazem um confronto que a princípio pode parecer despretensioso, mas deve se intenso e, com sorte, pode entrar para a história dos Mundiais.

Ficha técnica:

Dinamarca x Austrália

Copa do Mundo da Rússia 2018
Grupo C – 2ª rodada

9h

Arena Samara
Samara, Rússia

Dinamarca
Kasper Schmeichel; Larsen, Christensen, Simon Kjaer e Henrik Dalsgaard; Lasse Schone, Thomas Delaney e Christian Eriksen; Pione Sisto, Nicolai Jorgensen e Yurary Poulsen
Técnico: Age Hareide

Austrália
Mathew Ryan; Aziz Behich, Mark Milligan, Trent Sainsbury e Josh Risdon; Aaron Mooy, Tom Rogic, Mile Jedinak e Robbie Kruse; Tomi Juric e Mathew Leckie
Técnico: Bert Van Marwijk

Árbitro: Antonio Mateu (ESP)


Deixe sua opinião

Continue Lendo

zoação

Empresa alemã lança pacote de salsichas em homenagem ao 7 a 1 sobre o Brasil

Se para os brasileiros é impossível esquecer a goleada sofrida para a Alemanha por 7 a 1, na Copa de 2014, para os alemães, lembrar aquele jogo de 8 de julho é quase uma obrigação.

E, aproveitando que a Copa do Mundo da Rússia traz a tona o assunto futebol no mundo inteiro, uma fábrica de produtos alimentícios alemã resolveu ganhar dinheiro com a dor dos brazucas.

A salsicharia alemã Grillido lançou neste ano um pacote especial do embutido em ‘homenagem’ ao Mineiraço.

O pacote vem com sete salsichas alemãs, à base de carne de porco defumada e um toque de mostarda, e uma salsicha brasileira, feita com carne bovina, queijo emmental e pimenta.

Filipe Fornari

Para completar a zoação, a embalagem traz a caricatura de um brasileiro ajoelhado no chão de um estádio com as mãos no rosto, como se estivesse chorando pela tragédia ocorrida no gramado.

A iguaria é vendida a 3,99 euros e, segundo o site da empresa, ‘derrota os brasileiros na panela’. Mas, até o momento, no Mundial de 2018, quem saiu derrotada foi a Seleção Alemã, que perdeu para o México por 1 a 0 em sua estreia na competição e divide a lanterna do Grupo F com a Coreia do Sul.

Os atuais campeões do mundo têm a chance de se recuperar no próximo sábado, quando enfrentam a Suécia, às 15h, no Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi, na Rússia.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS